Receba o boletim diário da Aleteia gratuitamente no seu email.
Alimente o seu espírito. Receba grátis os artigos da Aleteia toda manhã.
Inscreva-se

Sem condições de apoiar?

Veja 5 formas de você ajudar a Aleteia

  1. Reze por nossa equipe e pelo êxito de nossa missão
  2. Fale sobre a Aleteia em sua paróquia
  3. Compartilhe os artigos da Aleteia com seus amigos e familiares
  4. Desative o bloqueio de publicidade quando nos visitar
  5. Inscreva-se para receber nosso boletim gratuito e leia-nos diariamente

Obrigado!
Redação da Aleteia

Enviar

Aleteia
Festividade do dia

sábado 23 fevereiro
Beata Josefina Vanníni

Fundadora das Filhas de São Camilo (†1911)

CHRISTMAS
Impact Photography / Shutterstock
Compartilhar
Santo do dia

Judite Alaíde Vanníni nasceu em Roma no dia 7 de julho de 1859. Filha de ngelo e Annunziata Papi, foi batizada com o nome de Judite. Foi precedida por uma irmã, Giulia, e seguida por um irmão, Augusto.
O Senhor geralmente prepara e amadurece as almas pelo caminho da cruz. Aos 4 anos, Judite perdeu o pai e três anos depois a mãe. Os três irmãos órfãos foram separados: Augusto foi adotado por um tio materno, Julia foi confiada às Irmãs de São José e Judite, de 7 anos, foi aceita no Conservatório Torlonia, em Roma, onde as Filhas da Caridade a educaram para a fé cristã e a prepararam para vida.
Judite cresceu boa, piedosa, dócil e reflexiva. Obteve o diploma de professora de jardim de infância e aos 21 anos pediu para ingressar no noviciado das Filhas da Caridade de Siena. Mas, logo depois retornou a Roma por motivos de saúde e um período de provações. No ano seguinte, retornou a Siena, mas foi definitivamente dispensada do Instituto por ser considerada inadequada.
Ela sentia um profundo chamado à vida religiosa, mas em que instituição? Ela sofria e rezava. Tinha 32 anos, quando participou de um curso de exercícios espirituais na casa das Irmãs de Nossa Senhora do Cenáculo, em Roma. No último dia de retiro, 17 de dezembro de 1891, Judite se apresentou ao pregador, o camiliano Pe. Luigi Tezza, para pedir-lhe conselhos. O padre, poucos meses antes, tinha sido encarregado como o Procurador-Geral para restaurar o Terciário Camilliano e naquele momento teve uma inspiração: confiar-lhe a realização de tal projeto. Judite respondeu: “Padre, deixe-me refletir, eu lhe darei uma resposta”. Dois dias depois, ela se apresentou ao padre, dizendo: “Aqui estou à sua disposição para o seu projeto, não sou capaz de nada, mas confio em Deus”.
Pe. Tezza logo descobriu nela um temperamento de fundadora, segura de si mesma, uma mulher de oração e de sacrifício. Informou os superiores da Ordem Camiliana e obteve a autorização do Cardeal Vigário de Roma de prosseguir com aquela iniciativa.
Judite com duas outras jovens, preparadas pelo padre Tezza, formaram a primeira comunidade. Em 2 de fevereiro de 1892, festa da Conversão de São Camilo, na sala-santuário onde o santo morreu, pela imposição do escapulário com uma cruz vermelha, nasceu a nova família camiliana. No dia 19 de março seguinte, padre Tezza investiu Judite com o hábito religioso, marcado com a cruz vermelha, esta passou a se chamar Irmã Josefina e foi nomeada superiora. Sob o aconselhamento de Tezza foram formuladas as regras do incipiente instituto religioso, especificando seu propósito: assistência dos doentes, inclusive em casa. Mesmo em meio à grande pobreza, o número delas cresceu. No final de 1892 já eram catorze, em 1893 uma nova comunidade foi aberta em Cremona e em 1894 em Mesagne in Puglia; outras casas serão abertas em outros lugares.
Foi necessário obter a aprovação definitiva da autoridade eclesiástica. Infelizmente, o Papa Leão XIII decidiu, naqueles anos, não permitir fundações de novas comunidades em Roma. Portanto, a pedido do Pe. Tezza, renovado duas vezes, ele respondeu em nome do Papa: “non expedit”. (não conveniente, não aprovada). Assim, foi imposto ao grupo de religiosas que deixasse Roma. Parecia que esvaneceria qualquer perspectiva, mas pela admiração da assistência das irmãs, até mesmo por parte da imprensa, e pelo do apoio do Cardeal Vigário obtiveram a criação da “Pia Associação” dependente do Cardeal e por isto trabalho pôde continuar.
Sobreveio, no entanto, outra provação. A amabilidade do Padre Tezza em relação às religiosas, a quem chamava “as minhas filhas”, foi objeto de interpretações maliciosas por parte de algumas pessoas, que se espalharam sobre o Padre e Madre Josefina algumas insinuações como “fofocas e verdadeiras calúnias”. O Cardeal Vigário intervém e, sem averiguar a verdade, tira do pai espiritual delas a faculdade de confessar e proíbe que ele encontre as irmãs. P. Tezza não quis se defender e aceita silenciosamente as disposições, oferecendo o sacrifício da separação pelo bem e pelo desenvolvimento do Instituto. A separação foi concluída quando o padre, no ano de 1900, foi designado como seu superior geral para ir ao Peru como visitante da comunidade de Lima. Aceita a obediência e parte para a América Latina, de onde jamais voltará para a Itália. Ele manterá o relacionamento com a fundadora e o Instituto apenas com correspondência e morrerá em Lima aos 82 anos, em 26 de setembro de 1923, reverenciado como santo.
O distanciamento de P. Tezza constituiu um drama para a fundadora, que teve de suportar sozinha o peso do nascente Instituto. Mas, não desanimou. Recebera de P. Tezza o que era necessário para continuar. Dotada de uma admirável fortaleza e confiança na ajuda do Senhor, conseguiu difundir o Instituto em várias partes da Itália e na Argentina.
Em 21 de junho de 1909, depois de muitas resistências, conseguiu obter o decreto para o estabelecimento do instituto na congregação religiosa sob o título “Filhas de São Camilo”.
Em 1910, após a última visita a todas as casas na Itália e na França, foi atingida por uma grave doença cardíaca.
Assim, mais purificada do pesar, em 23 de fevereiro de 1911 entregou serenamente sua alma a Deus, deixando um instituto com dezesseis casas religiosas, na Europa e na América, e com 156 religiosas professas.
Em 16 de outubro de 1994, João Paulo II proclamou-a beata, em Roma.

