Receba o boletim diário da Aleteia gratuitamente no seu email.
Receba diretamente no seu email os artigos da Aleteia.
Cadastrar-se

Sem condições de apoiar?

Veja 5 formas de você ajudar a Aleteia

  1. Reze por nossa equipe e pelo êxito de nossa missão
  2. Fale sobre a Aleteia em sua paróquia
  3. Compartilhe os artigos da Aleteia com seus amigos e familiares
  4. Desative o bloqueio de publicidade quando nos visitar
  5. Inscreva-se para receber nosso boletim gratuito e leia-nos diariamente

Obrigado!
Redação da Aleteia

Enviar

Aleteia
Festividade do dia

terça-feira 18 dezembro
São Graciano de Tours

Bispo (†Séc. IV-V)

SAINT GATIEN IN TOURS
By wjarek | Shutterstock
Compartilhar
Santo do dia

São Gregório de Tours narra que no ano 250 haviam sido enviados para a evangelização das Gálias sete bispos da cidade de Roma. Desses sete, um era Turonicis Catianus ou Graciano. No final de seu relato São Gregório diz que dos bispos de Tours, o primeiro foi São Graciano, que exerceu o episcopado por cerca de cinquenta anos. Dentro da tradição aceita por São Gregório, Catianus (Graciano) teria seria um dos primeiros fundadores da comunidade cristã em Tours, sendo seu primeiro bispo. O mais provável, no entanto, é que o ministério episcopal de São Graciano tenha se dado um pouco mais tarde, ou seja, entre o final do século III e o início do século IV. No escrito “De Gloria Confessorum” se narra que São Martinho visitou o túmulo de São Graciano: Em meio à oração, Martinho pediu: “Abençoai-me, ó santo homem de Deus”; em seguida, ouviu-se uma voz: “Sou eu quem te pede a benção, ó Servo de Deus”. O culto a São Graciano sempre foi muito popular em Tours, por esse motivo, a catedral, antes dedicada a São Maurício, foi dedicada ao grande santo proto-bispo da cidade: São Graciano.

Descubra outros santos clicando aqui

Oração para esta manhã

Vinde, adoremos o Senhor que já está perto.
Glória ao Pai, ao Filho e ao Espírito Santo,
como era no princípio, agora e sempre.
Amém
Hino
Os profetas, com voz poderosa,
anunciam a vinda de Cristo,
proclamando a feliz salvação,
que liberta no tempo previsto.

Ao fulgor da manhã radiosa,
arde em fogo o fiel coração,
quando a voz, portadora de glória,
faz no mundo soar seu pregão.

Não foi para punir este mundo
que Ele veio na vinda primeira.
Ele veio sarar toda chaga
e salvar quem no mal perecera.

Mas a vinda segunda anuncia
que o Cristo Senhor vai chegar,
para abrir-nos as portas do reino
e os eleitos no céu coroar.

Luz eterna nos é prometida
e se eleva o astro-rei salvador,
que nos chama à grandeza celeste
com a luz do divino esplendor.

Ó Jesus, só a vós desejamos
para sempre no céu contemplar,
e por vossa visão saciados,
glória eterna sem fim vos cantar.
Salmo 66(67)
Sabei que esta salvação de Deus já foi comunicada aos pagãos (At 28,28).

Que Deus nos dê a sua graça e sua bênção,
e sua face resplandeça sobre nós!
Que na terra se conheça o seu caminho
e a sua salvação por entre os povos.

Que as nações vos glorifiquem, ó Senhor,
que todas as nações vos glorifiquem!

Exulte de alegria a terra inteira,
pois julgais o universo com justiça;
os povos governais com retidão,
e guiais, em toda a terra, as nações.

Que as nações vos glorifiquem, ó Senhor,
que todas as nações vos glorifiquem!

A terra produziu sua colheita:
o Senhor e nosso Deus nos abençoa.
Que o Senhor e nosso Deus nos abençoe,
e o respeitem os confins de toda a terra!

