Sem condições de apoiar?

Veja 5 formas de você ajudar a Aleteia

  1. Reze por nossa equipe e pelo êxito de nossa missão
  2. Fale sobre a Aleteia em sua paróquia
  3. Compartilhe os artigos da Aleteia com seus amigos e familiares
  4. Desative o bloqueio de publicidade quando nos visitar
  5. Inscreva-se para receber nosso boletim gratuito e leia-nos diariamente

Obrigado!
Redação da Aleteia

Receba o nosso boletim

Por favor, ajude-nos a manter este importante serviço. APOIE AGORA
Aleteia
Festividade do dia

segunda-feira, 16 de abril

Santa Maria Bernarda (Bernadete) Soubirous

Religiosa francesa (†1879)

ST BERNADETTE
Compartilhar

Santa Maria Bernarda (Bernadete) Soubirous

 

Nascida a 07 de Janeiro de 1844, a francesa Maria Bernarda Soubirous, foi a primeira dos nove filhos do casal Francisco Soubirous e de Luísa Castèrot. Na infância, ela trabalhou como pastora e empregada doméstica.
Nos dez primeiros anos de sua infância sua família passou por graves dificuldades financeiras, mudando-se depois para Lourdes, onde viveu em condições de miséria, morando no prédio da antiga cadeia municipal. Apesar de parecer insalubre, todos viviam no andar superior do edifício, que era ocupado pelo primo do pai de Bernadete. Ela tinha dificuldades de aprendizagem formal e na catequese, o que fez com que a sua primeira comunhão fosse atrasada. Não pôde frequentar a escola e foi analfabeta até os 14 anos.
No dia 11 de fevereiro de 1858 a Virgem Santíssima apareceu nas cercanias de Lourdes, França, na gruta Massabielle, a Bernadete, que descreveu: “Certo dia, fui com duas meninas às margens do Rio Gave buscar lenha. Ouvi um barulho, voltei-me para o prado, mas não vi movimento nas árvores. Levantei a cabeça e olhei para a gruta. Vi, então, uma senhora vestida de branco; tinha um vestido alvo com uma faixa azul celeste na cintura e uma rosa de ouro em cada pé, da cor do rosário que trazia com ela. Somente na terceira vez, a Senhora me falou e perguntou-me se eu queria voltar ali durante quinze dias. Durante quinze dias lá voltei e a Senhora apareceu-me todos os dias, com exceção de uma segunda e uma sexta-feira. Repetiu-me, várias vezes, que dissesse aos sacerdotes para construir, ali, uma capela. Ela mandava que fosse à fonte para lavar-me e que rezasse pela conversão dos pecadores. Muitas e muitas vezes perguntei quem era ela, mas apenas me sorria com bondade. Finalmente, com braços e olhos erguidos para o céu, disse-me que era a Imaculada Conceição”.
O que causou espanto e comoção ao padre que ouviu seu relato foi saber que a moça não estava inventando: ela não tinha nenhum conhecimento do significado de suas palavras, muito menos conhecimento do dogma "Imaculada Conceição", então recentemente promulgado pelo Papa.
Enquanto o assunto era submetido à hierarquia eclesiástica, que se comportava com cética prudência, curas cientificamente inexplicáveis foram verificadas na gruta de “Massabielle”. Em 25 de fevereiro de 1858, na presença de uma multidão, surgiu sob as mãos de Bernadete uma fonte - que jorra água até os dias de hoje, cerca de cinco mil litros por dia.
Entre 11 de fevereiro e 16 de julho de 1858, Bernadete afirmou ter tido 18 visões da Virgem Maria, no mesmo local e defendeu a autenticidade das aparições com uma firmeza incomum para uma adolescente com temperamento humilde e obediente, além de níveis baixíssimos de instrução e socioeconômico. Manteve-se contra a opinião de sua família, do clero e das autoridades públicas. Foi submetida a métodos de interrogatórios, constrangimentos e intimidações pelas autoridades civis. No entanto, nunca vacilou em afirmar a autenticidade das aparições, com toda a convicção.
Em 1860, para fugir à curiosidade geral e assédio, Bernadete refugiou-se, como “pensionista indigente”, no Hospital das Irmãs da Caridade de Nevers, em Lourdes. Ali recebeu instrução e, em 1861, fez de próprio punho o primeiro relato escrito das visões de Nossa Senhora. No dia 18 de janeiro de 1862, Monsenhor Bertrand Sévère Laurence, Bispo de Tarbes, reconheceu pública e oficialmente a realidade do fato das aparições.
Em julho de 1866, Bernadete entrou para o noviciado no convento de Saint-Gildard e, em 30 de outubro de 1867 celebrou sua profissão solene na Congregação das Irmãs da Caridade de Nevers. Dedicou-se aos cuidados de enfermos até a morte. Uma imensa multidão compareceu ao seu funeral, dia 19 de abril de 1879.
Sua beatificação foi no dia 12 de junho de 1925, conferida pelo Papa Pio XI e foi canonizada como Santa Bernadete de Lourdes, no dia 08 de dezembro de 1933, dia da Imaculada Conceição, pelo mesmo Papa, depois de terem sido reconhecidas pela Santa Sé as virtudes pessoais e curas milagrosas a ela atribuídas após a morte.