Descubra outros santos clicando aqui

Oração para esta manhã

Exultem os fiéis por sua glória
e cantando se levantem de seus leitos!
Glória ao Pai, ao Filho e ao Espírito Santo,
como era no princípio, agora e sempre.
Amém
Hino
Hoje cantemos o triunfo
do guia sábio e bom pastor;
que já reina entre os eleitos
a testemunha do Senhor.

Foi sacerdote, guia e mestre
do povo santo do Senhor.
Como prelado e como sábio,
da vida o dom lhe preparou.

Oremos para que, bondoso,
peça perdão para os faltosos,
e sua prece nos conduza
do céu aos cumes luminosos.

Poder, louvor, honra e glória
ao Deus eterno e verdadeiro,
que, em suas leis, rege e sustenta,
governa e guia o mundo inteiro.

Salmo 91(92) 2-16
Eles serão o seu povo e o próprio Deus estará com eles (Ap 21,3).

Como é bom agradecermos ao Senhor
e cantar salmos de louvor ao Deus Altíssimo!
Anunciar pela manhã vossa bondade,
e o vosso amor fiel, a noite inteira,
ao som da lira de dez cordas e da harpa,
com canto acompanhado ao som da cítara.

Pois me alegrastes, ó Senhor, com vossos feitos,
e rejubilo de alegria em vossas obras.
Quão imensas, ó Senhor, são vossas obras,
quão profundos são os vossos pensamentos!

Só o homem insensato não entende,
só o estulto não percebe nada disso!
Mesmo que os ímpios floresçam como a erva,
ou prosperem igualmente os malfeitores,
são destinados a perder-se para sempre.
Vós, porém, sois o Excelso eternamente!