Leitura breve Gn 49,10
O cetro não será tirado de Judá, nem o bastão de comando dentre seus pés, até que venha Aquele a quem pertencem, e a quem obedecerão os povos.

Que o universo rejubile e de gritos de alegria: Pois o Senhor há de chegar!
Justiça e paz se abraçarão: Pois o Senhor há de chegar!

BENEDICTUS
Desperta, levanta, Cidade de Deus e quebra as correntes e o jugo opressor!
Ó filha cativa, sê livre, Sião!

Bendito seja o Senhor Deus de Israel,
porque a seu povo visitou e libertou;

e fez surgir um poderoso Salvador
na casa de Davi, seu servidor,

como falara pela boca de seus santos,
os profetas desde os tempos mais antigos,

para salvar-nos do poder dos inimigos
e da mão de todos quantos nos odeiam.

Assim mostrou misericórdia a nossos pais,
recordando a sua santa Aliança

e o juramento a Abraão, o nosso pai,
de conceder-nos que, libertos do inimigo,

a ele nós sirvamos sem temor
em santidade e em justiça diante dele,
enquanto perdurarem nossos dias.

Serás profeta do Altíssimo, ó menino,
pois irás andando à frente do Senhor
para aplainar e preparar os seus caminhos,

anunciando ao seu povo a salvação,
que está na remissão de seus pecados;

pela bondade e compaixão de nosso Deus,
que sobre nós fará brilhar o Sol nascente,

para iluminar a quantos jazem entre as trevas
e na sombra da morte estão sentados

e para dirigir os nossos passos,
guiando-os no caminho da paz.

Glória ao Pai...
Preces
Deus Pai onipotente estenderá de novo a sua mão para resgatar os sobreviventes do seu povo. Peçamos-lhe, pois, cheios de confiança:

R. Venha a nós, Senhor, o vosso reino!

Concedei, Senhor, que possamos dar frutos dignos de conversão,
- para recebermos o vosso reino que se aproxima. R.

Preparai, Senhor, e nossos corações o caminho para acolhermos vossa Palavra que vai chegar,
- para que sua glória possa revelar-se em nós. R.

Abatei os montes e colina do nosso orgulho,
- e levantai os vales da nossa fragilidade. R.

Derrubai as barreiras de ódio que dividem os povos,
- e tornai planos os caminhos da concórdia entre os povos. R.

(Intenções livres)

Pai nosso ...

Oração
Ó Deus que por meio do vosso Unigênito nos transfigurastes em nova criatura, considerai a obra do vosso amor, e purificai-nos das manchas da antiga culpa no advento do vosso Filho. Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo.

Meditação do dia

Jesus nascerá de Maria, prometida em casamento a José, filho de Davi.

Da mesma maneira que Deus havia constituído José, gerado do patriarca Jacó, superintendente de toda a terra do Egito para guardar o trigo para o povo, assim, chegando a plenitude dos tempos, estando para enviar à terra o seu Filho Unigênito Salvador do mundo, escolheu outro José, do qual o primeiro era figura, o fez Senhor e Príncipe de sua casa e propriedade e o elegeu guarda dos seus tesouros mais preciosos.
De fato, ele teve como sua esposa a Imaculada Virgem Maria, da qual nasceu pelo Espírito Santo, Nosso Senhor Jesus Cristo, que perante os homens dignou-se ter sido considerado filho de José, e lhe foi submisso. E aquele que tantos reis e profetas desejaram ver, José não só viu, mas com ele conviveu e com paterno afeto abraçou e cobriu de beijos; e além disso, nutriu cuidadosamente aquele que o povo fiel comeria como pão descido dos céus para conseguir a vida eterna. Por esta sublime dignidade, que Deus conferiu a este fidelíssimo servo seu, a Igreja teve sempre em alta honra e glória o Beatíssimo José, depois da Virgem Mãe de Deus, sua esposa, implorando a sua intercessão em momentos difíceis.