Descubra outros santos clicando aqui

Oração para esta manhã

 

Felizes os que habitam vossa casa;
para sempre haverão de vos louvar!
Glória ao Pai, ao Filho e ao Espírito Santo,
como era no princípio, agora e sempre.
Amém
Hino
A fiel Jerusalém
canta um hino triunfal,
celebrando, jubilosa,
Jesus Cristo, a Luz pascal.

A serpente é esmagada
pelo Cristo, leão forte,
que ressurge e chama à vida
os cativos pela morte.

Ele vence, refulgindo
de grandeza e majestade.
Ele faz de céus e terra
uma pátria de unidade.

Nosso canto suplicante
pede ao Rei ressuscitado
que receba no seu Reino
o seu povo consagrado.

Ó Jesus, do vosso povo
sede o júbilo pascal.
Dai aos novos pela graça
a vitória triunfal.

Glória a vós, Jesus invicto,
sobre a morte triunfante.
Com o Pai e o Santo Espírito
sois luz nova e radiante.

Salmo 83(84)
Não temos aqui cidade permanente, mas estamos à procura daquela que está para vir(Hb 13,14).

Quão amável, ó Senhor, é vossa casa,
quanto a amo, Senhor Deus do universo!
Minha alma desfalece de saudades
e anseia pelos átrios do Senhor!
Meu coração e minha carne rejubilam
e exultam de alegria no Deus vivo!

Mesmo o pardal encontra abrigo em vossa casa,
e a andorinha ali prepara o seu ninho,
para nele seus filhotes colocar:
vossos altares, ó Senhor Deus do universo!
vossos altares, ó meu Rei e meu Senhor!

Felizes os que habitam vossa casa;
para sempre haverão de vos louvar!
Felizes os que em vós têm sua força,
e se decidem a partir quais peregrinos!

Quando passam pelo vale da aridez,
o transformam numa fonte borbulhante,
pois a chuva o vestirá com suas bênçãos.
Caminharão com um ardor sempre crescente
e hão de ver o Deus dos deuses em Sião.

Deus do universo, escutai minha oração!
Inclinai, Deus de Jacó, o vosso ouvido!
Olhai, ó Deus, que sois a nossa proteção,
vede a face do eleito, vosso Ungido!

Na verdade, um só dia em vosso templo
vale mais do que milhares fora dele!
Prefiro estar no limiar de vossa casa,
a hospedar-me na mansão dos pecadores!
O Senhor Deus é como um sol, é um escudo,
e largamente distribui a graça e a glória.
O Senhor nunca recusa bem algum
àqueles que caminham na justiça.

Ó Senhor, Deus poderoso do universo,
feliz quem põe em vós sua esperança!
Glória ao Pai...

Leitura breve Rm 10,8b-10
A palavra está perto de ti, em tua boca e em teu coração. Essa palavra é a palavra da fé, que nós pregamos. Se, pois, com tua boca confessares Jesus como Senhor e, no teu coração, creres que Deus o ressuscitou dos mortos, serás salvo. É crendo no coração que se alcança a justiça e é confessando a fé com a boca que se consegue a salvação.

O Senhor ressurgiu do sepulcro. Aleluia, aleluia.
Foi suspenso por nós numa cruz. Aleluia, aleluia.

BENEDICTUS
Trabalhai, não pelo pão que é perecível, mas por aquele que perdura eternamente.

Bendito seja o Senhor Deus de Israel,
porque a seu povo visitou e libertou;

e fez surgir um poderoso Salvador
na casa de Davi, seu servidor,

como falara pela boca de seus santos,
os profetas desde os tempos mais antigos,

para salvar-nos do poder dos inimigos
e da mão de todos quantos nos odeiam.

Assim mostrou misericórdia a nossos pais,
recordando a sua santa Aliança

e o juramento a Abraão, o nosso pai,
de conceder-nos que, libertos do inimigo,

a ele nós sirvamos sem temor
em santidade e em justiça diante dele,
enquanto perdurarem nossos dias.