Eis que os vossos inimigos, ó Senhor,
eis que os vossos inimigos vão perder-se,
e os malfeitores serão todos dispersados.

Vós me destes toda a força de um touro,
e sobre mim um óleo puro derramastes;
triunfante posso olhar meus inimigos,
vitorioso escuto a voz de seus gemidos.

O justo crescerá como a palmeira,
florirá igual ao cedro que há no Líbano;
na casa do Senhor estão plantados,
nos átrios de meu Deus florescerão.

Mesmo no tempo da velhice darão frutos,
cheios de seiva e de folhas verdejantes;
e dirão: ‘É justo mesmo o Senhor Deus:
meu Rochedo, não existe nele o mal!’

Glória ao Pai...

Leitura breve 2Cor 1,3-5
Bendito seja o Deus e Pai de nosso Senhor Jesus Cristo, o Pai das misericórdias e Deus de toda consolação. Ele nos consola em todas as nossas aflições, para que, com a consolação que nós mesmos recebemos de Deus, possamos consolar os que se acham em toda e qualquer aflição. Pois, à medida que os sofrimentos de Cristo crescem para nós, cresce também a nossa consolação por Cristo.

O Senhor é minha força, ele é o meu canto.
E tornou-se para mim o Salvador.

BENEDICTUS
Há oitenta e seis anos que o sirvo e dele só recebi bens. Como poderia blasfemar meu Rei e Salvador?

Bendito seja o Senhor Deus de Israel,
porque a seu povo visitou e libertou;

e fez surgir um poderoso Salvador
na casa de Davi, seu servidor,

como falara pela boca de seus santos,
os profetas desde os tempos mais antigos,

para salvar-nos do poder dos inimigos
e da mão de todos quantos nos odeiam.

Assim mostrou misericórdia a nossos pais,
recordando a sua santa Aliança

e o juramento a Abraão, o nosso pai,
de conceder-nos que, libertos do inimigo,

a ele nós sirvamos sem temor
em santidade e em justiça diante dele,
enquanto perdurarem nossos dias.

Serás profeta do Altíssimo, ó menino,
pois irás andando à frente do Senhor
para aplainar e preparar os seus caminhos,

anunciando ao seu povo a salvação,
que está na remissão de seus pecados;

pela bondade e compaixão de nosso Deus,
que sobre nós fará brilhar o Sol nascente,

para iluminar a quantos jazem entre as trevas
e na sombra da morte estão sentados

e para dirigir os nossos passos,
guiando-os no caminho da paz.

Glória ao Pai...

Preces
Roguemos a Deus, que enviou o Espírito Santo para ser Luz santíssima no coração de todos os homens, dizendo:

R. Iluminai, Senhor, o vosso povo!

Bendito sejais, Senhor Deus, nossa luz,
que para vossa glória nos fizestes chegar a este novo dia. R.

Vós, que iluminastes o mundo com a ressurreição do vosso Filho,
fazei brilhar, pelo ministério da Igreja, esta luz pascal sobre a humanidade inteira. R.

Vós, que, pelo Espírito da verdade, esclarecestes os discípulos de vosso Filho,
enviai à vossa Igreja este mesmo Espírito, para que ela permaneça sempre fiel à vossa mensagem. R.

Luz dos povos, lembrai-vos daqueles que ainda vivem nas trevas,
e abri-lhes os olhos do coração para que vos reconheçam como único Deus verdadeiro. R.

(Intenções livres)

Pai nosso ...

Oração
Ó Deus, criador de todas as coisas, que colocastes o bispo São Policarpo nas fileiras dos vossos mártires, concedei-nos, por sua intercessão, participar com ele do cálice de Cristo, e ressuscitar para a vida eterna. Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo.

