Sem condições de apoiar?

Veja 5 formas de você ajudar a Aleteia

  1. Reze por nossa equipe e pelo êxito de nossa missão
  2. Fale sobre a Aleteia em sua paróquia
  3. Compartilhe os artigos da Aleteia com seus amigos e familiares
  4. Desative o bloqueio de publicidade quando nos visitar
  5. Inscreva-se para receber nosso boletim gratuito e leia-nos diariamente

Obrigado!
Redação da Aleteia

Receba o nosso boletim

Receba o boletim diário da Aleteia gratuitamente no seu email.
Aleteia
Festividade do dia

terça-feira, 13 de março

Bem-aventurada Francisca Trehet

Virgem e mártir (†1794)

©Corinne SIMON/CIRIC
29 septembre 2011: Couvent Saint François, Paris (75), France.
Compartilhar

Bem-aventurada Francisca Trehet

Filha de uma nobre família francesa, Francisca Tréhet professou seus votos religiosos na Congregação das irmãs da Caridade de Nossa Senhora d’Evron, uma congregação dedicada à educação das jovens e às obras de caridade. Por causa da cor cinza de seu hábito eram chamadas de “as pequenas irmãs cinzas”. Por volta do ano de 1783, Francisca foi enviada a Saint-Pierre-des-Landes para aí abrir uma escola paroquial. Logo pôde contar também com a ajuda de uma co-irmã, a religiosa Joana Véron. Além de se dedicarem ao ensinamento, davam uma válida assistência aos doentes. Apesar dos exemplos virtuosos das irmãs, seus nomes apareceram numa lista de condenados à morte por decapitação na guilhotina. A França vivia o período da Revolução francesa, que em alguns momentos conheceu o terror e a violência. As irmãs logo foram detidas pelo novo regime. No dia 13 de março Francisca foi chamada a comparecer diante de um tribunal chamado “Comissão clemente”; chegando diante s inquiridores, ela foi acusada de ter ajudado pessoas do partido monárquico. Em sua defesa, Francisca disse que tanto revolucionários, quanto monárquicos, eram seus irmãos em Cristo e a todos aqueles que lhe pediam ela concedia ajuda sem acepção. Apesar de sua alegação, o tribunal não se convenceu e pediu que ela gritasse: “Longa vida à república!”, mas a religiosa se negou a fazê-lo. Foi então condenada. Tinha apenas trina e sete anos e, naquele mesmo dia, subiu até o patíbulo cantando a Salve Rainha. Uma semana depois, sua coirmã Joana teve a mesma sorte: ambas foram guilhotinadas. Os restos mortais das duas mártires repousam na igreja de São Pedro des-Landes. Sua beatificação ocorreu no dia 19 de junho de 1955.

Descubra outros santos clicando aqui

Oração para esta manhã

 

Cristo por nós foi tentado, sofreu e na Cruz morreu: Vinde todos, adoremos!
Glória ao Pai, ao Filho e ao Espírito Santo,
como era no princípio, agora e sempre.
Amém
Hino
Ó Cristo, sol de justiça,
brilhai nas trevas da mente.
Com força e luz, reparai
a criação novamente.

Dai-nos, no tempo aceitável,
um coração penitente,
que se converta e acolha
o vosso amor paciente.

A penitência transforme
tudo o que em nós há de mal.
É bem maior que o pecado
o vosso dom sem igual.

Um dia vem, vosso dia,
e tudo então refloresce.
Nós, renascidos na graça,
exultaremos em prece.

A vós, Trindade clemente,
com toda a terra adoramos,
e no perdão renovados
um canto novo cantamos.

Salmo 100(101)

Se me amais, guardai os meus mandamentos (Jo 14,15).

Eu quero cantar o amor e a justiça,
cantar os meus hinos a vós, ó Senhor!
Desejo trilhar o caminho do bem,
mas quando vireis até mim, ó Senhor?

Viverei na pureza do meu coração,
no meio de toda a minha família.
Diante dos olhos eu nunca terei
qualquer coisa má, injustiça ou pecado.

