Receba o boletim diário da Aleteia gratuitamente no seu email.
Newsletter Aleteia: uma seleção de conteúdos para uma vida plena e com valor. Cadastre-se e receba nosso boletim direto em seu email.
Registrar

Sem condições de apoiar?

Veja 5 formas de você ajudar a Aleteia

  1. Reze por nossa equipe e pelo êxito de nossa missão
  2. Fale sobre a Aleteia em sua paróquia
  3. Compartilhe os artigos da Aleteia com seus amigos e familiares
  4. Desative o bloqueio de publicidade quando nos visitar
  5. Inscreva-se para receber nosso boletim gratuito e leia-nos diariamente

Obrigado!
Redação da Aleteia

Enviar

Aleteia
Festividade do dia

sexta-feira 3 abril
São José, o hinógrafo

Monge e compositor de hinos (†886)

POPE JOHN PAUL II
DERRICK CEYRAC / AFP
Compartilhar

A “Vida” deste monge foi escrita pelo seus discípulo e sucessor Teófano. Conforme esse relato, José nasceu na ilha italiana da Sicília no ano 816. Nesse período a região havia sido invadida pelos árabes que dominaram a região a partir do ano 827. Como se sabe, a Sicília mantinha uma longa relação com a Grécia, por esse motivo, a família de José resolveu deixar a ilha para se refugiar na região do Peloponeso. Ao completar seus 15 anos, José foi para Tessalônica, na Macedônia, com a finalidade de tomar o hábito religioso no mosteiro de Latomia. Aí, após determinado período, foi ordenado presbítero e teve como mestre espiritual São Gregório, o Decapolita. Por volta do ano 840, José foi com seu mestre para Constantinopla onde, com outros discípulos, foram viver na igreja de Santo Antipa. Diante da crise da iconoclastia, isto é, da luta daqueles que queriam a proibição da utilização das imagens, José foi enviado até Roma para pedir ajuda ao Papa Gregório IV no sentido de ajudar contra essa posição. Infelizmente, durante a viagem, seu navio foi sequestrado por piratas árabes que levaram a tripulação e os passageiros para Creta. Aí permaneceu por um período até ser libertado e resgatado por pessoas caridosas. Conseguiu retornar para Constantinopla no ano 843 onde encontrou seu mestre já moribundo. Após a morte do mestre, José foi viver como eremita, chegando a fundar um mosteiro, onde se tornou abade. Durante sua vida compôs vários hinos sacros que se tornaram célebres na Igreja oriental. Morreu no dia 3 de abril de 886 com fama de santidade.

Descubra outros santos clicando aqui

Cristo por nós foi tentado, sofreu e na cruz morreu: Vinde todos, adoremos!
Glória ao Pai, ao Filho e ao Espírito Santo
como era no princípio, agora e sempre.
Amém
Hino
Ó Cristo, sol de justiça,
brilhai nas trevas da mente.
Com força e luz, reparai
a criação novamente.

Dai-nos, no tempo aceitável,
um coração penitente,
que se converta e acolha
o vosso amor paciente.

A penitência transforme
tudo o que em nós há de mal.
É bem maior que o pecado
o vosso dom sem igual.

Um dia vem, vosso dia,
e tudo então refloresce.
Nós, renascidos na graça,
exultaremos em prece.

A vós, Trindade clemente,
com toda a terra adoramos,
e no perdão renovados
um canto novo cantamos.

Cântico Is 45,15-25

Ao nome de Jesus todo o joelho se dobre (Fl 2,10).

Senhor Deus de Israel, ó Salvador,
Deus escondido, realmente, sois, Senhor!
Todos aqueles que odeiam vosso nome,
como aqueles que fabricam os seus ídolos,
serão cobertos de vergonha e confusão.

Quem salvou a Israel, foi o Senhor,
e é para sempre esta sua salvação.
E não sereis envergonhados e humilhados,
não o sereis eternamente pelos séculos!

Assim fala o Senhor que fez os céus,
o mesmo Deus que fez a terra e a fixou,
e a criou não para ser como um deserto,
mas a formou para torná-la habitável:

'Somente eu sou o Senhor, e não há outro!
Não falei às escondidas e em segredo,
nem falei de algum lugar em meio às trevas;
nem disse à descendência de Jacó:
'Procurai-me e buscai-me inutilmente!'

