Receba o boletim diário da Aleteia gratuitamente no seu email.
Alimente o seu espírito. Receba grátis os artigos da Aleteia toda manhã.
Inscreva-se

Sem condições de apoiar?

Veja 5 formas de você ajudar a Aleteia

  1. Reze por nossa equipe e pelo êxito de nossa missão
  2. Fale sobre a Aleteia em sua paróquia
  3. Compartilhe os artigos da Aleteia com seus amigos e familiares
  4. Desative o bloqueio de publicidade quando nos visitar
  5. Inscreva-se para receber nosso boletim gratuito e leia-nos diariamente

Obrigado!
Redação da Aleteia

Enviar

Aleteia
Festividade do dia

segunda-feira 27 maio
São Bruno de Würzburg

Bispo (†1045)

MAN
Compartilhar

Filho do duque Conrado I e de Matilde da Suábia, parente do Papa Gregório V e dos imperadores Conrado II e Henrique III, Bruno foi chefe da chancelaria imperial italiana de 1027 a 1034, quando Conrado II nomeou-o sucessor do bispo Meinhard, falecido em 22 de março de 1034, na sede episcopal de Würzburg.
Cheio de zelo, cuidou da educação do clero e escreveu um conhecido comentário sobre os Salmos, ao qual ele anexou uma análise de dez hinos bíblicos, basicamente um conjunto de trechos de obras dos Padres da Igreja. Fundou e restaurou muitas igrejas na diocese, reconstruiu sua catedral, na maior parte, às suas próprias custas.
Em 1040, acompanhou Henrique III em uma viagem pela Alemanha e, em 1042, tomou todas as providências do contrato matrimonial de Henrique III com Agnes de Poitou, filha de Guilherme da Aquitânia.
Em 1045, seguiu o imperador em sua segunda campanha contra os húngaros. O cortejo de Henrique III parou na residência da condessa Richlinde de Ebersberg, que enfrentava a tarefa de distribuir as terras e propriedades de seu recém-falecido marido, o conde Adalbero II de Ebersberg. Durante um grande banquete servido pela condessa, um pilar que sustentava o salão de jantar ruiu, provocando o desmoronamento de todo o piso. O rei ficou apenas um pouco ferido, mas a condessa, Bruno e o abade Altmann da Abadia de Ebersberg ficaram tão feridos que não sobreviveram mais que uns dias. Bruno sofreu ferimentos tão graves que, após uma semana de sofrimento, morreu no dia 27 de maio de 1045. Seu corpo foi levado de volta para Würzburg, onde a consagração da cripta da catedral, 16 de junho de 1045 foi então combinada com a cerimônia de seu funeral.
Quando quiseram canonizá-lo Inocêncio IV avisou: «nem os méritos sem milagres, nem os milagres sem méritos, bastam para declarar santo a um cristão». Passou no exame com nota excelente.

Descubra outros santos clicando aqui

Seu som ressoa e se espalha em toda a terra,
chega aos confins do universo a sua voz.
Glória ao Pai, ao Filho e ao Espírito Santo,
como era no princípio, agora e sempre.
Amém
Hino
A fiel Jerusalém
canta um hino triunfal,
celebrando, jubilosa,
Jesus Cristo, a Luz pascal.

A serpente é esmagada
pelo Cristo, leão forte,
que ressurge e chama à vida
os cativos pela morte.

Ele vence, refulgindo
de grandeza e majestade.
Ele faz de céus e terra
uma pátria de unidade.

Nosso canto suplicante
pede ao Rei ressuscitado
que receba no seu Reino
o seu povo consagrado.

Ó Jesus, do vosso povo
sede o júbilo pascal.
Dai aos novos pela graça
a vitória triunfal.

Glória a vós, Jesus invicto,
sobre a morte triunfante.
Com o Pai e o Santo Espírito
sois luz nova e radiante.