Detesto o crime de quem vos renega;
que não me atraia de modo nenhum!
Bem longe de mim, corações depravados,
nem nome eu conheço de quem é malvado.

Farei que se cale diante de mim
quem é falso e às ocultas difama seu próximo;
o coração orgulhoso, o olhar arrogante
não vou suportar e não quero nem ver.

Aos fiéis desta terra eu volto meus olhos;
que eles estejam bem perto de mim!
Aquele que vive fazendo o bem
será meu ministro, será meu amigo.

Na minha morada não pode habitar
o homem perverso e aquele que engana;
aquele que mente e que faz injustiça
perante meus olhos não pode ficar.

Em cada manhã haverei de acabar
com todos os ímpios que vivem na terra;
farei suprimir da cidade de Deus
a todos aqueles que fazem o mal.

Glória ao Pai...

Leitura breve Jl 2,12-13
Voltai para mim com todo o vosso coração, com jejuns, lágrimas e gemidos; rasgai o coração, e não as vestes; e voltai para o Senhor, vosso Deus; ele é benigno e compassivo, paciente e cheio de misericórdia, inclinado a perdoar o castigo.

Curai-me, ó Deus Santo, pois pequei contra vós!
Tende piedade de mim, renovai-me!

BENEDICTUS
Jesus que me curou é quem mandou:
Toma teu leito, caminha e vai em paz!

Bendito seja o Senhor Deus de Israel,
porque a seu povo visitou e libertou;

e fez surgir um poderoso Salvador
na casa de Davi, seu servidor,

como falara pela boca de seus santos,
os profetas desde os tempos mais antigos,

para salvar-nos do poder dos inimigos
e da mão de todos quantos nos odeiam.

Assim mostrou misericórdia a nossos pais,
recordando a sua santa Aliança

e o juramento a Abraão, o nosso pai,
de conceder-nos que, libertos do inimigo,

a ele nós sirvamos sem temor
em santidade e em justiça diante dele,
enquanto perdurarem nossos dias.

Serás profeta do Altíssimo, ó menino,
pois irás andando à frente do Senhor
para aplainar e preparar os seus caminhos,

anunciando ao seu povo a salvação,
que está na remissão de seus pecados;

pela bondade e compaixão de nosso Deus,
que sobre nós fará brilhar o Sol nascente,

para iluminar a quantos jazem entre as trevas
e na sombra da morte estão sentados

e para dirigir os nossos passos,
guiando-os no caminho da paz.

Glória ao Pai...

Preces
Rendamos graças a Deus Pai, que nos deu o seu Filho Unigênito, a Palavra que se fez carne, para ser nosso alimento e nossa vida; e supliquemos:

R. Que a palavra de Cristo habite em nossos corações!

Concedei-nos escutar com mais frequência a vossa palavra, nesta quaresma,
– para louvarmos a Cristo, nossa Páscoa, com maior piedade e devoção, na grande solenidade que se aproxima. R.

Que o vosso Espírito Santo nos ensine,
– e nos faça testemunhas da vossa verdade e bondade para animar os que vacilam e os que eram. R.

Fazei-nos viver mais profundamente o mistério de Cristo,
– e manifestá-lo mais claramente em nossa vida. R.

Purificai e renovai a vossa Igreja neste tempo de graça,
– para que ela proclame cada vez melhor a vossa vontade e a vossa salvação. R.

(Intenções livres)

Pai nosso ...

Oração
Ó Deus, que a fiel observância dos exercícios quaresmais prepare o coração dos vossos filhos e filhas para acolher com amor o mistério pascal e anunciar ao mundo a salvação. Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo.

 

Meditação do dia

Levanta-te, pega tua cama e anda...

