Aleteia
Terça-feira 27 Outubro |
São Fulco
Oração do dia
Festividade do diaHistórias de Santos

Bem-aventurado Vincent L’Hénoret

Presbítero e mártir (†1961)

PRAY

Public Domain

Vincent, ou Vicente, nasceu no dia 12 de março de 1921 na França. Sua família era muito religiosa e numerosa: seus pais tiveram 14 filhos. Foi logo batizado na igreja da aldeia e, quando atingiu a idade escolar, foi estudar na escola primária do Colégio católico de sua pequena cidade. Aos doze anos de idade ingressou no juniorado dos Missionários Oblatos de Maria Imaculada, na cidade de Pontmain. Percorreu todo o itinerário de formação religiosa na família dos Oblatos. Durante sua formação, foi descrito como alguém tímido e de capacidades intelectuais modestas. Mesmo assim, ele fez seus estudos de Filosofia e Teologia na localidade de La Brosse-Montceaux. Um fato que marcou profundamente sua vida nesse período foi a execução sumária de dois de seus companheiros de estudos: era a época da guerra e os soldados nazistas, além de fuzilarem esses seus amigos, fizeram deportar Vincent e os demais coirmãos de sua comunidade para um campo de prisão. Como era já o final da guerra, com o avanço dos soldados aliados, em poucos meses foram libertados dessa prisão. No dia 12 de março de 1946, Vincent fez seus votos perpétuos. Após sua ordenação, ele desejava ardentemente se tornar missionário. Para tanto, enviou um pedido por escrito para seus superiores; nele solicitava seu envio para alguma região em que se falasse o francês: humilde, reconhecia suas dificuldades intelectuais e os problemas para aprender uma nova língua. Por fim, os superiores decidiram mandá-lo ao Laos. A missão no Laos começou nas aldeias que margeavam o rio Mekong. Padre Vicente começou dando assistência espiritual na aldeia de Keng Sadok, a comunidade cristã mais antiga do Laos: com muito esforço foi aprendendo a língua, os costumes e a lidar nesse novo contexto, tão diferente da Europa. Apesar disso, se dedicou com alegria a visitar as várias aldeias e ao cultivo de sua vida espiritual. Por vezes era visto sobre um cavalo, se dirigindo para alguma visita pastoral, com os olhos fixos sobre o Breviário. Com o passar dos anos, foi trabalhar no norte do país em áreas com vários problemas: tinha que trabalhar com fugitivos que tentavam escapar da violência da guerrilha dos anos 1952-1953 e, principalmente, trabalhar lado a lado com os pobres. Um de seus coirmãos chegou a mencionar que Padre Vincent havia se tornado o servidor dos pobres. Embora tivesse uma índole pacífica, Padre Vincent às vezes se alterava em virtude de sua luta contra o paganismo local: proibia severamente os sacrifícios de animais e impedia os mais jovens de participarem das festividades budistas. No final de 1960 a situação política do Laos havia se precipitado, o trânsito entre as aldeias era controlado pelo governo e Padre Vincent só podia se locomover se tivesse um salvo-conduto emitido pelo governo. No dia 10 de maio de 1961 ele obteve um desses documentos para ir até uma aldeia e aí celebrar a Solenidade da Ascensão. Na manhã do dia 11 de maio ele partiu da aldeia, mas pouco depois, ao longo da estrada, três homens, vestidos como guerrilheiros o pararam. Uma camponesa que estava trabalhando assistiu toda a cena: o missionário mostrou o salvo-conduto. Os militares o deixaram passar. Padre Vincent montou em sua bicicleta e voltou a fazer sua viagem. Pouco depois, a camponesa ouvir alguns disparos. No momento de voltar para sua aldeia, ela viu a bicicleta do padre jogada e, um pouco mais adiante, o cadáver do padre caído dentro de uma fossa. Com medo, ela fez de conta não ter visto nada. No dia seguinte comunicou um grupo de moradores da aldeia que foram buscar o corpo do padre, mas o haviam colocado em outra fossa dentro da floresta. Com muito medo, esse grupo pode apenas jogar um pouco de terra sobre o corpo e chamar um padre para, mais tarde, prover a uma sepultura mais digna. Posteriormente apurou-se que Padre Vincent foi morto em ódio à fé cristã. Foi beatificado no dia 11 de dezembro de 2016 no Laos, numa cerimônia presidida pelo enviado especial do Santo Padre Francisco, o Cardeal Orlando Quevedo.

Descubra outros santos clicando aqui
Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
Philip Kosloski
3 poderosos sacramentais para ter na sua casa
Aleteia Brasil
Quer dormir tranquilo? Reze esta oração da no...
TRIGEMELAS
Esteban Pittaro
A imagem de Nossa Senhora que acompanhou uma ...
Aleteia Brasil
O milagre que levou a casa da Virgem Maria de...
No colo de Maria
Como rezar o terço? Um guia ilustrado
SAINT MICHAEL
Philip Kosloski
Oração a São Miguel por proteção contra inimi...
São Padre Pio de Pietrelcina
Oração de cura e libertação indicada pelo exo...
Ver mais