Eu, porém, sou o Senhor, falo a verdade
e anuncio a justiça e o direito!
Reuni-vos, vinde todos, achegai-vos,
pequeno resto que foi salvo entre as nações:

como são loucos os que levam os seus ídolos
e os que oram a uma estátua de madeira,
a um deus que é incapaz de os salvar!
Apresentai as vossas provas e argumentos,
deliberai e consultai-vos uns aos outros:

Quem predisse estas coisas no passado?
Quem revelou há tanto tempo tudo isso?
Não fui eu, o Senhor Deus, e nenhum outro?
Não existe outro Deus fora de mim!
Sou o Deus justo e Salvador, e não há outro!

Voltai-vos para mim e sereis salvos,
homens todos dos confins de toda a terra!
Porque eu é que sou Deus e não há outro,
e isso eu juro por meu nome, por mim mesmo!

É verdade o que sai da minha boca,
minha palavra é palavra irrevogável!
Diante de mim se dobrará todo joelho,
e por meu nome hão de jurar todas as línguas:
'Só no Senhor está a justiça e a fortaleza!'

Ao Senhor hão de voltar envergonhados
todos aqueles que o detestam e o renegam.
Mas será vitoriosa no Senhor
e gloriosa toda a raça de Israel'.

Glória ao Pai...

Leitura breve Is 52,13-15
Ei-lo, o meu Servo será bem sucedido; sua ascensão será ao mais alto grau. Assim como muitos ficaram pasmados ao vê-lo – tão desfigurado ele estava que não parecia ser um homem ou ter aspecto humano – do mesmo modo ele espalhará sua fama entre os povos. Diante dele os reis se manterão em silêncio, vendo algo que nunca lhes foi narrado e conhecendo coisas que jamais ouviram.

Ele não tinha aparência ou beleza, por suas chagas nós fomos curados.
Carregou sobre si nossas culpas.

BENEDICTUS
Boas obras sem conta eu vos fiz;
por qual delas quereis me apedrejar?

Bendito seja o Senhor Deus de Israel,
porque a seu povo visitou e libertou;

e fez surgir um poderoso Salvador
na casa de Davi, seu servidor,

como falara pela boca de seus santos,
os profetas desde os tempos mais antigos,

para salvar-nos do poder dos inimigos
e da mão de todos quantos nos odeiam.

Assim mostrou misericórdia a nossos pais,
recordando a sua santa Aliança

e o juramento a Abraão, o nosso pai,
de conceder-nos que, libertos do inimigo,

a ele nós sirvamos sem temor
em santidade e em justiça diante dele,
enquanto perdurarem nossos dias.

Serás profeta do Altíssimo, ó menino,
pois irás andando à frente do Senhor
para aplainar e preparar os seus caminhos,

anunciando ao seu povo a salvação,
que está na remissão de seus pecados;

pela bondade e compaixão de nosso Deus,
que sobre nós fará brilhar o Sol nascente,

para iluminar a quantos jazem entre as trevas
e na sombra da morte estão sentados

e para dirigir os nossos passos,
guiando-os no caminho da paz.

Glória ao Pai...

Preces
Demos graças a Cristo nosso Senhor que, morrendo na cruz, nos deu a vida; e de coração lhe peçamos:

R. Pela vossa morte, Senhor, fazei-nos viver!

Cristo nosso Mestre e Salvador, que nos ensinastes a vossa verdade, e nos renovastes pela vossa gloriosa Paixão,
– não nos deixeis cair na infidelidade do pecado. R.

Ensinai-nos a praticar a abstinência,
– para socorrer com nossos bens os irmãos necessitados. R.

Dai-nos a graça de viver santamente este dia de penitência quaresmal,
– e consagrá-lo a vós com obras de caridade fraterna. R.

Corrigi, Senhor, as nossas vontades rebeldes,
– e dai-nos um coração generoso e agradecido. R.

(Intenções livres)

Pai nosso ...

Oração
Perdoai, ó Deus, nós vos pedimos, as culpas do vosso povo. E, na vossa bondade, desfazei os laços do pecado que em nossa fraqueza cometemos. Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo.

