Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Domingo 01 Agosto |
Santo Afonso Maria Ligório
Oração do dia
Festividade do diaHistórias de Santos

São João Cassiano

Monge (†± 435)

CHURCH NOTRE-DAME DU BOURG

By Pecold | Shutterstock

Santo do dia

João Cassiano nasceu por volta de 360, provavelmente na região a oeste do Mar Negro, conhecida na época como Cítia Inferior (atual Romênia). Recebeu boa formação clássica e cristã de sua família. Nesta província romana oriental falava-se o latim, mas Cassiano acabou dominando perfeitamente o grego. Atraído pelo ideal monástico, jovem ainda, ele e seu amigo Germano, foram para a Palestina e ingressaram na vida cenobítica, isto é, a vida em comum, num dos mosteiros de Belém (378-380).
A fama dos monges do Egito levou Cassiano, dois anos mais tarde, a empreender nova viagem em companhia de Germano, com a permissão para realizá-la e a promessa de retomo ao cenóbio.
Cassiano e Germano, no Egito, visitaram cenobitas e anacoretas durante dois anos. Foram inicialmente ao deserto de Paneis, em seguida Diolkos, regressaram a Panefisi até que na Cétia, colocaram-se sob a direção espiritual do abade Pafnúncio. A colônia monástica de Cétia (a 105 km de Alexandria) não era de fácil acesso aos viajantes sendo denominada “grande deserto”, tal o seu isolamento. Talvez tenha sido essa uma das razões pelas quais os ascetas que aí habitaram destacaram-se pela santidade, discernimento espiritual e sabedoria.
Cassiano conheceu ainda os centros monásticos de Nítria e das Célias, onde teve contato com o grupo de monges seguidores de Orígenes, especialmente, Evágrio Pôntico, que tanto marcou suas obras. Após uns sete anos de permanência na região da Cétia, Cassiano e Germano voltaram, por um breve tempo, ao mosteiro de Belém.
Em 387 voltaram novamente ao Egito, onde teriam permanecido com certeza, se não fosse por Teófilo, arcebispo de Alexandria, que se insurgiu contra o grupo de monges chamados de “origenistas”. Muitos dos discípulos de Evágrio buscaram refúgio em Constantinopla, inclusive Cassiano, sendo acolhido pelo bispo João Crisóstomo. Logo entre São João Crisóstomo, Germano e Cassiano se estabeleceu uma grande amizade. Em 404, Cassiano foi ordenado diácono por São João Crisóstomo e dedicou-se à Igreja de Constantinopla. Todavia, em junho desse mesmo ano desencadeou-se uma terrível perseguição contra João Crisóstomo, que culminaria com sua expulsão da diocese. Cassiano e Germano foram encarregados pelo clero de entregar ao papa Inocêncio I uma carta tornando-o ciente dessa situação.
Não se sabe quanto tempo Cassiano permaneceu em Roma. Os estudiosos divergem em relação a essa etapa de sua vida. Já ordenado sacerdote, entrou em contato com o futuro papa Leão Magno e teve a oportunidade de enriquecer sua grande experiência de vida contemplativa adquirida no Oriente.
Alguns anos mais tarde (415-417?) chegou ao sul da França, estabelecendo-se em Marselha. Perto das tumbas de mártires cristãos, entre eles São Vitor, um dos primeiros mártires da cidade, fundou os mosteiros de São Vitor, masculino, e o de São Salvador, feminino. Bem amadurecido e a par das necessidades e dificuldades da Igreja no início do século V, Cassiano estava apto a organizar na região um tipo de vida monástica, profundamente diferente da praticada no local, era firme o suficiente para determinar com clareza a finalidade do movimento ascético e sua espiritualidade. Com sua larga experiência monástica Cassiano empreendeu uma integração entre os elementos essenciais do anacoretismo com o estilo de vida cenobítico do Ocidente. No mosteiro de Marselha estudaram vários teólogos relativamente brilhantes, dentre eles se destacaram Vicente de Lérins e Fausto Riez. O mosteiro se transformou no principal foco de oposição à heresia monoenergística, que afirmava que o Espírito Santo sozinho pode atuar num ser humano.
Considerado por seus contemporâneos, ao lado de Santo Agostinho, como um dos grandes luminares do Ocidente, morreu em Marselha, por volta de 435, no mosteiro de São Vitor, onde ainda hoje permanecem seus restos mortais.

Descubra outros santos clicando aqui
Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
1
SIMONE BILES
Cerith Gardiner
Simone Biles deixa as Olimpíadas com uma lição importante para to...
2
Batizado de Davi Henrique, 6 anos
Reportagem local
Davi, de 6 anos, reclama do padre no batizado: “Tá sabendo ...
3
Ítalo Ferreira
Reportagem local
Ouro no surfe em Tóquio, Ítalo Ferreira rezou todos os dias às 3h...
4
HIDILYN DIAZ
Cerith Gardiner
Olimpíadas: depois de ganhar o ouro, atleta exibe outra medalha e...
5
David Arias
Reportagem local
Ex-satanista mexicano retorna à Igreja e testemunha: “O ter...
6
Claudio de Castro
Como salvar nossas almas nos últimos minutos antes da morte
7
Pessoa idosa rezando o terço
Reportagem local
Brasil: carta de despedida de bisavó de 96 anos comove as redes s...
Ver mais