Aleteia
Festividade do dia

Terça-feira 11 Agosto
Bem-aventurado Jean Jorge Rhem

Presbítero Dominicano e mártir (†1794)

POPE
Antoine Mekary / ALETEIA
Compartilhar

Nascido no Alto Reno em Katzenthal no ano 1752, Jean, com vinte anos de idade, emitiu seus votos na Congregação fundada por São Domingos de Gusmão. Ao tomar o hábito, em Paris, assumiu o nome religioso de Tomás. Em 1773 fez sua Profissão Solene no convento de Schelestad. Eram os tempos da Revolução Francesa e, em 1791, os revoltosos quiseram impor aos membros da Igreja um juramento contra a fé católica. O convento onde estava Frei Jean foi destruído e ele rejeitou categoricamente assinar um juramento contra sua fé. Foi então para outro local onde continuou sua pregação. Não obstante, o comitê político revolucionário resolveu prender Frei Jean no ano de 1793, colocando-o na prisão de Nancy. Pouco depois foi transferido com tantos outros padres para Rochefort, numa prisão chamada La Rochelle. Foi condenado à deportação, mas como tantos outros, ficou confinado por meses dentro de um navio à espera. Nessa “prisão” flutuante, as condições eram subumanas, agravadas pelo calor insuportável: Frei Jean resistiu de maio a agosto do ano de 1794 nas piores condições de higiene e passando fome e sede. Após ter recebido tantos maus-tratos, manteve-se firme em sua fé, morrendo no dia 11 de agosto desse ano. Em 1995, São João Paulo II beatificou Frei Jean e mais um grupo de outros 63 sacerdotes que, resistindo na defesa da fé, encontraram a morte nas terríveis condições nos “pontões de Rochefort”.

Descubra outros santos clicando aqui

Adoremos o Cordeiro, a quem as virgens sempre seguem.
Glória ao Pai, ao Filho e ao Espírito Santo,
como era no princípio, agora e sempre.
Amém
Hino
Com tua lâmpada acesa,
viste chegar o Senhor:
do Esposo sentas-te à mesa,
cheia de graça e esplendor.

Para uma eterna aliança,
põe-te no dedo um anel;
cessam a fé e a esperança:
Belém se torna Betel.

Dá que aprendamos contigo
ter sempre os olhos nos céus:
calcar o mundo inimigo,
buscar a glória de Deus.

Jesus nos dê, por Maria,
que como Mãe te acolheu,
tê-lo na terra por guia,
ao caminhar para o céu.

Ao Pai e ao Espírito glória,
ao Filho o mesmo louvor,
pois virginal é a vitória
da que desposa o Senhor.

Cântico Is 26,1-4.7-9.12

A muralha da cidade tinha doze alicerces (cf. Ap 21,14).

Nossa cidade invencível é Sião,
sua muralha e sua trincheira é o Salvador.
Abri as portas, para que entre um povo justo,
um povo reto que ficou sempre fiel.

Seu coração está bem firme e guarda a paz,
guarda a paz, porque em vós tem confiança.
Tende sempre confiança no Senhor,
pois é ele nossa eterna fortaleza!

O caminho do homem justo é plano e reto,
porque vós o preparais e aplainais;
foi trilhando este caminho de Justiça
que em vós sempre esperamos, ó Senhor!

Vossa lembrança e vosso nome, ó Senhor,
são o desejo e a saudade de noss'alma!
Durante a noite a minha alma vos deseja,
e meu espírito vos busca desde a aurora.

Quando os vossos julgamentos se cumprirem,
aprenderão todos os homens a justiça.
Ó Senhor e nosso Deus, dai-nos a paz,
pois agistes sempre em tudo o que fizemos!

Glória ao Pai...

Leitura breve Ct 8,7
Águas torrenciais jamais apagarão o amor, nem rios poderão afogá-lo. Se alguém oferecesse todas as riquezas de sua casa para comprar o amor, seria tratado com desprezo.

Senhor, é vossa face que eu procuro. Meu coração fala convosco confiante.
Senhor, não me escondais a vossa face!

BENEDICTUS
A virgem prudente entrou para as bodas e vive com Cristo na glória celeste.
Como o sol, ela brilha entre os coros das virgens.

Bendito seja o Senhor Deus de Israel,
porque a seu povo visitou e libertou;

e fez surgir um poderoso Salvador
na casa de Davi, seu servidor,

como falara pela boca de seus santos,
os profetas desde os tempos mais antigos,

para salvar-nos do poder dos inimigos
e da mão de todos quantos nos odeiam.