Eles queriam prendê-lo novamente, mas ele escapou das mãos deles...
“Se a Lei chama deuses as pessoas às quais se dirigiu a palavra de Deus, por que então me acusais de blasfêmia, quando eu digo que sou Filho de Deus, eu a quem o Pai consagrou e enviou ao mundo?” De fato, se Deus falou aos homens para serem chamados deuses, como a Palavra de Deus, o Verbo que está em Deus, não seria Deus? Se os homens, porque Deus fala com eles, são tornados participantes de sua natureza e chegam a ser deuses, como essa Palavra, da qual lhes vem esse dom não seria Deus? [...] Tu, te aproximas da Luz, e a recebes, és contado entre os filhos de Deus; se te afastas da luz, tornas-te obscurecido e serás contado entre os filhos das trevas [...]. “Crede nas obras. para que compreendais e saibais que o Pai está em mim e eu estou no Pai”. O Filho de Deus não diz “o Pai está em mim e eu no Pai” no mesmo sentido que os homens podem dizê-lo. De fato, se nossos pensamentos são bons, estamos em Deus; se nossa vida é santa, Deus está em nós. Quando participamos em sua graça e quando somos iluminados por sua luz, estamos nele e ele está em nós. Contudo, ele reconhece o que é próprio do Senhor e o que é um dom feito ao seu servidor. O que é próprio do Senhor é a igualdade com o Pai; o dom concedido ao servidor é participar da salvação. “Então eles tentaram prendê-lo”. Se eles o tivessem apenas prendido - mas pela fé e inteligência, e não para atormentá-lo e matá-lo! Neste momento em que vos falo, todos, vós e eu, queremos prender o Cristo. Prendê-lo, em que sentido? Vós o prendeis quando o compreendeis. Mas os inimigos de Cristo estavam procurando outra coisa. Vós prendeis para possuir, eles queriam pegá-lo para se livrar dele. E porque eles queriam assim fazer, o que Jesus faz? “Escapou de suas mãos”. Eles não puderam prendê-lo, porque não tinham as mãos da fé [...]. Verdadeiramente nós pegamos o Cristo se nosso espírito pega a Palavra.
Santo Agostinho
Sermão sobre o Evangelho de João, n. 48, 9-11: CCSL 36,417
Bispo de Hipona, é Doutor da Igreja (354-430)

Vinde todos e adoremos o Senhor que se entregou por nós!
Glória ao Pai, ao Filho e ao Espírito Santo,
como era no princípio, agora e sempre.
Amém.

Hino
A abstinência quaresmal
vós consagrastes, ó Jesus;
pelo jejum e pela prece,
nos conduzis da treva à luz.

Ficai presente agora à Igreja,
ficai presente à penitência,
pela qual vos suplicamos
para os pecados indulgência.

Por vossa graça, perdoai
as nossas culpas do passado;
contra as futuras protegei-nos,
manso Jesus, Pastor amado,

Para que nós, purificados
por esses ritos anuais,
nos preparemos, reverentes,
para gozar os dons pascais.

Todo o universo vos adore,
Trindade Santa, Sumo Bem.
Novos, por graça, vos cantemos
um canto novo e belo. Amém.

Salmo 45(46)

Ele será chamado pelo nome de Emanuel, que significa: Deus está conosco (Mt 1,23).

O Senhor para nós é refúgio e vigor,
sempre pronto, mostrou-se um socorro na angústia;
assim não tememos, se a terra estremece,
se os montes desabam, caindo nos mares,
se as águas trovejam e as ondas se agitam,
se, em feroz tempestade, as montanhas se abalam:

Os braços de um rio vêm trazer alegria
à Cidade de Deus, à morada do Altíssimo.
Quem a pode abalar? Deus está no seu meio!
Já bem antes da aurora, ele vem ajudá-la.
Os povos se agitam, os reinos desabam;
troveja sua voz e a terra estremece.

Conosco está o Senhor do universo!
O nosso refúgio é o Deus de Jacó!

Vinde ver, contemplai os prodígios de Deus
e a obra estupenda que fez no universo:
reprime as guerras na face da terra,
ele quebra os arcos, as lanças destrói,
e queima no fogo os escudos e as armas:
'Parai e sabei, conhecei que eu sou Deus,
que domino as nações, que domino a terra!'

Conosco está o Senhor do universo!
O nosso refúgio é o Deus de Jacó!

Glória ao Pai…

Leitura 1Pd 2,21b-24
Cristo sofreu por vós deixando-vos um exemplo, a fim de que sigais os seus passos. Ele não cometeu pecado algum, mentira nenhuma foi encontrada em sua boca. Quando injuriado, não retribuía as injúrias; atormentado, não ameaçava; antes, colocava a sua causa nas mãos daquele que julga com justiça. Sobre a cruz, carregou nossos pecados em seu próprio corpo, a fim de que, mortos para os pecados, vivamos para a justiça. Por suas feridas fostes curados.

