Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Quinta-feira 21 Outubro |
São Bertoldo de Parma 
Aleteia logo
Oração do dia
Festividade do diaHistórias de Santos

Bem-aventurada Liduína Meneguzzi

Religiosa (†1941)

LANDSCAPE

Public Domain


Na Província italiana de Pádua, no dia 12 de setembro de 1901 nasceu uma menina que recebeu na pia batismal o nome de Elisa ngela. Seus pais são modestos camponeses da região e desde pequenina sente-se como que atraída pela igreja da aldeia: todos os dias vai a missa e, quando chega na idade, vai fazer o catecismo. À noite, com seus pais e irmãos, o costume é a reza do terço quotidiano. Dada a situação econômica da família, com 14 anos vai trabalhar fora, como doméstica nas casas e nos hotéis da região. Quando completa 25 anos deixa tudo para se tornar freira: ingressa na Congregação das Irmãs de São Francisco de Sales. Recebe o nome de Irmãs Liduína e começa a viver sua vida de religiosa fazendo os serviços mais humildes. Sempre contente, sempre disponível; por esse motivo se torna uma espécie de confidente e diretora espiritual das moças do colégio onde trabalha no apostolado. Em seu coração brota o desejo de se tornar missionária: após alguns pedidos, em 1937, a Congregação a envia para a Etiópia. Uma vez no país estrangeiro, Irmã Liduína busca se inserir na sociedade tão diferente daquela que ela estava acostumada. Logo, sua bondade e seu trabalho de enfermeira vão abrindo portas. Com a guerra, o hospital onde trabalha, se torna hospital militar. Começa a antender os soldados feridos no campo de batalha. Uma força e uma paz transparecem dela a ponto de os soldados a desejarem sempre perto da cabeceira: dela recebem não só os cuidados dos remédios para o corpo, mas também aqueles remédios para alma. Durante os bombardeios da cidade, sua caridade se torna heroísmo: testemunhas a viram correr para as ruínas, ainda sob bombardeio, para retirar os feridos dos escombros. Sua ação caridosa está dirigida a todos, europeus, muçulmanos, coptas, pagãos… Apenas uma coisa pôde pará-la: um tumor que a consumiu e a levou à morte com apenas 40 anos de idade: ao saberem de sua morte, no dia 2 de dezembro de 1941, todos, cristãos, muçulmanos choraram pela perda desse anjo em suas vidas. Foi beatificada em 2002, deixando claro com seu testemunho que o ecumenismo e o diálogo entre as religiões só se fazem autenticamente se baseados no sólido fundamento do amor.

Descubra outros santos clicando aqui
Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
1
VENEZUELA
Ramón Antonio Pérez
Quando a vida surge do abuso atroz a uma jovem deficiente
2
Pe. Zezinho
Reportagem local
Pe. Zezinho faz alerta sobre orações de cura e libertação
3
COMMUNION
Philip Kosloski
Oração ao seu anjo da guarda antes de receber a comunhão
4
Carlo Acutis
Gelsomino Del Guercio
“Ele fechou os olhos sorrindo”: foi assim que Carlo Acutis morreu
5
Reportagem local
A bela lição que este menino deu a todos ao se aproximar do Papa
6
São José
Francisco Vêneto
Padre irmão de piloto de avião partido em dois: “São José tem mui...
7
Aleteia Brasil
O segredo da cidade bósnia onde jamais houve um divórcio
Ver mais