Sem condições de apoiar?

Veja 5 formas de você ajudar a Aleteia

  1. Reze por nossa equipe e pelo êxito de nossa missão
  2. Fale sobre a Aleteia em sua paróquia
  3. Compartilhe os artigos da Aleteia com seus amigos e familiares
  4. Desative o bloqueio de publicidade quando nos visitar
  5. Inscreva-se para receber nosso boletim gratuito e leia-nos diariamente

Obrigado!
Redação da Aleteia

Enviar

Aleteia
Festividade do dia

sexta-feira 24 maio
Beato João de Prado

Mártir sacerdote (†1631)

BIBLE
Compartilhar

João de Prado nasceu no ano de 1563, em Mongrovejo, norte da Espanha, numa família nobre.
Em sua juventude frequentou a Universidade de Salamanca e em 1584 fez sua profissão religiosa, na Ordem dos Frades Menores onde recebeu a ordenação presbiteral.
Após a ordenação foi, inicialmente, enviado para sua terra natal para pregar. Trabalhou em várias comunidades como mestre de noviços e depois como diretor espiritual. Foi destituído desta última posição devido a uma falsa acusação contra ele, apesar da santidade de vida e da humildade que o distinguia. Após algum tempo foi comprovada sua inocência e assim, em 610, ele pôde ser eleito ministro da província de San Diego.
Enquanto isso, crescia em seu coração o desejo de poder se dedicar ao anúncio do Evangelho aos pagãos, em uma das muitas missões da Ordem, existentes naquela época, pelo mundo inteiro. Quando, em 1613, a peste assolou o Marrocos, esta exterminou todos os seus irmãos envolvidos na difícil missão junto à população muçulmana local. Com a necessidade de substituir essa triste perda, João pôde realizar seu sonho e o Papa Urbano VIII não hesitou em designar-lhe como missionário apostólico e conferir-lhe poderes especiais. Quando chegou ao Marrocos, começou, juntamente com outros dois companheiros, a cuidar dos escravos cristãos. As autoridades locais, então, ordenaram que deixassem o país, mas os três franciscanos não desistiram e continuaram sua atividade. Foram, então, apreendidos perto de Marrakesh, postos na prisão e forçados a trabalhar na exploração de salitre, mineral utilizado na fabricação de pólvora. Ao serem conduzidos ao sultão, não hesitaram em professar a fé cristã e, portanto, foram flagelados e atirados na prisão. Em um interrogatório público subsequente, ignorando a presença do sultão, João voltou sua atenção para alguns apóstatas presentes. Mulay al Walid o esmurrou fazendo-o cair no chão, foi perfurado por duas flechas e queimado vivo. Envolto pelas chamas, continuou a incitar seus executores no seguimento do Cristo, mas um deles impacientou-se e esmagou sua cabeça com uma pedra.
O Papa Bento XIII beatificou João de Prado em 24 de maio de 1728, reconhecendo oficialmente seu martírio “in odium fidei”.

Descubra outros santos clicando aqui

Sabei que o Senhor, só ele, é Deus; Ele mesmo nos fez:
somos seus, somos seu povo e seu rebanho.
Glória ao Pai, ao Filho e ao Espírito Santo,
como era no princípio, agora e sempre.
Amém
Hino
A fiel Jerusalém
canta um hino triunfal,
celebrando, jubilosa,
Jesus Cristo, a Luz pascal.

A serpente é esmagada
pelo Cristo, leão forte,
que ressurge e chama à vida
os cativos pela morte.

Ele vence, refulgindo
de grandeza e majestade.
Ele faz de céus e terra
uma pátria de unidade.

Nosso canto suplicante
pede ao Rei ressuscitado
que receba no seu Reino
o seu povo consagrado.

Ó Jesus, do vosso povo
sede o júbilo pascal.
Dai aos novos pela graça
a vitória triunfal.

