Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Sábado 31 Outubro |
Beato Domingos Collins
Oração do dia
Festividade do diaHistórias de Santos

Bem-aventurado José Olallo Valdes

Religioso (†1889)

praying

MIA Studio | Shutterstock

No dia 12 de fevereiro de 1820 nasceu um menino, provavelmente fruto de uma relação ilícita. Talvez por esse motivo, o menino, com apenas um mês de idade, foi deixado na “roda dos expostos” de um orfanato da cidade de Havana, capital de Cuba. Junto com o menino, um bilhete foi encontrado. Nele havia a informação da data de nascimento e o aviso que o pequenino ainda não fora batizado. Por esse motivo, no dia 15 de março, na pia batismal lhe era dado o nome do padroeiro do orfanato: “José”. O sobrenome veio do Bispo de Havana, que havia dado a corajosa ordem de colocar seu sobrenome a todas as crianças que fossem encontradas abandonadas. Desse modo dava-se um nome para as crianças desamparadas. O pequeno José é criado no orfanato num primeiro momento. Em seguida é transferido para outra instituição onde receberá uma boa educação. No ano de 1833 na cidade estoura uma epidemia de cólera, muito comum naquela época. Em meio aos sofrimentos atrozes, José, um jovenzinho de 13 anos se dedica a ajudar as centenas de doentes. É assim que ele vai descobrindo dentro de si a vocação para ajudar o próximo. Aos quinze anos resolve entrar na vida religiosa, mais precisamente na família fundada por São João de Deus: os irmãos da Ordem Hospitaleira (“Fatebenefratelli”), voltada para o atendimento dos doentes e dos marginalizados. Logo há uma identificação profunda entre José e os ideais da Ordem. Frei José é destinado ao convento de Camaguey, local onde cerca de noventa doentes o esperam para receber tratamento. Aí se dedica de corpo e alma, a ponto de não querer deixar seus “pobres” por outra colocação. Isso lhe custará a saída da Ordem, que não compreende sua escolha pelos pobres. Por 54 anos se dedicará aos pobres, sem quase nunca sair do hospital. Aí faz de tudo: desde serviços de enfermagem ao serviço humilde de lavar a roupa suja dos doentes. Apesar disso, é sempre feliz, sempre sereno. Vive das esmolas que lhe dão. Nada possui para si: se faz pobre junto com seus pobres. Sua fama entre o povo é imensa. Ao morrer, no dia 7 de março de 1889, quase que imediatamente é construído um monumento em sua memória. No dia 15 de março de 2009, sob o pontificado de Bento XVI, foi promulgado o decreto de beatificação de Frei José Valdes. A celebração ocorreu na cidade de Camaguey, em Cuba no dia 29 de novembro de 2008, presidida pelo Cardeal José Saraiva Martins.

Descubra outros santos clicando aqui
Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
Brasileira Simone Barreto Silva é vítima de ataque terrorista na catedral de Nice
Reportagem local
Brasileira é vítima no ataque terrorista na c...
Reportagem local
França: atentado na basílica de Notre Dame em...
TRIGEMELAS
Esteban Pittaro
A imagem de Nossa Senhora que acompanhou uma ...
Pe. Robson de Oliveira
Francisco Vêneto
Defesa desmente Fantástico, da TV Globo, em n...
Aleteia Brasil
O milagre que levou a casa da Virgem Maria de...
Reportagem local
Corpo incorrupto de Santa Bernadette: o que o...
Philip Kosloski
3 poderosos sacramentais para ter na sua casa
Ver mais