Serás profeta do Altíssimo, ó menino,
pois irás andando à frente do Senhor
para aplainar e preparar os seus caminhos,

anunciando ao seu povo a salvação,
que está na remissão de seus pecados;

pela bondade e compaixão de nosso Deus,
que sobre nós fará brilhar o Sol nascente,

para iluminar a quantos jazem entre as trevas
e na sombra da morte estão sentados

e para dirigir os nossos passos,
guiando-os no caminho da paz.

Glória ao Pai...

Preces
Glorifiquemos a Cristo Jesus, constituído pelo Pai herdeiro de todos os povos; e rezemos:

R. Salvai-nos, Senhor, pela vossa vitória!

Cristo, que pela vossa ressurreição, rompestes as portas do inferno, destruindo o pecado e a
morte,
– dai-nos, hoje e sempre, a vitória sobre o mal. R.

Vós, que expulsastes a morte, dando-nos vida nova,
– fazei-nos hoje caminhar na novidade dessa vida. R.

Vós, que fizestes passar todo o gênero humano da escravidão do pecado para a gloriosa
liberdade de filhos de Deus,
– concedei a vida eterna a todos os que encontrarmos neste dia. R.

Vós, que confundistes os guardas de vosso sepulcro e alegrastes os discípulos com a vossa
ressurreição,
– enchei de alegria pascal todos aqueles que vos amam e servem. R.

Pai nosso ...

Oração
Ó Deus, vós que mostrais aos que erram a luz da verdade para que possam voltar ao bom caminho, concedei a todos os que se gloriam da vocação cristã rejeitem o que se opõe a este nome e abracem quanto possa honrá-lo. Por nosso Senhor, Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo.

Meditação do dia

Vós que sois o único Deus

É de vós, Deus Pai Onipotente, que depende conceder o que se pede, estar presente quando se procura, abrir a quem bate à porta (Lc 11,9). Quando se trata de compreender as verdades que se referem a vós, vemo-nos impedidos por certo entorpecimento preguiçoso da nossa natureza e sentimo-nos limitados pela nossa inevitável ignorância e debilidade; esperamos portanto que façais progredir o nosso tímido esforço inicial, que consolideis o seu desenvolvimento crescente e o leveis à união com o espírito dos Profetas e dos Apóstolos, para que compreendamos o sentido exato das suas palavras e interpretemos o seu verdadeiro significado.
Vamos falar do que eles pregaram no sacramento: que vós sois o Deus eterno, Pai do Unigênito Deus eterno; que só vós sois sem nascimento; e que há um só Senhor Jesus Cristo, que de vós procede por nascimento eterno; não afirmamos que ele seja outro Deus diverso de vós, mas proclamamos que foi gerado de vós que sois o único Deus; e confessamos que ele é Deus verdadeiro, nascido de vós que sois verdadeiro Deus e Pai.
Abri-nos, portanto, o significado autêntico das palavras, dai-nos a luz da inteligência, a perfeição da linguagem, a verdadeira fé. Fazei que sejamos capazes de exprimir a nossa fé: que vós sois o único Deus Pai e que há um só Senhor Jesus Cristo, e fazei que saibamos afirmar que vós sois Deus com o Filho e que proclamemos sem erro a sua divindade.
Santo Hilário
Bispo de Poitiers (†367).

Oração para esta tarde

 

Eu levanto os meus olhos para vós,
que habitais nos altos céus.
Glória ao Pai, ao Filho e ao Espírito Santo,
como era no princípio, agora e sempre.
Amém.

Hino
Eterno Rei e Senhor,
Filho do Pai muito amado,
à vossa imagem plasmastes
Adão, do barro formado.

Caiu o homem no mal,
pelo inimigo enganado.
Mas assumistes seu corpo
num seio virgem formado.

Unido a nós como homem,
vós nos unistes a Deus.
Pelo Batismo, nos destes
herdar o Reino dos céus.

Para salvar todo homem,
morrer na cruz aceitastes.
Preço do nosso resgate,
o vosso sangue doastes.

Mas ressurgis, recebendo
do Pai a glória devida.
Por vós, também ressurgidos,
teremos parte na vida.

Sede, Jesus, para nós,
gozo pascal, honra e glória.
Os que nasceram da graça,
uni à vossa vitória.

Glória a Jesus triunfante
que a própria morte venceu.
A ele, ao Pai e ao Espírito
louvor eterno no céu.

Salmo 122(123)
Dois cegos. começaram a gritar: Senhor, Filho de Davi, tem piedade de nós! (Mt 20,30).