Salmo 18(19) (I)
O sol que nasce do alto nos visitará, para dirigir nossos passos no caminho da paz (Lc 1,78.79).

Os céus proclamam a glória do Senhor,
e o firmamento, a obra de suas mãos;
o dia ao dia transmite esta mensagem,
a noite à noite publica esta notícia.

Não são discursos nem frases ou palavras,
nem são vozes que possam ser ouvidas;
seu som ressoa e se espalha em toda a terra,
chega aos confins do universo a sua voz.

Armou no alto uma tenda para o sol;
ele desponta no céu e se levanta
como um esposo do quarto nupcial,
como um herói exultante em seu caminho.

De um extremo do céu põe-se a correr
e vai traçando o seu rastro luminoso,
até que possa chegar ao outro extremo,
e nada pode fugir ao seu calor.

Glória ao Pai...

Leitura breve Rm 10,8b-10
A palavra está perto de ti, em tua boca e em teu coração. Essa palavra é a palavra da fé, que nós pregamos. Se, pois, com tua boca confessares Jesus como Senhor e, no teu coração, creres que Deus o ressuscitou dos mortos, serás salvo. É crendo no coração que se alcança a justiça e é confessando a fé com a boca que se consegue a salvação.

O Senhor ressurgiu do sepulcro. Aleluia, aleluia.
Foi suspenso por nós numa cruz. Aleluia, aleluia.

BENEDICTUS
Deus nos fez renascer para a viva esperança e a herança eterna pela ressurreição do Senhor dentre os mortos. Aleluia.

Bendito seja o Senhor Deus de Israel,
porque a seu povo visitou e libertou;

e fez surgir um poderoso Salvador
na casa de Davi, seu servidor,

como falara pela boca de seus santos,
os profetas desde os tempos mais antigos,

para salvar-nos do poder dos inimigos
e da mão de todos quantos nos odeiam.

Assim mostrou misericórdia a nossos pais,
recordando a sua santa Aliança

e o juramento a Abraão, o nosso pai,
de conceder-nos que, libertos do inimigo,

a ele nós sirvamos sem temor
em santidade e em justiça diante dele,
enquanto perdurarem nossos dias.

Serás profeta do Altíssimo, ó menino,
pois irás andando à frente do Senhor
para aplainar e preparar os seus caminhos,

anunciando ao seu povo a salvação,
que está na remissão de seus pecados;

pela bondade e compaixão de nosso Deus,
que sobre nós fará brilhar o Sol nascente,

para iluminar a quantos jazem entre as trevas
e na sombra da morte estão sentados

e para dirigir os nossos passos,
guiando-os no caminho da paz.

Glória ao Pai...

Preces
Rezemos a Deus Pai, glorificado pela morte e ressurreição de seu Filho; e peçamos confiantes:

R. Iluminai, Senhor, o nosso coração!

Deus de eterna glória, que iluminastes o mundo com a luz de Cristo gloriosamente ressuscitado,
– iluminai-nos hoje com a luz da fé. R.

Vós, que, pela ressurreição de Cristo, abristes a todo ser humano as portas da eternidade
– ajudai-nos no trabalho deste dia, para que aumente em nós a esperança da vida eterna. R.

Vós, que, por vosso Filho ressuscitado, enviastes ao mundo o Espírito Santo,
– acendei em nossos corações o fogo do vosso amor. R.

Pelos méritos da cruz de Cristo, que morreu para libertar o mundo,
– dai à humanidade inteira a salvação e a paz. R.

Pai nosso ...

Oração
Deus eterno e todo-poderoso, a quem ousamos chamar de Pai, dai-nos cada vez mais um coração de filhos, para alcançarmos a herança prometida. Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo.

