Receba o boletim diário da Aleteia gratuitamente no seu email.
Alimente o seu espírito. Receba grátis os artigos da Aleteia toda manhã.
Inscreva-se

Sem condições de apoiar?

Veja 5 formas de você ajudar a Aleteia

  1. Reze por nossa equipe e pelo êxito de nossa missão
  2. Fale sobre a Aleteia em sua paróquia
  3. Compartilhe os artigos da Aleteia com seus amigos e familiares
  4. Desative o bloqueio de publicidade quando nos visitar
  5. Inscreva-se para receber nosso boletim gratuito e leia-nos diariamente

Obrigado!
Redação da Aleteia

Enviar

Aleteia
Festividade do dia

segunda 2 dezembro
Bem-aventurada Liduína Meneguzzi

Religiosa (†1941)

LANDSCAPE
Compartilhar


Na Província italiana de Pádua, no dia 12 de setembro de 1901 nasceu uma menina que recebeu na pia batismal o nome de Elisa ngela. Seus pais são modestos camponeses da região e desde pequenina sente-se como que atraída pela igreja da aldeia: todos os dias vai a missa e, quando chega na idade, vai fazer o catecismo. À noite, com seus pais e irmãos, o costume é a reza do terço quotidiano. Dada a situação econômica da família, com 14 anos vai trabalhar fora, como doméstica nas casas e nos hotéis da região. Quando completa 25 anos deixa tudo para se tornar freira: ingressa na Congregação das Irmãs de São Francisco de Sales. Recebe o nome de Irmãs Liduína e começa a viver sua vida de religiosa fazendo os serviços mais humildes. Sempre contente, sempre disponível; por esse motivo se torna uma espécie de confidente e diretora espiritual das moças do colégio onde trabalha no apostolado. Em seu coração brota o desejo de se tornar missionária: após alguns pedidos, em 1937, a Congregação a envia para a Etiópia. Uma vez no país estrangeiro, Irmã Liduína busca se inserir na sociedade tão diferente daquela que ela estava acostumada. Logo, sua bondade e seu trabalho de enfermeira vão abrindo portas. Com a guerra, o hospital onde trabalha, se torna hospital militar. Começa a antender os soldados feridos no campo de batalha. Uma força e uma paz transparecem dela a ponto de os soldados a desejarem sempre perto da cabeceira: dela recebem não só os cuidados dos remédios para o corpo, mas também aqueles remédios para alma. Durante os bombardeios da cidade, sua caridade se torna heroísmo: testemunhas a viram correr para as ruínas, ainda sob bombardeio, para retirar os feridos dos escombros. Sua ação caridosa está dirigida a todos, europeus, muçulmanos, coptas, pagãos… Apenas uma coisa pôde pará-la: um tumor que a consumiu e a levou à morte com apenas 40 anos de idade: ao saberem de sua morte, no dia 2 de dezembro de 1941, todos, cristãos, muçulmanos choraram pela perda desse anjo em suas vidas. Foi beatificada em 2002, deixando claro com seu testemunho que o ecumenismo e o diálogo entre as religiões só se fazem autenticamente se baseados no sólido fundamento do amor.

Descubra outros santos clicando aqui

Vinde, adoremos o Rei que vai chegar.
Glória ao Pai, ao Filho e ao Espírito Santo,
como era no princípio, agora e sempre. Amém
Hino
Em meio à treva escura,
ressoa clara voz.
Os sonhos maus se afastem,
refulja o Cristo em nós.

Despertem os que dormem
feridos de pecado.
Um novo sol já brilha,
o mal vai ser tirado.

Do céu desce o Cordeiro
Que traz a salvação.
Choremos e imploremos
Das culpas o perdão.

E ao vir julgar o mundo
No dia do terror,
Não puna tantas culpas,
Mas venha com amor.

Ao Pai e ao seu Filho
poder e majestade,
e glória ao Santo Espírito
por toda a eternidade.

Salmo 5,2-10.12-13

Aqueles que acolherem interiormente a Palavra de Cristo nele exultarão eternamente.