Meditação do dia

O testemunho dos profetas conduz ao testemunho dos apóstolos

Dentre todos os discípulos, o Senhor revelou somente a Pedro, Tiago e João a glória de sua ressurreição. Quis com isto que seu mistério permanecesse escondido, e muitas vezes lhes advertia que não dera a conhecer o que haviam visto, a fim de que um ouvinte muito fraco encontrasse nele um obstáculo que dificultasse seu espírito inconstante de receber nestes mistérios com intensidade toda sua profundidade. Porque o próprio Pedro não sabia o que dizia, já que acreditava que era necessário construir três tendas para o Senhor e seus companheiros. Em seguida, não sendo capaz de suportar o esplendor da glória do Senhor que se transfigurava, caiu por terra, assim como Santiago e João quando a nuvem os cobriu.
A nuvem, então, os cobriu para que conhecessem o secreto e o oculto, e lá ouviram a voz de Deus dizendo: Este é meu Filho, o amado, meu amado, escutai-o! Isto quer dizer - Simão Pedro e não se engane! - que não se deve colocar o Filho de Deus no mesmo nível que seus servos. Este é meu Filho: Moisés não é meu Filho, Elias não é meu Filho, embora um tenha aberto o céu e o outro tenha fechado. Eles não fizeram nada além de ser ministros daquele que consolidou as águas e as fechou, secando o céu.
Santo Ambrósio
Bispo de Milão (†397).

Oração para esta tarde

Que poderei retribuir ao Senhor Deus
por tudo aquilo que ele fez em meu favor?
Glória ao Pai, ao Filho e ao Espírito Santo,
como era no princípio, agora e sempre.
Amém.

Hino
Ó Deus, autor de tudo,
que a terra e o céu guiais,
de luz vestis o dia,
à noite o sono dais.

O corpo, no repouso,
prepara-se a lutar.
As mentes já se acalmam,
se faz sereno o olhar.

Senhor, vos damos graças
no ocaso deste dia.
A noite vem caindo,
mas vosso amor nos guia.

Sonora, a voz vos louve,
vos cante o coração.
O amor vos renda amor,
e a mente, adoração.

E assim, chegando a noite,
com grande escuridão,
a fé, em meio às trevas,
espalhe o seu clarão.

Ouvi-nos, Pai piedoso,
e Filho, Sumo Bem,
com vosso Santo Espírito
reinando sempre. Amém.

Salmo 115(116B)

Tu me amas, Simão Pedro? Ó Senhor, tu sabes tudo, tu bem sabes que eu te amo!
Apascenta os meus cordeiros.

Guardei a minha fé, mesmo dizendo:
‘É demais o sofrimento em minha vida!’
Confiei, quando dizia na aflição:
‘Todo homem é mentiroso! Todo homem!’

Que poderei retribuir ao Senhor Deus
por tudo aquilo que ele fez em meu favor?
Elevo o cálice da minha salvação,
invocando o nome santo do Senhor.
Vou cumprir minhas promessas ao Senhor
na presença de seu povo reunido.

É sentida por demais pelo Senhor
a morte de seus santos, seus amigos.
Eis que sou o vosso servo, ó Senhor,
vosso servo que nasceu de vossa serva;
mas me quebrastes os grilhões da escravidão!

Por isso oferto um sacrifício de louvor,
invocando o nome santo do Senhor.
Vou cumprir minhas promessas ao Senhor
na presença de seu povo reunido;
nos átrios da casa do Senhor,
em teu meio, ó cidade de Sião!

Glória ao Pai...

Leitura breve Hb 13,20-21
O Deus da paz, que fez subir dentre os mortos aquele que se tornou, pelo sangue de uma aliança eterna, o grande Pastor das ovelhas, nosso Senhor Jesus, vos torne aptos a todo bem para fazer a sua vontade. Amém.

Quão numerosas, ó Senhor, são vossas obras e que sabedoria em todas elas.
Encheu-se a terra com as vossas criaturas.

MAGNIFICAT
Como vós desejais que os outros vos façam, fazei vós também o mesmo com eles.

A minha alma engrandece ao Senhor
e se alegrou o meu espírito em Deus, meu Salvador;
pois ele viu a pequenez de sua serva,
desde agora as gerações hão de chamar-me de bendita.

O Poderoso fez por mim maravilhas
e Santo é o seu nome!
Seu amor, de geração em geração,
chega a todos que o respeitam;

demonstrou o poder de seu braço,
dispersou os orgulhosos;
derrubou os poderosos de seus tronos
e os humildes exaltou;

De bens saciou os famintos,
e despediu, sem nada, os ricos.
Acolheu Israel, seu servidor,
fiel ao seu amor,

como havia prometido aos nossos pais,
em favor de Abraão e de seus filhos, para sempre.