Glória a vós, Jesus invicto,
sobre a morte triunfante.
Com o Pai e o Santo Espírito
sois luz nova e radiante.

Salmo 99(100)
O Senhor ordena aos que foram salvos que cantem o hino de vitória (Sto. Atanásio).

Aclamai o Senhor, ó terra inteira,
servi ao Senhor com alegria,
ide a ele cantando jubilosos!

Sabei que o Senhor, só ele, é Deus,
Ele mesmo nos fez, e somos seus,
nós somos seu povo e seu rebanho.

Entrai por suas portas dando graças,
e em seus átrios com hinos de louvor;
dai-lhe graças, seu nome bendizei!

Sim, é bom o Senhor e nosso Deus,
sua bondade perdura para sempre,
seu amor é fiel eternamente!

Glória ao Pai...

Leitura breve At 5,30-32
O Deus de nossos pais ressuscitou Jesus, a quem vós matastes, pregando-o numa cruz. Deus, por seu poder, o exaltou, tornando-o Guia Supremo e Salvador, para dar ao povo de Israel a conversão e o perdão dos seus pecados. E disso somos testemunhas, nós e o Espírito Santo, que Deus concedeu àqueles que lhe obedecem.

O Senhor ressurgiu do sepulcro. Aleluia, aleluia:
Foi suspenso por nós numa cruz. Aleluia, aleluia.

BENEDICTUS
O meu mandamento é este: Amai-vos como eu vos amei. Aleluia.

Bendito seja o Senhor Deus de Israel,
porque a seu povo visitou e libertou;

e fez surgir um poderoso Salvador
na casa de Davi, seu servidor,

como falara pela boca de seus santos,
os profetas desde os tempos mais antigos,

para salvar-nos do poder dos inimigos
e da mão de todos quantos nos odeiam.

Assim mostrou misericórdia a nossos pais,
recordando a sua santa Aliança

e o juramento a Abraão, o nosso pai,
de conceder-nos que, libertos do inimigo,

a ele nós sirvamos sem temor
em santidade e em justiça diante dele,
enquanto perdurarem nossos dias.

Serás profeta do Altíssimo, ó menino,
pois irás andando à frente do Senhor
para aplainar e preparar os seus caminhos,

anunciando ao seu povo a salvação,
que está na remissão de seus pecados;

pela bondade e compaixão de nosso Deus,
que sobre nós fará brilhar o Sol nascente,

para iluminar a quantos jazem entre as trevas
e na sombra da morte estão sentados

e para dirigir os nossos passos,
guiando-os no caminho da paz.

Glória ao Pai...

Preces
Oremos a Deus Pai, que pela ressurreição de Jesus Cristo nos deu uma vida nova; e supliquemos humildemente:

R. Iluminai-nos, Senhor, com a luz de Cristo!

Deus de bondade e fidelidade, que criastes o universo e manifestastes a todas as gerações o vosso desígnio de salvação,
– escutai-nos, ó Pai clementíssimo. R.

Purificai os nossos corações com a luz da vossa verdade,
– para que todas as nossas obras sejam justas e agradáveis aos vossos olhos. R.

Fazei brilhar sobre nós a luz da vossa face,
– para que, libertos do pecado, nos saciemos com a riqueza de vossos dons. R.
Vós, que por Cristo nos reconciliastes convosco,
– fazei reinar a vossa paz em toda a terra. R.

(Intenções livres)

Pai nosso...

Oração
Amparai, ó Deus, nossos corações para vivermos dignamente os mistérios pascais, a fim de que esta celebração realizada com alegria nos proteja por sua força inesgotável e nos comunique a salvação. Por Nosso Senhor Jesus Cristo, vosso filho, na unidade do Espírito Santo.

