Receba o boletim diário da Aleteia gratuitamente no seu email.
Cadastre-se e receba Aleteia diretamente em seu email. É de graça.
Receber

Sem condições de apoiar?

Veja 5 formas de você ajudar a Aleteia

  1. Reze por nossa equipe e pelo êxito de nossa missão
  2. Fale sobre a Aleteia em sua paróquia
  3. Compartilhe os artigos da Aleteia com seus amigos e familiares
  4. Desative o bloqueio de publicidade quando nos visitar
  5. Inscreva-se para receber nosso boletim gratuito e leia-nos diariamente

Obrigado!
Redação da Aleteia

Enviar

Aleteia
Festividade do dia

segunda-feira 9 dezembro
São Cipriano de Genouillac

Abade (†Século VI)

Compartilhar

São Gregório de Tours, depois de ter definido São Cipriano um homem de “grande caridade”, afirmou sobre ele: “Aconteceu-lhe muitas vezes de curar as mãos débeis, de conceder aos paralíticos o uso de seus membros e a vista aos cegos. Três leprosos recuperaram sua saúde graças às suas unções. E mesmo hoje, não é raro ver que doentes recebam a cura ao rezarem com fé sobre seu túmulo”. Outros particulares da vida de São Cipriano, abade do mosteiro de Genouillac podem ser encontrados nas “Vidas” de Santo Armando e de São Soro. Conforme esses escritos, eles três – Soro, Armando e Cipriano – durante o reinado de Clotário I (511-561) decidiram se tornar monges no mosteiro de Genouillac, na atual França. Depois de três anos nesse mosteiro, decidiram fazer uma experiência como eremitas. Cada um escolheu um lugar; masi tarde essas localidades acabaram recebendo os nomes desses monges, tal era a veneração da população por esses santos homens. Cipriano terá falecido por volta do ano 587 e foi contemporâneo de São Gregório de Tours.

Descubra outros santos clicando aqui

Vinde, adoremos o Rei que vai chegar!
Glória ao Pai, ao Filho e ao Espírito Santo
como era no princípio, agora e sempre.
Amém
Hino
Em meio à treva escura,
ressoa clara voz.
Os sonhos maus se afastem,
refulja o Cristo em nós.

Despertem os que dormem
feridos de pecado.
Um novo sol já brilha,
o mal vai ser tirado.

Do céu desce o Cordeiro
Que traz a salvação.
Choremos e imploremos
Das culpas o perdão.

E ao vir julgar o mundo
No dia do terror,
Não puna tantas culpas,
Mas venha com amor.

Ao Pai e ao seu Filho
poder e majestade,
e glória ao Santo Espírito
por toda a eternidade.

Cântico Eclo 36,1-7.13-16

A vida eterna é esta: que eles te conheçam a ti, o único Deus verdadeiro, e àquele que tu enviaste, Jesus Cristo (Jo 17,3).

Tende piedade e compaixão, Deus do universo,
e mostrai-nos vossa luz, vosso perdão!
Espalhai vosso temor sobre as nações,
sobre os povos que não querem procurar-vos,
para que saibam que só vós é que sois Deus,
e proclamem vossas grandes maravilhas.

Levantai a vossa mão contra os estranhos,
para que vejam como é grande a vossa força.
Como em nós lhes demonstrastes santidade,
assim mostrai-nos vossa glória através deles,
para que saibam e confessem como nós
que não há um outro Deus, além de vós!

Renovai vossos prodígios e portentos,
glorificai o vosso braço poderoso!
Reuni todas as tribos de Jacó,
e recebam, como outrora, a vossa herança.

Deste povo que é vosso, tende pena,
e de Israel de quem fizestes primogênito,
e a quem chamastes com o vosso próprio nome!
Apiedai-vos de Sião, vossa cidade,
o lugar santificado onde habitais!
Enchei Jerusalém com vossos feitos,
e vosso povo, com a luz de vossa glória!

Glória ao Pai...

Leitura breve Is 2.3
Vamos subir ao monte do Senhor, à casa do Deus de Jacó, para que ele nos mostre seus caminhos e nos ensine a cumprir seus preceitos; porque de Sião provém a lei e de Jerusalém, a palavra do Senhor.

Eis que vem vosso Deus Salvador! Eis vosso Deus e Senhor! R. Eis que vem.
O Senhor vem com força e poder.

BENEDICTUS
Convertei-vos, nos diz o Senhor!
Está próximo o reino de Deus. Aleluia.