Escutai, ó Senhor Deus, minhas palavras,
atendei o meu gemido!
Ficai atento ao clamor da minha prece,
ó meu Rei e meu Senhor!

É a vós que eu dirijo a minha prece;
de manhã já me escutais!
Desde cedo eu me preparo para vós,
e permaneço à vossa espera.

Não sois um Deus a quem agrade a iniquidade,
não pode o mau morar convosco;
nem os ímpios poderão permanecer
perante os vossos olhos.

Detestais o que pratica a iniquidade
e destruís o mentiroso.
Ó Senhor, abominais o sanguinário,
o perverso e enganador.

Eu, porém, por vossa graça generosa,
posso entrar em vossa casa.
E, voltado reverente ao vosso templo,
com respeito vos adoro.

Que me possa conduzir vossa justiça,
por causa do inimigo!
À minha frente aplainai vosso caminho,
e guiai meu caminhar!

Não há, nos lábios do inimigo, lealdade:
seu coração trama ciladas;
sua garganta é um sepulcro escancarado
e sua língua é lisonjeira.

Mas exulte de alegria todo aquele
que em vós se refugia;
sob a vossa proteção se regozijem,
os que amam vosso nome!

Porque ao justo abençoais com vosso amor,
e o protegeis como um escudo!

Glória ao Pai...

Leitura breve Is 2,3
Vamos subir ao monte do Senhor, à casa do Deus de Jacó, para que ele nos mostre seus caminhos e nos ensine a cumprir seus preceitos; porque de Sião provém a lei e de Jerusalém, a palavra do Senhor.

Eis que vem vosso Deus Salvador! Eis vosso Deus e Senhor!
O Senhor vem com a força e poder.

BENEDICTUS
Jerusalém, levanta os teus olhos e contempla o poder do teu Rei:
o Salvador vem quebrar-te as cadeias.

Bendito seja o Senhor Deus de Israel,
porque a seu povo visitou e libertou;

e fez surgir um poderoso Salvador
na casa de Davi, seu servidor,

como falara pela boca de seus santos,
os profetas desde os tempos mais antigos,

para salvar-nos do poder dos inimigos
e da mão de todos quantos nos odeiam.

Assim mostrou misericórdia a nossos pais,
recordando a sua santa Aliança

e o juramento a Abraão, o nosso pai,
de conceder-nos que, libertos do inimigo,

a ele nós sirvamos sem temor
em santidade e em justiça diante dele,
enquanto perdurarem nossos dias.

Serás profeta do Altíssimo, ó menino,
pois irás andando à frente do Senhor
para aplainar e preparar os seus caminhos,

anunciando ao seu povo a salvação,
que está na remissão de seus pecados;

pela bondade e compaixão de nosso Deus,
que sobre nós fará brilhar o Sol nascente,

para iluminar a quantos jazem entre as trevas
e na sombra da morte estão sentados

e para dirigir os nossos passos,
guiando-os no caminho da paz.

Glória ao Pai...

Preces
Cristo Senhor, Filho de Deus vivo e esplendor da luz eterna, vem iluminar as nossas trevas para podermos contemplar a sua glória. Peçamos-lhe com toda confiança:
R. Vinde, Senhor Jesus!
Cristo, luz sem ocaso, que vindes como sol nascente iluminar as trevas,
– despertai nossa fé vacilante. R.

Fazei-nos caminhar com segurança ao longo deste dia,
– guiados pela claridade de vossa luz. R.

Dai-nos um coração generoso, humilde e confiante,
– para que todos os homens vejam a razão da nossa esperança. R.

Vinde criar a nova terra prometida,
– para que nela habitem a justiça e a paz. R.

(Intenções livres)

Pai nosso ...

Oração
Senhor nosso Deus, dai-nos esperar solícitos a vinda do Cristo, vosso Filho. Que ele, ao chegar, nos encontre vigilantes na oração e proclamando o seu louvor. Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo.