Vós também dareis testemunho

Quando chegou a hora de retornar ao Pai celestial, Cristo continuou presente entre seus fiéis mediante seu Espírito e habitando pela fé em nossos corações. Este mesmo Espírito transforma e transfere para uma nova condição de vida dos fiéis em que habita e tem sua morada. Isso pode ser facilmente manifesto com testemunhos, tanto do Antigo quanto do Novo Testamento. Assim, o piedoso Samuel disse a Saul: O Espírito do Senhor vai te invadir e tu te tornarás em outro homem. E São Paulo: Todos nós, que temos nossos rostos descobertos, refletimos a glória do Senhor e vamos nos transformando em sua imagem, com crescente esplendor.
Não é difícil perceber como transforma o Espírito a imagem daqueles em quem ele habita; do amor às coisas terrenas, o Espírito nos conduz à esperança das coisas do céu; e da covardia e da timidez à bravura e generosa intrepidez de espírito. Sem dúvida, é assim que encontramos os discípulos, animados e fortalecidos pelo Espírito, de modo que não se deixaram vencer, em absoluto, pelos ataques dos perseguidores, mas aderiram com todas as suas forças ao amor de Cristo. Trata-se, exatamente, do que havia dito o Salvador: Convém a vós que eu vá para o céu. Neste instante, com efeito, desceria o Espírito.

São Cirilo de Alexandria
Bispo de Alexandria e Doutor da Igreja (†444).

Vou cantar-vos, ó Rei, esta minha canção;
Sois tão belo, o mais belo entre os filhos dos homens!
Glória ao Pai, ao Filho e ao Espírito Santo,
como era no princípio, agora e sempre.
Amém.

Hino
Eterno Rei e Senhor,
Filho do Pai muito amado,
à vossa imagem plasmastes
Adão, do barro formado.

Caiu o homem no mal,
pelo inimigo enganado.
Mas assumistes seu corpo
num seio virgem formado.

Unido a nós como homem,
vós nos unistes a Deus.
Pelo Batismo, nos destes
herdar o Reino dos céus.

Para salvar todo homem,
morrer na cruz aceitastes.
Preço do nosso resgate,
o vosso sangue doastes.

Mas ressurgis, recebendo
do Pai a glória devida.
Por vós, também ressurgidos,
teremos parte na vida.

Sede, Jesus, para nós,
gozo pascal, honra e glória.
Os que nasceram da graça,
uni à vossa vitória.

Glória a Jesus triunfante
que a própria morte venceu.
A ele, ao Pai e ao Espírito
louvor eterno no céu.

Salmo 44(45)
O noivo está chegando. Ide ao seu encontro! (Mt 25,6).

Transborda um poema do meu coração;
vou cantar-vos, ó Rei, esta minha canção;
minha língua é qual pena de um ágil escriba.

Sois tão belo, o mais belo entre os filhos dos homens!
Vossos lábios espalham a graça, o encanto,
porque Deus, para sempre, vos deu sua bênção.

Levai vossa espada de glória no flanco,
herói valoroso, no vosso esplendor;
saí para a luta no caro de guerra
em defesa da fé, da justiça e verdade!

Vossa mão vos ensine valentes proezas,
vossas flechas agudas abatam os povos
e firam no seu coração o inimigo!

Vosso trono, ó Deus, é eterno, é sem fim;
vosso cetro real é sinal de justiça:
Vós amais a justiça e odiais a maldade.

É por isso que Deus vos ungiu com seu óleo,
deu-vos mais alegria que aos vossos amigos.
Vossas vestes exalam preciosos perfumes.

De ebúrneos palácios os sons vos deleitam.
As filhas de reis vêm ao vosso encontro,
e à vossa direita se encontra a rainha
com veste esplendente de ouro de Ofir.

Glória ao Pai...

Leitura breve Hb 8,1b-3a
Temos um sumo-sacerdote tão grande, que se assentou à direita do trono da majestade, nos céus. Ele é ministro do Santuário e da Tenda verdadeira, armada pelo Senhor, e não por mão humana. Todo o sumo-sacerdote, com efeito, é constituído para oferecer dádivas e sacrifícios.