Foi levado como ovelha ao matadouro; e, maltratado, não abriu a sua boca.
De sua linhagem quem dela cogitou?
Da terra dos viventes foi cortado, por causa da revolta do seu povo.

MAGNIFICAT
Se não credes em mim, crede, então, nestas obras
que, em nome de Deus, realizo entre vós.

A minha alma engrandece ao Senhor
e se alegrou o meu espírito em Deus, meu Salvador;
pois ele viu a pequenez de sua serva,
desde agora as gerações hão de chamar-me de bendita.

O Poderoso fez por mim maravilhas
e Santo é o seu nome!
Seu amor, de geração em geração,
chega a todos que o respeitam;

demonstrou o poder de seu braço,
dispersou os orgulhosos;
derrubou os poderosos de seus tronos
e os humildes exaltou;

De bens saciou os famintos,
e despediu, sem nada, os ricos.
Acolheu Israel, seu servidor,
fiel ao seu amor,
como havia prometido aos nossos pais,
em favor de Abraão e de seus filhos, para sempre.

Glória ao Pai...

Preces
Elevemos nossas súplicas ao Senhor Jesus Cristo, que nos santificou com o seu sangue; e digamos:

R. Senhor, tende compaixão do vosso povo!

Jesus, Redentor nosso, pelos méritos da vossa Paixão, dai aos vossos fiéis o espírito de
penitência, sustentai-os no combate contra o mal e reavivai a sua esperança,
– a fim de que se disponham para celebrar mais santamente a vossa ressurreição. R.

Fazei que os cristãos, exercendo sua missão profética, anunciem por toda parte o Evangelho do Reino,
– e o confirmem com seu testemunho de fé, esperança e caridade. R.

Confortai os aflitos com a força do vosso amor,
– e fazei que saibamos consolá-los com nossa solicitude fraterna. R.

Ensinai-nos a levar nossa cruz em união com os vossos sofrimentos,
– para que manifestemos em nós mesmos a vossa salvação. R.

(Intenções livres)

Autor da vida, lembrai-vos daqueles que partiram deste mundo,
– e concedei-lhes a glória da ressurreição. R.

Pai nosso...

ANTÍFONA MARIANA
Ave Maria, gratia plena; Dominus tecum: benedicta tu in mulieribus, et benedictus fructus ventris tui Iesus. Sancta Maria, Mater Dei ora pro nobis peccatoribus, nunc et in hora mortis nostrae. Amen.
(Tradução)
Ave Maria, cheia de graça, o Senhor é convosco, Bendita sois Vós entre as mulheres, e Bendito é o fruto de vosso ventre, Jesus. Santa Maria, Mãe de Deus, rogai por nós pecadores, agora e na hora de nossa morte. Amém

SEJAM SANTOS!
Na escola da santidade.

Evangelho segundo São João 10,31-42.
Naquele tempo, os judeus agarraram em pedras para apedrejarem Jesus.
Então Jesus disse-lhes: «Apresentei-vos muitas boas obras, da parte de meu Pai. Por qual dessas obras Me quereis apedrejar?»
Responderam os judeus: «Não é por qualquer boa obra que Te queremos apedrejar: é por blasfémia, porque Tu, sendo homem, Te fazes Deus».
Disse-lhes Jesus: «Não está escrito na vossa Lei: "Eu disse: vós sois deuses"?
Se a Lei chama "deuses" a quem a palavra de Deus se dirigia, e a Escritura não pode abolir-se,
de Mim, que o Pai consagrou e enviou ao mundo, vós dizeis: "Estás a blasfemar", por Eu ter dito: "Sou Filho de Deus"?
Se não faço as obras de meu Pai, não acrediteis.
Mas se as faço, embora não acrediteis em Mim, acreditai nas minhas obras, para reconhecerdes e saberdes que o Pai está em Mim e Eu estou no Pai».
De novo procuraram prendê-lo, mas Ele escapou-Se das suas mãos.
Jesus retirou-Se novamente para além do Jordão, para o local onde anteriormente João tinha estado a batizar, e lá permaneceu.
Muitos foram ter com Ele e diziam: «É certo que João não fez nenhum milagre, mas tudo o que disse deste homem era verdade».
E muitos ali acreditaram em Jesus.

Boletim
Receba Aleteia todo dia