Muitos virão do Oriente e do Ocidente para o Reino do Céu
A fé desse centurião anuncia a fé dos gentios, fé humilde e fervorosa, como o grão de mostarda. Conforme se ouviu, seu filho estava doente e jazia em casa, paralítico. O centurião rogou ao Salvador pela saúde dele. O Senhor prometeu que iria pessoalmente para devolvê-la. Mas ele, com fervorosa humildade e com humilde fervor, replicou: “Senhor, não sou digno de que entreis em minha morada”. Declarava-se indigno de que aquele Senhor entrasse em sua casa. E, sem dúvida, não teria dito essas palavras se o Senhor não tivesse entrado já no seu coração. Em seguida disse: “Mas dizei uma palavra e meu filho será curado. Sei a quem me dirijo; basta que ele fale e se realizará o que desejo”. [...] O Senhor disse: “Em verdade vos digo: não encontrei fé tão grande em Israel”. Sabeis que o Senhor tomou carne de Israel, da linhagem de Davi, a quem pertencia a Virgem Maria, que deu à luz o Cristo. Veio dos judeus, mostrou-lhes seu rosto de carne, sua boca de carne se dirigiu aos seus ouvidos, a forma de seu corpo apareceu diante dos olhos deles. Com sua presença havia cumprido o prometido aos judeus. A promessa havia sido feita aos pais e se cumpria nos filhos. Este centurião, sem dúvida, era estrangeiro; pertencia ao povo romano, exercia ali sua profissão militar e sua fé superou a dos israelitas, de modo que o Senhor teve que dizer: “Em verdade vos digo: não encontrei fé tão grande em Israel”. O que achais que ele louvou na fé deste homem? A humildade. “Não sou digno de que entreis em minha morada”. [...] A humildade do centurião era a porta para o Senhor, que entrava para possuir mais plenamente a quem já possuía. Grande esperança deu o Senhor aos gentios, nessa ocasião.

Santo Agostinho de Hipona
Sermão: Não teria dito essas palavras se o Senhor não tivesse entrado já em seu coração.
Bispo de Hipona e Doutor da Igreja (354-430)


Vinde, adoremos o Rei que vai chegar.
Glória ao Pai, ao Filho e ao Espírito Santo,
como era no princípio, agora e sempre.
Amém.

Hino
Eterna luz dos homens,
dos astros Criador,
ouvi as nossas preces,
de todos Redentor.

Ao ver compadecido
do mundo a perdição,
em vosso amor viestes
trazer-lhe a salvação.

Se sombra do pecado
a tudo escurecia,
Esposo, vós saístes
do seio de Maria.

Ao simples ecoar
do vosso nome eterno,
joelhos vão dobrando
o céu, a terra, o inferno.

Um dia voltareis,
Juiz e Rei de tudo.
Oh daí-nos hoje a graça,
na tentação escudo.

Ao Pai e ao Filho glória,
ao Espírito também,
louvor, honra e vitória,
Agora e sempre. Amém

Salmo 10(11)

Bem-aventurados os que têm fome e sede de justiça, porque serão saciados (Mt 5,6).

No Senhor encontro abrigo;
como, então, podeis dizer-me:
'Voa aos montes, passarinho!

Eis os ímpios de arcos tensos,
pondo as flechas sobre as cordas,
e alvejando em meio à noite
os de reto coração!

Quando os próprios fundamentos
do universo se abalaram,
o que pode ainda o justo?'

Deus está no templo santo,
e no céu tem o seu trono;
volta os olhos para o mundo,
seu olhar penetra os homens.

Examina o justo e o ímpio,
e detesta o que ama o mal.
Sobre os maus fará chover
fogo, enxofre e vento ardente,
como parte de seu cálice.

Porque justo é nosso Deus,
o Senhor ama a justiça.
Quem tem reto coração
há de ver a sua face.

Glória ao Pai...

Leitura Fl 3,20b-21
Aguardamos o nosso Salvador, o Senhor, Jesus Cristo. Ele transformará o nosso corpo humilhado e o tornará semelhante ao seu corpo glorioso, com o poder que tem de sujeitar a si todas as coisas.

A vós, ó Deus, a nossa gratidão: Vosso nome está perto.
De vós, Senhor, virá a renovação.

MAGNIFICAT
O anjo do Senhor anunciou a Maria.
E ela concebeu do Espírito Santo.