Amar a Deus e ao próximo

Quanto mais unido ao próximo, mais unido se está a Deus. Para entender o significado dessa frase, vou propor uma imagem tirada dos Padres: imaginem um círculo desenhado na terra, isto é, uma linha circular, desenhada com um estilete, e um ponto no centro. Precisamente, o ponto mais interno do círculo é chamado de centro. Imagine que o círculo é o mundo, o centro é Deus e os raios sejam as diferentes formas ou modos de vida que os homens têm. Quando os santos, querem se aproximar de Deus, caminham em direção ao centro do círculo, quanto mais se aproximam um do outro, ao mesmo tempo se aproximam de Deus. Quanto mais perto de Deus eles chegam, mais se aproximam um do outro. E, quanto mais se aproximam um do outro, mais se aproximam de Deus. O mesmo acontece na direção oposta: quanto mais se afastam de Deus, mais se afastam um dos outros. E, quanto mais ele afastam uns dos outros, mais também se afastam de Deus. Esta é a natureza da caridade. Na medida em que estamos do lado de fora e não amamos a Deus, na mesma medida nos distanciamos do próximo. Mas, se amamos a Deus e nos aproximamos de Deus, através da caridade para com ele, estamos assim em comunhão de caridade com o próximo. Deste modo, estamos unidos ao próximo na mesma medida em que estamos unidos a Deus.

São Doroteu de Gaza
Abade fundador do Mosteiro de Gaza (†565/620).

Vinde ver, contemplar os prodígios de Deus,
a obra estupenda que fez no universo:
Glória ao Pai, ao Filho e ao Espírito Santo,
como era no princípio, agora e sempre.
Amém.

Hino
Eterno Rei e Senhor,
Filho do Pai muito amado,
à vossa imagem plasmastes
Adão, do barro formado.

Caiu o homem no mal,
pelo inimigo enganado.
Mas assumistes seu corpo
num seio virgem formado.

Unido a nós como homem,
vós nos unistes a Deus.
Pelo Batismo, nos destes herdar
o Reino dos céus.

Para salvar todo homem,
morrer na cruz aceitastes.
Preço do nosso resgate,
o vosso sangue doastes.

Mas ressurgis, recebendo
do Pai a glória devida.
Por vós, também ressurgidos,
teremos parte na vida.

Sede, Jesus, para nós,
gozo pascal, honra e glória.
Os que nasceram da graça,
uni à vossa vitória.

Glória a Jesus triunfante
que a própria morte venceu.
A ele, ao Pai e ao Espírito
louvor eterno no céu.

Salmo 45(46)
Ele será chamado pelo nome de Emanuel, que significa: Deus está conosco (Mt 1,23).

O Senhor para nós é refúgio e vigor,
sempre pronto, mostrou-se um socorro na angústia;
assim não tememos, se a terra estremece,
se os montes desabam, caindo nos mares,
se as águas trovejam e as ondas se agitam,
se, em feroz tempestade, as montanhas se abalam:

Os braços de um rio vêm trazer alegria
à Cidade de Deus, à morada do Altíssimo.
Quem a pode abalar? Deus está no seu meio!
Já bem antes da aurora, ele vem ajudá-la.
Os povos se agitam, os reinos desabam;
troveja sua voz e a terra estremece.

Conosco está o Senhor do universo!
O nosso refúgio é o Deus de Jacó!

Vinde ver, contemplai os prodígios de Deus
e a obra estupenda que fez no universo:
reprime as guerras na face da terra,
ele quebra os arcos, as lanças destrói,
e queima no fogo os escudos e as armas.

‘Parai e sabei, conhecei que eu sou Deus,
que domino as nações, que domino a terra!’

Conosco está o Senhor do universo!
O nosso refúgio é o Deus de Jacó!

Glória ao Pai...

Leitura breve Hb 5,8-10
Mesmo sendo Filho, aprendeu o que significa a obediência a Deus por aquilo que ele sofreu. Mas, na consumação de sua vida, tornou-se causa de salvação eterna para todos os que lhe obedecem. De fato, ele foi por Deus proclamado sumo sacerdote na ordem de Melquisedec.