O paralítico foi curado pelo próprio Senhor; mas antes, o que lhe diz Jesus? “Queres ser curado?”. E ele responde que não há um homem sequer que o leve até a piscina. Sim, para ser curado ele tinha necessidade absolutamente de um homem, mas de um homem que fosse também Deus. Único, com efeito é Deus, único também o mediador entre Deus e os homens, o homem Cristo Jesus (1Tm 2,5). Veio, portanto, o homem que era necessário; por que adiar ainda a cura? “Levanta-te – lhe diz o Senhor – pega tua cama, caminha”. Ora, eu vos pergunto: não bastava ordenar-lhe apenas: “caminha”? Ou então, dizer: “levanta-te”? [...] Portanto, com o dizer “pega tua cama e caminha”, parece-me que o Senhor queira dizer: “ama o teu próximo”. [...] Ora, eu vos pergunto: porque justamente a cama simboliza o próximo, senão porque o paralítico, quando estava doente era carregado na cama, e, uma vez curado, era ele próprio a carregar a cama? O que diz o apóstolo? “Carregai os pesos uns dos outros, e assim vós cumprireis a lei de Cristo” (Gl 6,2). A lei de Cristo é a caridade, e a caridade não se cumpre se não carregamos os pesos uns dos outros”. Quando estavas doente, eras carregado pelo teu próximo; agora que estás curado, deves ser tu a carregar o teu próximo: “Carregai os pesos uns dos outros, e assim vós cumprireis a lei de Cristo”.

Santo Agostinho
Bispo e doutor da Igreja (354-430)

Oração para esta tarde

 

O Senhor é nossa luz e salvação!
Glória ao Pai, ao Filho e ao Espírito Santo,
como era no princípio, agora e sempre.
Amém.

Hino
A abstinência quaresmal
vós consagrastes, ó Jesus;
pelo jejum e pela prece,
nos conduzis da treva à luz.

Ficai presente agora à Igreja,
ficai presente à penitência,
pela qual vos suplicamos
para os pecados indulgência.

Por vossa graça, perdoai
as nossas culpas do passado;
contra as futuras protegei-nos,
manso Jesus, Pastor amado,

Para que nós, purificados
por esses ritos anuais,
nos preparemos, reverentes,
para gozar os dons pascais.

Todo o universo vos adore,
Trindade Santa, Sumo Bem.
Novos, por graça, vos cantemos
um canto novo e belo. Amém.

Salmo 136(137),1-6

Este cativeiro do povo deve-se entender como símbolo do nosso cativeiro espiritual (Sto. Hilário).

Junto aos rios da Babilônia
nos sentávamos chorando,
com saudades de Sião.
Nos salgueiros por ali
penduramos nossas harpas.

Pois foi lá que os opressores
nos pediram nossos cânticos;
nossos guardas exigiam
alegria na tristeza:
'Cantai hoje para nós
algum canto de Sião!'

Como havemos de cantar
os cantares do Senhor *
numa terra estrangeira?
Se de ti, Jerusalém,
algum dia eu me esquecer,
que resseque a minha mão!

Que se cole a minha língua
e se prenda ao céu da boca,
se de ti não me lembrar!
Se não for Jerusalém
minha grande alegria!

Glória ao Pai...

Leitura Tg 2,14.17.18b
Meus irmãos, que adianta alguém dizer que tem fé, quando não a põe em prática? A fé seria então capaz de salvá-lo? A fé, se não se traduz em obras, por si só está morta. Tu, mostra-me a tua fé sem as obras, que eu te mostrarei a minha fé pelas obras!

Iluminai-me, Senhor, conforme a vossa palavra, para que eu sempre faça a vossa vontade! Inclinai meu coração aos vossos preceitos.

MAGNIFICAT
Eis que agora estás curado; já não voltes a pecar,
para não te acontecer alguma coisa bem pior!

A minha alma engrandece ao Senhor
e se alegrou o meu espírito em Deus, meu Salvador;
pois ele viu a pequenez de sua serva,
desde agora as gerações hão de chamar-me de bendita.

O Poderoso fez por mim maravilhas
e Santo é o seu nome!
Seu amor, de geração em geração,
chega a todos que o respeitam;

demonstrou o poder de seu braço,
dispersou os orgulhosos;
derrubou os poderosos de seus tronos
e os humildes exaltou;

De bens saciou os famintos,
e despediu, sem nada, os ricos.
Acolheu Israel, seu servidor,
fiel ao seu amor,

como havia prometido aos nossos pais,
em favor de Abraão e de seus filhos, para sempre.

