Aleteia logoAleteia logoAleteia
Terça-feira 06 Dezembro |
Bem-aventurado Janos Scheffler
Aleteia logo
Oração do dia
Festividade do diaHistórias de Santos

Santa Teresa de Jesus (Joana) Fernandez Solar

Monja carmelita (†1920)

WEB-MEME-ST-THERESA-OF-CALCUTTA-Public-Domain

Public Domain

Em Santiago do Chile, no dia 13 de julho de 1900 nascia a pequena Joana. Sua família gozava de uma boa situação econômica, por esse motivo a pequena Joana pode crescer cercada de cuidados. Sua família era também rica de religião, e por isso, a menina foi educada nos valores cristãos mais genuínos. Ao atingir a idade escolar, ingressou no Colégio das Irmãs do Sagrado Coração. Com a idade de 14 anos tomou a decisão de se consagrar totalmente a Deus e, mais precisamente, como Carmelita descalça. Seu desejo se realizou no dia 7 de maio de 1919, quando entrou no pequeno mosteiro do Espírito Santo, situado em Los Andes, uma pequena localidade distante cerca de 90 Km de Santiago. Aí iniciou seu noviciado assumindo o nome de Teresa de Jesus. Certa vez, havia confessado que Deus lhe havia revelado que morreria muito jovem, apesar disso, ela teria acolhido com alegria e serenidade essa revelação particular. De fato, pouco tempo depois, foi acometida pelo tifo e, com dores violentas, percebeu que havia chegado a hora de passar deste mundo para o Pai. Na noite de 12 de abril de 1920, depois de ter recebido os sacramentos, a jovem monja expirava em seu mosteiro. Em seus diários, lidos mais tarde, percebeu-se uma grande história de amor para com Deus. Desde os seis anos de idade ela se sentia profundamente atraída por Jesus: “Jesus começou a tomar meu coração para si, foi pouco depois do terremoto de 1906” – disse em seu diário. Desses escritos singelos emerge uma menina normalíssima com todos os defeitos que qualquer pessoa possui, mas com uma sensibilidade e uma abertura ao amor de Deus que, pouco a pouco, foi tornando-a dócil ao Espírito. Ao fazer sua Primeira Comunhão, essa experiência mística se fez mais forte em Joana, chegando a sentir a presença do Salvador como um amigo: teria sido o próprio Jesus que a inspirou escolher a vida Carmelita. Cristo foi seu único ideal, seu único amor, sua única meta. Assim como seu mestre, também ela experimentou a paixão no final de sua vida, com a serenidade e a convicção que, assim como seu amado Jesus, também ela ressuscitaria para a vida eterna. Foi beatificada em Santiago do Chile pelo Papa João Paulo II em 1987; sua canonização ocorreu em 1993.

Descubra outros santos clicando aqui
PT300x250.gif
Oração do dia
Festividade do dia





Envie suas intenções de oração à nossa rede de mosteiros


Top 10
Ver mais