A minha alma engrandece ao Senhor
e se alegrou o meu espírito em Deus, meu Salvador;
pois ele viu a pequenez de sua serva,
desde agora as gerações hão de chamar-me de bendita.

O Poderoso fez por mim maravilhas
e Santo é o seu nome!
Seu amor, de geração em geração,
chega a todos que o respeitam;

demonstrou o poder de seu braço,
dispersou os orgulhosos;
derrubou os poderosos de seus tronos
e os humildes exaltou;

De bens saciou os famintos,
e despediu, sem nada, os ricos.
Acolheu Israel, seu servidor,
fiel ao seu amor,

como havia prometido aos nossos pais,
em favor de Abraão e de seus filhos, para sempre.

Glória ao Pai...

Preces
Oremos humildemente ao Senhor que vem para nos salvar; e aclamemos dizendo:

R. Vinde, Senhor, salvar-nos!

Senhor Jesus, Ungido do Pai como salvador de toda a humanidade,
- vinde depressa e salvai-nos. R.

Vós, que viestes a este mundo,
- livrai-nos do pecado do mundo. R.

Vós, que viestes do Pai,
- ensinai-nos o caminho da salvação que conduz ao Pai. R.

Vós, que fostes concebido pelo poder do Espírito Santo,
- renovai os nossos corações, no mesmo Espírito, com a vossa palavra. R.

Vós, que vos encarnastes no seio da Virgem Maria,
- libertai-nos da corrupção da carne. R.

(Intenções livres)

Lembrai-vos, Senhor, de todos os homens,
- que existiram desde o princípio do mundo e esperaram em vós. R.

Pai nosso...

ANTÍFONA MARIANA
Alma Redemptoris mater,
Quae pervia caeli porta manes
Et Stella Maris
Succurre cadenti
Surgere qui curat populo

Tu quae genuisti
Natura mirante
Tuum sanctum Genitorem
Virgo prius, ac posterius
Gabrielis ab ore
Sumens illud Ave
Peccatorum miserere

(Tradução)
Ó Doce mãe do Redentor
Que permanece, do céu, uma porta aberta
E estrela do mar
Ajuda teu povo que está caindo
E que deseja se levantar

Tu que destes à luz
Com toda natureza admirando
Teu Santo Criador
Virgem antes e depois
Recebendo aquela saudação
Da boca de Gabriel
Tende piedade de nós pecadores

SEJAM SANTOS!
Na escola da santidade.

Evangelho segundo São Mateus 8,5-11.
Naquele tempo, ao entrar Jesus em Cafarnaum, aproximou-se d’Ele um centurião, que Lhe suplicou, dizendo:
«Senhor, o meu servo jaz em casa paralítico e sofre horrivelmente».
Disse-lhe Jesus: «Eu irei curá-lo».
Mas o centurião respondeu-Lhe: «Senhor, eu não sou digno de que entres em minha casa; mas diz uma só palavra e o meu servo ficará curado.
Porque eu, que não passo dum subalterno, tenho soldados sob as minhas ordens: digo a um "Vai!" e ele vai; a outro "Vem!" e ele vem; e ao meu servo "Faz isto!" e ele faz».
Ao ouvi-lo, Jesus ficou admirado e disse àqueles que O seguiam: «Em verdade vos digo: Não encontrei ninguém em Israel com tão grande fé.
Por isso vos digo: Do Oriente e do Ocidente virão muitos sentar-se à mesa, com Abraão, Isaac e Jacob, no reino dos Céus,

Boletim
Receba Aleteia todo dia
São leitores como você que contribuem para a missão da Aleteia

Desde o início de nossas atividades, em 2012, o número de leitores da Aleteia cresceu rapidamente em todo o mundo. Estamos comprometidos com a missão de fornecer artigos que enriquecem, informam e inspiram a vida católica. Por isso queremos que nossos artigos sejam acessados por todos. Mas, para isso, precisamos da sua ajuda. O jornalismo de qualidade tem um custo (maior do que o que a propaganda consegue cobrir). Leitores como você podem fazer uma grande diferença, doando apenas $ 3 por mês.