Glória ao Pai...

Preces
Demos glória ao Senhor Jesus Cristo que, exaltado na cruz, atraiu para si todo o gênero humano; e lhe supliquemos com piedade:

R. Senhor, atraí tudo para vós!

Senhor, iluminai com o mistério da vossa cruz o gênero humano,
– para que, atraídos por ela, vos reconheçamos como caminho, verdade e vida. R.

Dai água viva a todos os que estão sedentos de vós,
– para que saciem para sempre a sua sede. R.

Iluminai os intelectuais e os artistas,
– para que manifestem a todos os caminhos do vosso Reino. R.

Movei a consciência de todos aqueles a quem o pecado ou o escândalo afastou de vós,
– para que voltem à vida da graça e permaneçam no vosso amor. R.

(Intenções livres)

Admiti na glória do céu os nossos irmãos e irmãs falecidos,
– para que se alegrem eternamente na companhia de Nossa Senhora e de todos os santos. R.

Pai nosso...

ANTÍFONA MARIANA

Salve, Regina, mater misericordiae
Vita, dulcedo, et spes nostra, salve.
Ad te clamamus, exsules, filii evae.
Ad te suspiramus, gementes et flentes
in hac lacrimarum valle.

Eia ergo, Advocata nostra,
illos tuos misericordes oculos
ad nos converte.
Et Iesum, benedictum fructum ventris tui,
nobis post hoc exsilium ostende.
O clemens, O pia, O dulcis Virgo Maria.

Ora pro nobis sancta Dei Genetrix.
Ut digni efficiamur promissionibus Christi. Amen.

(Tradução)

Salve Rainha, Mãe de Misericórdia, vida e doçura esperança nossa salve! A vós bradamos os degredados filhos de Eva.
A vós suspiramos gemendo e chorando neste vale de lágrimas.
Eia, pois advogada nossa, esses vossos olhos misericordiosos a nós volvei, e depois deste desterro, mostrai-nos Jesus, bendito fruto do vosso ventre, ó clemente, ó piedosa ó doce e sempre Virgem Maria.
Rogai por nós Santa Mãe de Deus, para que sejamos dignos das promessas de Cristo. Amém

 

Evangelho do dia

Naquele tempo, por ocasião de uma festa dos judeus, Jesus subiu a Jerusalém.
Existe em Jerusalém, junto à porta das ovelhas, uma piscina, chamada, em hebraico, Betsatá, que tem cinco pórticos.
e neles jaziam numerosos doentes, cegos, coxos e paralíticos.

Estava ali também um homem, enfermo havia trinta e oito anos.
Ao vê-lo deitado e sabendo que estava assim há muito tempo, Jesus perguntou-lhe: «Queres ser curado?»
O enfermo respondeu-Lhe: «Senhor, não tenho ninguém que me introduza na piscina, quando a água é agitada; enquanto eu vou, outro desce antes de mim».
Disse-lhe Jesus: «Levanta-te, toma a tua enxerga e anda».
No mesmo instante o homem ficou são, tomou a sua enxerga e começou a caminhar. Ora aquele dia era sábado.
Diziam os judeus àquele que tinha sido curado: «Hoje é sábado: não podes levar a tua enxerga».
Mas ele respondeu-lhes: «Aquele que me curou disse-me: ‘Toma a tua enxerga e anda’».
Perguntaram-lhe então: «Quem é que te disse: ‘Toma a tua enxerga e anda’».
Mas o homem que tinha sido curado não sabia quem era, porque Jesus tinha-Se afastado da multidão que estava naquele local.
Mais tarde, Jesus encontrou-o no templo e disse-lhe: «Agora estás são. Não voltes a pecar, para que não te suceda coisa pior».
O homem foi então dizer aos judeus que era Jesus quem o tinha curado.
Desde então os judeus começaram a perseguir Jesus, por fazer isto num dia de sábado.