Aleteia logoAleteia logoAleteia
Quarta-feira 18 Maio |
Aleteia logo
Oração do dia
Festividade do diaHistórias de Santos

Bem-aventurada Ágata

Han Sin-ae (†1801)

shutterstock_717976345.jpg

Shutterstock I Nattapat.J

No final do século XVIII, a jovem sul coreana Ágata Han Sin-ae conheceu o catolicismo por meio de uma catequista, também esta, sul corena. No verão de 1800, ela recebeu o sacramento do Batismo por meio do primeiro sacerdote missionário na Coreia, o padre chinês Tiago Zhou Wen-mo. A partir daí Ágata se dedicou a difundir o Evangelho entre outras famílias coreanas, em meio a muitas dificuldades. Na perseguição Shinyu de 1801, assim como ocorreu nos primórdios do cristianismo, Ágata recebeu todos os livros e artigos religiosos cristãos da comunidade para escondê-los em sua casa, procurando diminuir desta forma as chances de outros membros da comunidade cristã colhidos em flagrante e serem presos. Infelizmente, Ágata e outros irmãos, foram descobertos e presos. Conduzida diante do ministério da justiça, em Seul, foi interrogada, mas não revelou os nomes dos demais integrantes da comunidade cristã. A sentença, logo chegou: condenação à morte, pois, segundo as autoridades, “ela estava profundamente absorvida pela religião católica e a praticou por muitos anos […]” O relato da sentença continua afirmando: “[…] Quando ela foi presa disse: ‘Não me arrependerei nunca daquilo que fiz, ainda que tivesse que morrer dez mil vezes’”. Foi conduzida até a Porta Ocidental da cidade de Seul e aí foi decapitada por ser cristã. No dia 16 de agosto de 2014, o Papa Francisco, por ocasião de sua viagem a Coreia, a beatificou juntamente com outros membros da comunidade cristã que deram mostras de grande fé.

Descubra outros santos clicando aqui
PT300x250.gif
Top 10
Ver mais