Assim mostrou misericórdia a nossos pais,
recordando a sua santa Aliança

e o juramento a Abraão, o nosso pai,
de conceder-nos que, libertos do inimigo,

a ele nós sirvamos sem temor
em santidade e em justiça diante dele,
enquanto perdurarem nossos dias.

Serás profeta do Altíssimo, ó menino,
pois irás andando à frente do Senhor
para aplainar e preparar os seus caminhos,

anunciando ao seu povo a salvação,
que está na remissão de seus pecados;

pela bondade e compaixão de nosso Deus,
que sobre nós fará brilhar o Sol nascente,

para iluminar a quantos jazem entre as trevas
e na sombra da morte estão sentados

e para dirigir os nossos passos,
guiando-os no caminho da paz.

Glória ao Pai...

Preces
Glorifiquemos a Cristo, esposo e prêmio das virgens; e lhe supliquemos com fé:

R. Jesus, prêmio das virgens, ouvi-nos!

Cristo, amado pelas santas virgens como único Esposo,
– concedei que nada nos separe do vosso amor. R.

Coroastes Maria, como Rainha das virgens;
– concedei-nos, por sua intercessão, que vos sirvamos sempre de coração puro. R.

Por intercessão de vossas servas, que a vós se consagraram de todo o coração para serem santas de corpo e de alma;
– concedei que jamais a instável figura deste mundo nos afaste de vós. R.

Senhor Jesus, esposo por cuja vinda as virgens prudentes esperaram sem desanimar;
– concedei que vos aguardemos vigilantes na esperança. R.

Por intercessão de Santa Clara, uma das virgens sábias e prudentes,
– concedei-nos sabedoria e uma vida sem mancha. R.

(Intenções livres)

Pai nosso ...

Oração
Ó Deus, que na vossa misericórdia atraístes Santa Clara ao amor da pobreza, concedei, por sua intercessão, que, seguindo o Cristo com um coração de pobre, vos contemplemos um dia em vosso Reino. Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo.

A única coisa necessária
Agradeço ao esplêndido dispensador da graça, porque ele te adornou com tantos títulos de virtude, para que, convertida em imitadora diligente do Pai perfeito, mereças chegar a ser perfeita, para que seus olhos não vejam nada imperfeito em ti. Essa é a perfeição pela qual o próprio rei te associará a si no tálamo celestial, porque, menosprezando as grandezas de um reino terreno e considerando pouco dignas as ofertas de um casamento imperial, convertida em imitadora da santíssima pobreza em espírito de grande humildade e caridade ardente, seguiste as pegadas Daquele a quem mereceste se unir-te em matrimônio.
Porque apenas uma coisa é necessária, esta apenas te suplico e aconselho pelo amor Daquele a quem te ofereceste como hóstia santa e agradável: que, lembrando-te de teu propósito, como outra Raquel, e sempre vendo teu ponto de partida, mantém o que tens, faças o que fazes e não o deixes, mas, com uma caminhada apressada, com um passo leve, sem que tropecem teus pés, para que teus passos sequer recolham poeira, segura, gozosa e alegre, caminha com prudência pelo caminho da felicidade, não acreditando ou consentindo com ninguém que queira desviar-te desse propósito ou que te coloque algum obstáculo no caminho, para que não cumpras teus votos ao Altíssimo naquela perfeição a que o Espírito do Senhor te chamou.
Santa Clara
Carta 2 a Santa Inês de Praga, 3-14.
Santa e religiosa italiana.
Seguidora fiel de São Francisco de Assis,
com quem fundou a Segunda Ordem Franciscana
ou das Irmãs Clarissas (1194-1253).

Suba nossa oração até vós, ó Deus, como o incenso!
Glória ao Pai, ao Filho e ao Espírito Santo,
como era no princípio, agora e sempre.
Amém.

Hino
Jesus, coroa das virgens,
por Virgem Mãe concebido,
perdoai os nossos pecados,
atendei nosso pedido!

Por entre as virgens passando,
entre alvos lírios pousais,
e a todas elas saudando
o prêmio eterno entregais.

Por toda a parte onde fordes,
as virgens seguem cantando,
e os mais suaves louvores
vão pelo céu ressoando.

Nós vos pedimos a graça
de um coração sem pecado,
qual diamante sem jaça,
por vosso amor transformado.

Ao Pai e ao Espírito unido,
vos adoramos, ó Filho:
por Virgem Mãe concebido,
das virgens todas auxílio.

Salmo 130(131)

Aprendei de mim, porque sou manso e humilde de coração (Mt 11,29).