Eu levanto os meus olhos para vós,
que habitais nos altos céus.
Como os olhos dos escravos estão fitos
nas mãos do seu senhor,

como os olhos das escravas estão fitos
nas mãos de sua senhora,
assim os nossos olhos, no Senhor,
até de nós ter piedade. –

Tende piedade, ó Senhor, tende piedade;
já é demais esse desprezo!
Estamos fartos do escárnio dos ricaços
e do desprezo dos soberbos!

Glória ao Pai...

Leitura breve Hb 8,1b-3a
Temos um sumo-sacerdote tão grande, que se assentou à direita do trono da majestade, nos céus. Ele é ministro do Santuário e da Tenda verdadeira, armada pelo Senhor, e não por mão humana. Todo o sumo-sacerdote, com efeito, é constituído para oferecer dádivas e sacrifícios.

Os discípulos ficaram muito alegres. Aleluia, aleluia.
Quando viram o Senhor ressuscitado. Aleluia, aleluia.

MAGNIFICAT
Eis a obra que agrada o Senhor: a vossa fé no mensageiro que enviou. Aleluia.

A minha alma engrandece ao Senhor
e se alegrou o meu espírito em Deus, meu Salvador;
pois ele viu a pequenez de sua serva,
desde agora as gerações hão de chamar-me de bendita.

O Poderoso fez por mim maravilhas
e Santo é o seu nome!
Seu amor, de geração em geração,
chega a todos que o respeitam;

demonstrou o poder de seu braço,
dispersou os orgulhosos;
derrubou os poderosos de seus tronos
e os humildes exaltou;

De bens saciou os famintos,
e despediu, sem nada, os ricos.
Acolheu Israel, seu servidor,
fiel ao seu amor,

como havia prometido aos nossos pais,
em favor de Abraão e de seus filhos, para sempre.

Glória ao Pai...

Preces
Invoquemos a Jesus Cristo, que vivificado pelo Espírito Santo, tornou-se fonte de vida para toda a humanidade; e digamos cheios de alegria:

R. Senhor, renovai todas as coisas e dai-nos vida nova!

Cristo, Salvador do mundo e Rei da nova criação, orientai toda a nossa vida para o reino da glória celeste,
– onde estais sentado à direita do Pai. R.

Senhor, que viveis na vossa Igreja até o fim dos tempos,
– conduzi-a pelo Espírito Santo ao conhecimento da verdade perfeita. R.

Fazei com que os doentes, sofredores e agonizantes sintam o vosso amor misericordioso;
– confortai-os e fortalecei-os com vossa bondade. R.

(Intenções livres)

Cristo, luz que não se apaga, aceitai o louvor que vos oferecemos ao cair desta tarde,
– e fazei brilhar, para os nossos irmãos e irmãs que partiram desta vida, a luz da vossa ressurreição. R.

Pai nosso...

ANTÍFONA MARIANA
Regina coeli, laetare, alleluia.
Quia quem meruisti portare, alleluia.
Resurrexit, sicut dixit, alleluia.
Ora pro nobis Deum, aleluia

(Tradução)
Rainha dos céus, alegra-te, aleluia.
Porque aquele que mereceste levar em teu seio, aleluia.
Ressuscitou, segundo predisse, aleluia.
Roga a Deus por nós, aleluia.

Evangelho do dia

Depois de Jesus ter saciado os cinco mil homens, os seus discípulos viram-n’O a caminhar sobre as águas. No dia seguinte, a multidão que permanecera no outro lado do mar notou que ali só estivera um barco e que Jesus não tinha embarcado com os discípulos; estes tinham partido sozinhos.
Entretanto, chegaram outros barcos de Tiberíades, perto do lugar onde eles tinham comido o pão, depois de o Senhor ter dado graças.
Quando a multidão viu que nem Jesus nem os seus discípulos estavam ali, subiram todos para os barcos e foram para Cafarnaum, à procura de Jesus.
Ao encontrá-l’O no outro lado do mar, disseram-Lhe: «Mestre, quando chegaste aqui?».
Jesus respondeu-lhes: «Em verdade, em verdade vos digo: vós procurais-Me, não porque vistes milagres, mas porque comestes dos pães e ficastes saciados.
Trabalhai, não tanto pela comida que se perde, mas pelo alimento que dura até à vida eterna e que o Filho do homem vos dará. A Ele é que o Pai, o próprio Deus, marcou com o seu selo».
Disseram-Lhe então: «Que devemos nós fazer para praticar as obras de Deus?».
Respondeu-lhes Jesus: «A obra de Deus consiste em acreditar n’Aquele que Ele enviou».

Milhões de leitores em todo o mundo – incluindo milhares do Oriente Médio – contam com a Aleteia para se informar, buscar inspiração e conteúdos cristãos. Por favor, considere a possibilidade de ajudar a Edição em Árabe com um pequeno donativo.