Glória ao Pai...

Preces
Recordando a bondade de Cristo que, compadecido do povo faminto, realizou em favor dele maravilhas de amor, com gratidão elevemos a ele as nossas preces; e digamos:

R. Mostrai-nos, Senhor, o vosso amor!

Reconhecemos, Senhor, que todos os benefícios recebidos neste dia vieram de vossa bondade;
que eles não voltem para vós sem produzir frutos em nosso coração. R.

Luz e salvação da humanidade, protegei aqueles que dão testemunho de vós em toda a terra,
e acendei neles o fogo do vosso Espírito. R.

Fazei que todos os seres humanos respeitem a dignidade de seus irmãos e irmãs, de acordo com a vossa vontade,
a fim de que, todos juntos, respondam com generosidade às mais urgentes necessidades do nosso tempo. R.

Médico das almas e dos corpos, aliviai os enfermos e assisti os agonizantes,
e visitai-nos e confortai-nos com a vossa misericórdia. R.

(Intenções livres)

Dignai-vos receber na companhia dos santos os nossos irmãos e irmãs que morreram,
cujos nomes estão escritos no livro da vida. R.

Pai nosso...

ANTÍFONA MARIANA
Salve, Regina, mater misericordiae
Vita, dulcedo, et spes nostra, salve.
Ad te clamamus, exsules, filii evae.
Ad te suspiramus, gementes et flentes
in hac lacrimarum valle.

Eia ergo, Advocata nostra,
illos tuos misericordes oculos
ad nos converte.
Et Iesum, benedictum fructum ventris tui,
nobis post hoc exsilium ostende.
O clemens, O pia, O dulcis Virgo Maria.

Ora pro nobis sancta Dei Genetrix.
Ut digni efficiamur promissionibus Christi. Amen.
(Tradução)

Salve Rainha, Mãe de Misericórdia, vida e doçura esperança nossa salve! A vós bradamos os degredados filhos de Eva.
A vós suspiramos gemendo e chorando neste vale de lágrimas.
Eia, pois advogada nossa, esses vossos olhos misericordiosos a nós volvei, e depois deste desterro, mostrai-nos Jesus, bendito fruto do vosso ventre, ó clemente, ó piedosa ó doce e sempre Virgem Maria.
Rogai por nós Santa Mãe de Deus, para que sejamos dignos das promessas de Cristo. Amém

SEJAM SANTOS!
Na escola da santidade.

Evangelho do dia

Evangelho segundo São Marcos 9,2-13.

Naquele tempo, Jesus tomou consigo Pedro, Tiago e João e subiu só com eles para um lugar retirado num alto monte e transfigurou-Se diante deles.
As suas vestes tornaram-se resplandecentes, de tal brancura que nenhum lavadeiro sobre a terra as poderia assim branquear.
Apareceram-lhes Moisés e Elias, conversando com Jesus.
Pedro tomou a palavra e disse a Jesus: «Mestre, como é bom estarmos aqui! Façamos três tendas: uma para Ti, outra para Moisés, outra para Elias».
Não sabia o que dizia, pois estavam atemorizados.
Veio então uma nuvem que os cobriu com a sua sombra e da nuvem fez-se ouvir uma voz: «Este é o meu Filho muito amado: escutai-O».
De repente, olhando em redor, não viram mais ninguém, a não ser Jesus, sozinho com eles.
Ao descerem do monte, Jesus ordenou-lhes que não contassem a ninguém o que tinham visto, enquanto o Filho do homem não ressuscitasse dos mortos.
Eles guardaram a recomendação, mas perguntavam entre si o que seria ressuscitar dos mortos.
E perguntaram a Jesus: «Porque dizem os escribas que primeiro tem de vir Elias?».
Jesus respondeu-lhes: «É certo que Elias vem primeiro para restaurar todas as coisas. Mas então como é que está escrito, a respeito do Filho do homem, que tem de sofrer muito e ser desprezado?
Pois bem. Eu vos digo que Elias já veio; e fizeram-lhe tudo o que quiseram, como está escrito a respeito dele».