Os discípulos ficaram muito alegres. Aleluia, aleluia.
Quando viram o Senhor ressuscitado. Aleluia, aleluia.

MAGNIFICAT
Não há maior prova de amor que dar a vida pelo amigo. Aleluia.

A minha alma engrandece ao Senhor
e se alegrou o meu espírito em Deus, meu Salvador;
pois ele viu a pequenez de sua serva,
desde agora as gerações hão de chamar-me de bendita.

O Poderoso fez por mim maravilhas
e Santo é o seu nome!
Seu amor, de geração em geração,
chega a todos que o respeitam;

demonstrou o poder de seu braço,
dispersou os orgulhosos;
derrubou os poderosos de seus tronos
e os humildes exaltou;

De bens saciou os famintos,
e despediu, sem nada, os ricos.
Acolheu Israel, seu servidor,
fiel ao seu amor,

como havia prometido aos nossos pais,
em favor de Abraão e de seus filhos, para sempre.

Glória ao Pai...

Preces
Glorifiquemos a Cristo, caminho, verdade e vida; e o invoquemos, dizendo:

R. Filho de Deus vivo, abençoai o vosso povo!

Nós vos pedimos Senhor Jesus Cristo, por todos os ministros da Igreja, que repartem o pão da vida entre os irmãos,
– para que sejam também eles alimentados e fortalecidos pelo mesmo pão que distribuem. R.

Nós vos pedimos por todo o povo cristão, para que viva sua vocação de maneira digna,
– e mantenha a unidade de espírito pelo vínculo da paz. R.

Nós vos pedimos por todos os que nos governam, para que exerçam suas funções com justiça e compreensão,
– e assim promovam a concórdia e a paz entre todos os povos. R.

(Intenções livres)

Nós vos pedimos que nos torneis dignos de celebrar a vossa santa ressurreição em comunhão com os anjos e os santos,
– e com nossos irmãos e irmãs falecidos, que confiamos à vossa infinita misericórdia. R.

Pai nosso...

ANTÍFONA MARIANA
Regina coeli, laetare, alleluia.
Quia quem meruisti portare, alleluia.
Resurrexit, sicut dixit, alleluia.
Ora pro nobis Deum, aleluia

(Tradução)
Rainha dos céus, alegra-te, aleluia.
Porque aquele que mereceste levar em teu seio, aleluia.
Ressuscitou, segundo predisse, aleluia.
Roga a Deus por nós, aleluia.

SEJAM SANTOS!
Na escola da santidade.

Evangelho segundo São João 15,12-17.

Naquele tempo, disse Jesus aos seus discípulos: «É este o meu mandamento: que vos ameis uns aos outros, como Eu vos amei.
Ninguém tem maior amor do que aquele que dá a vida pelos amigos.
Vós sois meus amigos, se fizerdes o que Eu vos mando.
Já não vos chamo servos, porque o servo não sabe o que faz o seu senhor; mas chamo-vos amigos, porque vos dei a conhecer tudo o que ouvi a meu Pai.
Não fostes vós que Me escolhestes; fui Eu que vos escolhi e destinei, para que vades e deis fruto e o vosso fruto permaneça. E assim, tudo quanto pedirdes ao Pai em meu nome, Ele vo-lo concederá.
O que vos mando é que vos ameis uns aos outros».

São leitores como você que contribuem para a missão da Aleteia

Desde o início de nossas atividades, em 2012, o número de leitores da Aleteia cresceu rapidamente em todo o mundo. Estamos comprometidos com a missão de fornecer artigos que enriquecem, informam e inspiram a vida católica. Por isso queremos que nossos artigos sejam acessados por todos. Mas, para isso, precisamos da sua ajuda. O jornalismo de qualidade tem um custo (maior do que o que a propaganda consegue cobrir). Leitores como você podem fazer uma grande diferença, doando apenas $ 3 por mês.