Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Sexta-feira 30 Julho |
Santa Marta
Oração do dia
Festividade do diaHistórias de Santos

Bem-aventurados Conor O’Devany e Patrício O’Loughran

Mártires (†1611)

CHILD

Public Domain

Santo do dia

O contexto é o da violenta perseguição que ocorre contra os cristãos católicos na Grã-Bretanha e na Irlanda que não aceitaram firmar o famoso ato de supremacia, isto é, o documento que reconhecia ao soberano inglês a prerrogativa de ser o chefe máximo da Igreja Anglicana, em contraposição direta ao Papa.
É em meio a esse contexto muito difícil que se encontram estes dois mártires irlandeses. Conor O’Devany nasceu no condado de Donegal e desde muito cedo sentiu a vocação para a vida consagrada. De fato, no ano de 1550, entrou nos frades franciscanos e após uma vida devotada à santa religião, foi eleito para o epicopado, recebendo a ordenação episcopal diretamente das mãos do Papa Gregório XIII, que o ordenou para a diocese de Down e Connor, na igreja de Santa Maria dell’Anima, em Roma. Em 1588, ano em que uma frota de navios fora reunida pelos espanhóis com a finalidade de invadir a Inglaterra – pela grande quantidade de navios, essa frota fora apelidada de “Invencível Armada”; ironicamente, por causa de fortes tempestades, metade dos navios foram à pique inviabilizando a invasão – o bispo Conor foi aprisionado e permaneceu no cárcere por alguns anos. Após esse período de cárcere, Dom Conor conseguiu sua soltura, sob a condição de não professar sua fé católica publicamente. Apesar dessa admoestação por parte das autoridades, ele não se deixou intimidar e continuou a exercitar seu ministério até que foi novamente preso. Na prisão, conheceu o sacerdote irlandês Patrício O’Loughran, que era capelão da condessa O’Neill e que, voltando para a Irlanda, foi imediatamente preso e colocado junto com o bispo Conor. O processo para os dois foi feito em comum e, infelizmente culminou com a acusa de culpabilidade de ambos – por professarem a fé católica – e a ordem de condenar à morte tanto o bispo quanto o sacerdote. No dia 1 de fevereiro de 1612, os dois foram enforcados juntos em Dublin. No dia 27 de setembro de 1992 São João Paulo II os beatificou reconhecendo o martírio em virtude do ódio à fé.

Descubra outros santos clicando aqui
Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
Ver mais