Bendito seja o Senhor Deus de Israel,
porque a seu povo visitou e libertou;

e fez surgir um poderoso Salvador
na casa de Davi, seu servidor,

como falara pela boca de seus santos,
os profetas desde os tempos mais antigos,

para salvar-nos do poder dos inimigos
e da mão de todos quantos nos odeiam.

Assim mostrou misericórdia a nossos pais,
recordando a sua santa Aliança

e o juramento a Abraão, o nosso pai,
de conceder-nos que, libertos do inimigo,

a ele nós sirvamos sem temor
em santidade e em justiça diante dele,
enquanto perdurarem nossos dias.

Serás profeta do Altíssimo, ó menino,
pois irás andando à frente do Senhor
para aplainar e preparar os seus caminhos,

anunciando ao seu povo a salvação,
que está na remissão de seus pecados;

pela bondade e compaixão de nosso Deus,
que sobre nós fará brilhar o Sol nascente,

para iluminar a quantos jazem entre as trevas
e na sombra da morte estão sentados

e para dirigir os nossos passos,
guiando-os no caminho da paz.

Glória ao Pai...

Preces
Oremos, irmãos caríssimos, a Cristo, nosso Redentor, que vem para libertar do poder da morte todos os que se voltam para ele; e supliquemos com humilde confiança:

R. Vinde, Senhor Jesus!

Quando anunciarmos, Senhor, a vossa vinda,
- purificai o nosso coração de todo espírito de vaidade. R.

Santificai, Senhor, a Igreja que fundastes,
- para que glorifique o vosso nome por toda a terra. R.

Concedei, Senhor, que a vossa lei ilumine os olhos do nosso coração,
- e proteja os povos que em vós confiam. R.

Vós que, por meio da Igreja, anunciais ao mundo a alegria a vossa vinda,
- fazei que estejamos preparados para vos receber dignamente. R.

(Intenções livres)

Pai nosso ...

Oração
Cheguem à vossa presença, ó Deus, as nossas orações suplicantes, e possamos celebrar de coração puro o grande mistério da encarnação do vosso Filho. Que convosco vive e reina, na unidade do Espírito Santo.

O que murmurais em vossos corações?
Graças à fé dos outros, a alma do paralítico é curada diante de seu corpo. "Vendo a fé que eles tinham ..." (Mt 9,4ss), diz o evangelho. Notem, irmãos, Deus não se preocupa com o que os homens querem sem razão, ele não espera encontrar fé nos ignorantes [...], nos doentes. Pelo contrário, ele não se recusa a ajudar, graças à fé dos outros. Essa fé é um dom da graça e está de acordo com a vontade de Deus. [...] Em sua bondade divina, este médico, Cristo, tenta atrair a salvação, apesar deles mesmos, aqueles que estão doentes na alma, aqueles cujos pecados e cujos defeitos os esmagam até o delírio. Mas eles não querem se deixar tratar. Oh, meus irmãos, se quiséssemos, se quiséssemos ver todos a paralisia de nossa alma até o fundo! Perceberíamos que, privada de sua força, ela jaz em uma cama de pecados. A ação de Cristo em nós seria uma fonte de luz. Compreenderíamos como cada dia olha para nossa falta de fé tão prejudicial, nos arrasta para remédios salutares e força vigorosamente nossas vontades rebeldes. "Homem - ele diz - teus pecados estão perdoados".
São Pedro Crisólogo
Sermão 50; PL 52,339
Bispo de Ravena e Doutor da Igreja (406-450).

Vinde, adoremos o Rei que vai chegar!
Glória ao Pai, ao Filho e ao Espírito Santo,
como era no princípio, agora e sempre.
Amém.

Hino
Eterna luz dos homens,
dos astros Criador,
ouvi as nossas preces,
de todos Redentor.

Ao ver compadecido
do mundo a perdição,
em vosso amor viestes
trazer-lhe a salvação.

Se sombra do pecado
a tudo escurecia,
Esposo, vós saístes
do seio de Maria.

Ao simples ecoar
do vosso nome eterno,
joelhos vão dobrando
o céu, a terra, o inferno.

Um dia voltareis,
Juiz e Rei de tudo.
Oh daí-nos hoje a graça,
na tentação escudo.

Ao Pai e ao Filho glória,
ao Espírito também,
louvor, honra e vitória,
Agora e sempre. Amém

Salmo 44(45)

O noivo está chegando. Ide ao seu encontro! (Mt 25,6).

II

Escutai, minha filha, olhai, ouvi isto:
"Esquecei vosso povo e a casa paterna!
Que o Rei se encante com vossa beleza!
Prestai-lhe homenagem: é vosso Senhor!

