Aleteia
Quarta-feira 21 Outubro |
São Bertoldo de Parma
Oração do dia
Festividade do diaHistórias de Santos

Bem-aventurada Ana Catarina Emmerick

Virgem (†1824)

EMMERICK

Public Domain

Bem-aventurada Ana Catarina Emmerick

Ana Catarina Emmerick nasceu no dia 8 de setembro de 1774 numa aldeia da Westfália, na Alemanha; seus pais, Bernardo Emmerick e Ana Hillers, eram de condição humilde e muito religiosos. Quando ainda menina, trabalhando como pastora, a pequena Ana sentiu em seu coração a vocação para a vida religiosa. Apesar desse desejo e da boa religiosidade dos pais, seu pai se opôs a esse chamado. Ana começou então a experimentar grandes dons do Senhor como êxtases e visões. Ao crescer, ela, procurando corresponder ao seu chamado, visitou várias comunidades religiosas que, entretanto, paradoxalmente não a aceitavam para a vida religiosa. Apenas quando uma amiga se interessou pelo seu caso é que Ana conseguiu finalmente entrar no mosteiro das Canônicas Regulares de santo Agostinho. A vida no mosteiro foi para ela muito dura: além das reprimendas das coirmãs, que não a aceitavam muito bem, Ana sofreu com várias doenças. Para piorar a situação, os fenômenos místicos que, quando pastora, vivia em completo segredo, agora, no ambiente mais restrito do mosteiro, começaram a ser conhecidos por outras irmãs, que estranharam profundamente tudo aquilo, chegando até a fazer insinuações maldosas e a lançar suspeitas de todo tipo. Durante esse período, o país onde Ana se encontrava sofreu várias reviravoltas políticas, resultando no fechamento de várias casas religiosas, inclusive o mosteiro onde ela estava. Ana então se colocou a serviço de um padre proveniente da França – Padre João Martino Lambert. Em 1812, na casa desse padre, Ana – além dos fenômenos místicos que já se apresentavam – recebeu os estigmas. Por quanto pôde, ela escondeu esses sinais, mas a partir do início de 1813, ela já não podia mais deixar a cama. A partir daí sua vida se transformou num grande sinal diante dos homens: ela unia seus sofrimentos aos de Jesus, na Paixão. Vários interrogatórios foram feitos e estes apontaram para o caráter sobrenatural dos fenômenos que ela vivia. Ela teve constantes visões que diziam respeito às vidas de Jesus e de Nossa Senhora; algumas de suas visões individuaram a casa de Nossa Senhora em Éfeso e o castelo de Maqueronte, onde João Batista foi decapitado. Famosas também são suas vivências da Paixão de Cristo em seu próprio corpo. Com grande fama de vidente, no dia 9 de fevereiro de 1824, Ana morreu e seu processo de beatificação foi logo iniciado pelos religiosos de Santo Agostinho.

Descubra outros santos clicando aqui
Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
Aleteia Brasil
Quer dormir tranquilo? Reze esta oração da no...
CARLO ACUTIS
John Burger
Como foram os últimos dias de vida de Carlo A...
violência contra padres no Brasil
Francisco Vêneto
Outubro de cruz para padres no Brasil: um per...
TRIGEMELAS
Esteban Pittaro
A imagem de Nossa Senhora que acompanhou uma ...
SAINT JOSEPH SLEEPS
Philip Kosloski
Durma em paz com esta breve oração a São José
Pe. Gilmar
Reportagem local
Padre é encontrado após três dias desaparecid...
No colo de Maria
Como rezar o terço? Um guia ilustrado
Ver mais