Os discípulos ficaram muito alegres. Aleluia, aleluia.
Quando viram o Senhor ressuscitado. Aleluia, aleluia.

MAGNIFICAT
O Espírito da verdade que procede do meu Pai dará de mim seu testemunho

A minha alma engrandece ao Senhor
e se alegrou o meu espírito em Deus, meu Salvador;
pois ele viu a pequenez de sua serva,
desde agora as gerações hão de chamar-me de bendita.

O Poderoso fez por mim maravilhas
e Santo é o seu nome!
Seu amor, de geração em geração,
chega a todos que o respeitam;

demonstrou o poder de seu braço,
dispersou os orgulhosos;
derrubou os poderosos de seus tronos
e os humildes exaltou;

De bens saciou os famintos,
e despediu, sem nada, os ricos.
Acolheu Israel, seu servidor,
fiel ao seu amor,

como havia prometido aos nossos pais,
em favor de Abraão e de seus filhos, para sempre.

Glória ao Pai...

Preces
Roguemos a Cristo, nosso Senhor, que iluminou o mundo com a glória de sua ressurreição; e digamos:

R. Cristo, nossa vida, ouvi-nos!

Senhor Jesus Cristo, que vos fizestes companheiro de viagem dos dois discípulos a caminho de Emaús,
– permanecei sempre com vossa Igreja, peregrina sobre a terra. R.

Não permitais que vossos fiéis sejam lentos para crerem,
– mas proclamem o vosso triunfo sobre a morte. R.

Olhai com bondade para aqueles que ainda não vos reconhecem no caminho de suas vidas,
– e mostrai-lhes o vosso rosto, para que também eles se salvem. R.

Vós, que pela cruz reconciliastes toda a humanidade, reunindo-a num só corpo,
– concedei a paz e a unidade a todas as nações. R.

(Intenções livres)

Juiz dos vivos e dos mortos,
– concedei o perdão dos pecados a todos os que partiram desta vida e creram em vós. R.

Pai nosso...

ANTÍFONA MARIANA
Regina coeli, laetare, alleluia.
Quia quem meruisti portare, alleluia.
Resurrexit, sicut dixit, alleluia.
Ora pro nobis Deum, aleluia

(Tradução)
Rainha dos céus, alegra-te, aleluia.
Porque aquele que mereceste levar em teu seio, aleluia.
Ressuscitou, segundo predisse, aleluia.
Roga a Deus por nós, aleluia.

SEJAM SANTOS!
Na escola da santidade.

Evangelho segundo São João 15,26-27.16,1-4a.

Naquele tempo, disse Jesus aos seus discípulos: «Quando vier o Paráclito, que Eu vos enviarei de junto do Pai, o Espírito da verdade, que procede do Pai, Ele dará testemunho de Mim.
E vós também dareis testemunho, porque estais comigo desde o princípio.
Disse-vos estas palavras para não sucumbirdes.
Hão de expulsar-vos das sinagogas; e mais ainda, aproxima-se a hora em que todo aquele que vos matar julgará que presta culto a Deus.
Procederão assim por não terem conhecido o Pai, nem Me terem conhecido a Mim.
Mas Eu disse-vos isto, para que, ao chegar a hora, vos lembreis de que vo-lo tinha dito».

Boletim
Receba Aleteia todo dia
São leitores como você que contribuem para a missão da Aleteia

Desde o início de nossas atividades, em 2012, o número de leitores da Aleteia cresceu rapidamente em todo o mundo. Estamos comprometidos com a missão de fornecer artigos que enriquecem, informam e inspiram a vida católica. Por isso queremos que nossos artigos sejam acessados por todos. Mas, para isso, precisamos da sua ajuda. O jornalismo de qualidade tem um custo (maior do que o que a propaganda consegue cobrir). Leitores como você podem fazer uma grande diferença, doando apenas $ 3 por mês.