Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Domingo 01 Agosto |
Oração do dia
Festividade do diaHistórias de Santos

Bem-aventurada Ana Catarina Emmerick

Virgem (†1824)

EMMERICK

Public Domain

Bem-aventurada Ana Catarina Emmerick

Ana Catarina Emmerick nasceu no dia 8 de setembro de 1774 numa aldeia da Westfália, na Alemanha; seus pais, Bernardo Emmerick e Ana Hillers, eram de condição humilde e muito religiosos. Quando ainda menina, trabalhando como pastora, a pequena Ana sentiu em seu coração a vocação para a vida religiosa. Apesar desse desejo e da boa religiosidade dos pais, seu pai se opôs a esse chamado. Ana começou então a experimentar grandes dons do Senhor como êxtases e visões. Ao crescer, ela, procurando corresponder ao seu chamado, visitou várias comunidades religiosas que, entretanto, paradoxalmente não a aceitavam para a vida religiosa. Apenas quando uma amiga se interessou pelo seu caso é que Ana conseguiu finalmente entrar no mosteiro das Canônicas Regulares de santo Agostinho. A vida no mosteiro foi para ela muito dura: além das reprimendas das coirmãs, que não a aceitavam muito bem, Ana sofreu com várias doenças. Para piorar a situação, os fenômenos místicos que, quando pastora, vivia em completo segredo, agora, no ambiente mais restrito do mosteiro, começaram a ser conhecidos por outras irmãs, que estranharam profundamente tudo aquilo, chegando até a fazer insinuações maldosas e a lançar suspeitas de todo tipo. Durante esse período, o país onde Ana se encontrava sofreu várias reviravoltas políticas, resultando no fechamento de várias casas religiosas, inclusive o mosteiro onde ela estava. Ana então se colocou a serviço de um padre proveniente da França – Padre João Martino Lambert. Em 1812, na casa desse padre, Ana – além dos fenômenos místicos que já se apresentavam – recebeu os estigmas. Por quanto pôde, ela escondeu esses sinais, mas a partir do início de 1813, ela já não podia mais deixar a cama. A partir daí sua vida se transformou num grande sinal diante dos homens: ela unia seus sofrimentos aos de Jesus, na Paixão. Vários interrogatórios foram feitos e estes apontaram para o caráter sobrenatural dos fenômenos que ela vivia. Ela teve constantes visões que diziam respeito às vidas de Jesus e de Nossa Senhora; algumas de suas visões individuaram a casa de Nossa Senhora em Éfeso e o castelo de Maqueronte, onde João Batista foi decapitado. Famosas também são suas vivências da Paixão de Cristo em seu próprio corpo. Com grande fama de vidente, no dia 9 de fevereiro de 1824, Ana morreu e seu processo de beatificação foi logo iniciado pelos religiosos de Santo Agostinho.

Descubra outros santos clicando aqui
Top 10
1
SIMONE BILES
Cerith Gardiner
Simone Biles deixa as Olimpíadas com uma lição importante para to...
2
Batizado de Davi Henrique, 6 anos
Reportagem local
Davi, de 6 anos, reclama do padre no batizado: “Tá sabendo ...
3
Ítalo Ferreira
Reportagem local
Ouro no surfe em Tóquio, Ítalo Ferreira rezou todos os dias às 3h...
4
HIDILYN DIAZ
Cerith Gardiner
Olimpíadas: depois de ganhar o ouro, atleta exibe outra medalha e...
5
David Arias
Reportagem local
Ex-satanista mexicano retorna à Igreja e testemunha: “O ter...
6
Claudio de Castro
Como salvar nossas almas nos últimos minutos antes da morte
7
Pessoa idosa rezando o terço
Reportagem local
Brasil: carta de despedida de bisavó de 96 anos comove as redes s...
Ver mais