O povo de Tiro vos traz seus presentes,
os grandes do povo vos pedem favores.
Majestosa, a princesa real vem chegando,
vestida de ricos brocados de ouro.

Em vestes vistosas ao Rei se dirige,
e as virgens amigas lhe formam cortejo;
entre cantos de festa e com grande alegria,
ingressam, então, no palácio real".

Deixareis vossos pais, mas tereis muitos filhos;
fareis deles os reis soberanos da terra.
Cantarei vosso nome de idade em idade,
para sempre haverão de louvar-vos os povos!

Glória ao Pai...

Leitura Fl 3,20b-21
Aguardamos o nosso Salvador, o Senhor, Jesus Cristo. Ele transformará o nosso corpo humilhado e o tornará semelhante ao seu corpo glorioso, com o poder que tem de sujeitar a si todas as coisas.

A vós, ó Deus, a nossa gratidão: Vosso nome está perto.
De vós, Senhor, virá a renovação.

MAGNIFICAT
Eis que vem o Senhor, grande Rei do universo;
quebrará os grilhões de seu povo cativo.

A minha alma engrandece ao Senhor
e se alegrou o meu espírito em Deus, meu Salvador;
pois ele viu a pequenez de sua serva,
desde agora as gerações hão de chamar-me de bendita.

O Poderoso fez por mim maravilhas
e Santo é o seu nome!
Seu amor, de geração em geração,
chega a todos que o respeitam;

demonstrou o poder de seu braço,
dispersou os orgulhosos;
derrubou os poderosos de seus tronos
e os humildes exaltou;

De bens saciou os famintos,
e despediu, sem nada, os ricos.
Acolheu Israel, seu servidor,
fiel ao seu amor,

como havia prometido aos nossos pais,
em favor de Abraão e de seus filhos, para sempre.

Glória ao Pai...

Preces
Supliquemos, irmãos caríssimos, a Cristo nosso Senhor, Juiz dos vivos e dos mortos; e digamos com toda a confiança:

R. Vinde, Senhor Jesus.

Fazei, Senhor, que o mundo reconheça a vossa justiça que os céus proclamam,
- para que a vossa glória habite nossa terra. R.

Senhor, que quisestes experimentar a fraqueza de nossa humanidade,
- revigorai os seres humanos com o poder de vossa divindade. R.

Vinde, Senhor, iluminar com o esplendor da vossa sabedoria,
- os que vivem oprimidos nas trevas da ignorância. R.

Senhor, que pela vossa humilhação nos libertastes de toda a iniqüidade,
- pela vossa glorificação, conduzi-nos à felicidade eterna. R.

(Intenções livres)

Senhor, que haveis de vir com grande poder e glória para julgar o mundo,
- levai os nossos irmãos e irmãs falecidos para o reino dos céus. R.

Pai nosso...

ANTÍFONA MARIANA
Alma Redemptoris mater,
Quae pervia caeli porta manes
Et Stella Maris
Succurre cadenti
Surgere qui curat populo

Tu quae genuisti
Natura mirante
Tuum sanctum Genitorem
Virgo prius, ac posterius
Gabrielis ab ore
Sumens illud Ave
Peccatorum miserere

(Tradução)
Ó Doce mãe do Redentor
Que permanece, do céu, uma porta aberta
E estrela do mar
Ajuda teu povo que está caindo
E que deseja se levantar

Tu que destes à luz
Com toda natureza admirando
Teu Santo Criador
Virgem antes e depois
Recebendo aquela saudação
Da boca de Gabriel
Tende piedade de nós pecadores

SEJAM SANTOS!
Na escola da santidade.

Evangelho segundo São Mateus 9,35-38.10,1.6-8.
Naquele tempo, Jesus percorria todas as cidades e aldeias, ensinando nas sinagogas, pregando o Evangelho do reino e curando todas as doenças e enfermidades.
Ao ver as multidões, encheu-Se de compaixão, porque andavam fatigadas e abatidas, como ovelhas sem pastor. Jesus disse então aos seus discípulos:
«A seara é grande, mas os trabalhadores são poucos.
Pedi ao Senhor da seara que mande trabalhadores para a sua seara».
Depois chamou a Si os seus doze discípulos e deu-lhes poder de expulsar os espíritos impuros e de curar todas as doenças e enfermidades.
Ide primeiramente às ovelhas perdidas da casa de Israel.
Pelo caminho, proclamai que está perto o reino dos Céus».
Curai os enfermos, ressuscitai os mortos, sarai os leprosos, expulsai os demónios. Recebestes de graça, dai de graça

Boletim
Receba Aleteia todo dia