Senhor, meu coração não é orgulhoso,
nem se eleva arrogante o meu olhar;
não ando à procura de grandezas,
nem tenho pretensões ambiciosas!

Fiz calar e sossegar a minha alma;
ela está em grande paz dentro de mim,
como a criança bem tranquila, amamentada
no regaço acolhedor de sua mãe.

Confia no Senhor, ó Israel,
desde agora e por toda a eternidade!

Glória ao Pai...

Leitura 1Cor 7,32b.34a
O homem não casado é solícito pelas coisas do Senhor e procura agradar ao Senhor. Do mesmo modo, a mulher não casada e a jovem solteira têm zelo pelas coisas do Senhor e procuram ser santas de corpo e espírito.

As virgens amigas ao Rei se dirigem, entre cantos de festa e com grande alegria.
Ingressam, então, no palácio do Rei.

MAGNIFICAT
Oh vinde, esposa de Cristo, recebei a coroa da glória
que o Senhor preparou para sempre.

A minha alma engrandece ao Senhor
e se alegrou o meu espírito em Deus, meu Salvador;
pois ele viu a pequenez de sua serva,
desde agora as gerações hão de chamar-me de bendita.

O Poderoso fez por mim maravilhas
e Santo é o seu nome!
Seu amor, de geração em geração,
chega a todos que o respeitam;

demonstrou o poder de seu braço,
dispersou os orgulhosos;
derrubou os poderosos de seus tronos
e os humildes exaltou;

De bens saciou os famintos,
e despediu, sem nada, os ricos.
Acolheu Israel, seu servidor,
fiel ao seu amor,

como havia prometido aos nossos pais,
em favor de Abraão e de seus filhos, para sempre.

Glória ao Pai...

Preces
Com alegria, celebremos a Cristo, que louvou quem guarda a virgindade por causa do reino dos
céus; e lhe peçamos:

R. Jesus, rei das virgens, ouvi-nos!

Cristo, que chamastes à vossa presença de único Esposo a Igreja como virgem casta,
– tornai-a santa e imaculada. R.

Cristo, ao vosso encontro as santas virgens saíram com lâmpadas acesas;
– não permitais que venha a faltar o óleo da fidelidade nas lâmpadas de vossas servas consagradas. R.
Senhor, em vós a Igreja virgem guardou sempre uma fé íntegra e pura;
– concedei a todos os cristãos a integridade e a pureza da fé. R.

Dai ao vosso povo regozijar-se com a festa de Santa Clara
– que ele possa alegrar-se com a sua intercessão. R.

(Intenções livres)

Recebestes as santas virgens para a ceia de vossas núpcias eternas;
– admiti com bondade no banquete celeste os nossos irmãos e irmãs falecidos. R.

Pai nosso...

ANTÍFONA MARIANA
Ave, Regina Caelorum,
Ave, Domina Angelorum:
Salve, radix, salve, porta
Ex qua mundo lux est orta:
Gaude, Virgo gloriosa,
Super omnes speciosa,
Vale, o valde decora,
Et pro nobis Christum exorta.

(Tradução)
Ave, Rainha do céu;
ave, dos anjos Senhora;
ave, raiz, ave, porta;
da luz do mundo és aurora.
Exulta, ó Virgem gloriosa,
as outras seguem-te após;
nós te saudamos: adeus!
E pede a Cristo por nós!

SEJAM SANTOS!
Na escola da santidade.

Evangelho segundo São Mateus 18,1-5.10.12-14.
Naquela hora, os discípulos aproximaram-se de Jesus e perguntaram-Lhe: «Quem é o maior no reino dos Céus?».
Jesus chamou uma criança, colocou-a no meio deles
e disse-lhes: «Em verdade vos digo: se não vos converterdes e não vos tornardes como as crianças, não entrareis no reino dos Céus.
Quem for humilde como esta criança, esse será o maior no reino dos Céus.
E quem acolher em meu nome uma criança como esta, acolhe-Me a Mim.
Vede bem. Não desprezeis um só destes pequeninos. Eu vos digo que os seus Anjos veem constantemente o rosto de meu Pai que está nos Céus».
Jesus disse ainda: «Que vos parece? Se um homem tiver cem ovelhas e uma delas se tresmalhar, não deixará as noventa e nove nos montes para ir procurar a que anda tresmalhada?
E se chegar a encontrá-la, em verdade vos digo que se alegra mais por causa dela do que pelas noventa e nove que não se tresmalharam.
Assim também, não é da vontade de meu Pai que está nos Céus que se perca um só destes pequeninos».

Boletim
Receba Aleteia todo dia