Bem-aventurado Papa Pio IX (1792-1878).
Papa
Proclamou o dogma da Imaculada Conceição
e convocou o Concílio Vaticano I

Oração para esta tarde


Vinde, adoremos o Senhor que já está perto.
Glória ao Pai, ao Filho e ao Espírito Santo,
como era no princípio, agora e sempre.
Amém.

Hino
Recebe, Virgem Maria,
no casto seio materno,
dos céus, o Verbo Divino
vindo da boca do Eterno.

Fecunda, a sombra do Espírito
do alto céu te ilumina,
para gerares um Filho
de natureza divina.

A porta santa do templo
eternamente fechado,
feliz e pronta se abre,
somente ao Rei esperado.

Desceu à terra o Senhor,
por Gabriel anunciado;
promessa antiga aos profetas,
antes da aurora gerado.

Exulta o coro dos anjos,
a terra canta louvor:
Para salvar os perdidos,
humilde, vem o Senhor.

Ó Cristo, Rei piedoso,
a vós e ao Pai toda a glória,
com o Espírito Santo:
eterna honra e vitória.
Cântico Ap 4,11; 5,9-10.12

Vós sois digno, Senhor nosso Deus,
de receber honra, glória e poder!

Porque todas as coisas criastes,
é por vossa vontade que existem
subsistem porque vós mandais.

Vós sois digno, Senhor nosso Deus,
de o livro nas mãos receber
e de abrir suas folhas lacradas!

Porque fostes por nós imolado;
para Deus nos remiu vosso sangue
dentre todas as tribos e línguas,
dentre os povos da terra e nações.

Pois fizestes de nós, para Deus,
sacerdotes e povo de reis,
e iremos reinar sobre a terra.

O Cordeiro imolado é digno
de receber honra, glória e poder,
sabedoria, louvor, divindade!

Glória ao Pai...

Leitura Cf. 1 Cor 1,7b-9
Aguardamos a revelação do Senhor nosso, Jesus Cristo. É ele também que nos dará perseverança em vosso procedimento irrepreensível até ao fim, até ao dia de nosso Senhor, Jesus Cristo. Deus é fiel; por ele fostes chamados à comunhão com seu Filho.

Nossa alma espera no Senhor, nele se alegra o nosso coração.
Está perto a salvação dos que o respeitam.

MAGNIFICAT
E antes de viverem juntamente como esposos,
Maria concebeu do Espírito Santo. Aleluia.

A minha alma engrandece ao Senhor
e se alegrou o meu espírito em Deus, meu Salvador;
pois ele viu a pequenez de sua serva,
desde agora as gerações hão de chamar-me de bendita.

O Poderoso fez por mim maravilhas
e Santo é o seu nome!
Seu amor, de geração em geração,
chega a todos que o respeitam;

demonstrou o poder de seu braço,
dispersou os orgulhosos;
derrubou os poderosos de seus tronos
e os humildes exaltou;

De bens saciou os famintos,
e despediu, sem nada, os ricos.
Acolheu Israel, seu servidor,
fiel ao seu amor,

como havia prometido aos nossos pais,
em favor de Abraão e de seus filhos, para sempre.

Glória ao Pai...

Preces
Invoquemos a Cristo, Palavra eterna, que inaugurou na terra, através de sua humanidade, um caminho novo e vivo para subir ao santuário celeste; e supliquemos humildemente:

R. Vinde, Senhor, salvar-nos!

Deus, em quem vivemos, nos movemos e somos,
– vinde e revelai-nos que somos vosso povo. R.

Vós, que não estais longe de nenhum de nós,
– mostrai-nos sem demora a todos os que vos procuram. R.

Pai dos pobres e consolador doa aflitos,
– dai liberdade aos cativos e alegria aos tristes. R.

(Intenções livres)

Vós, que destruís a morte e amais a vida,
– livrai-nos da morte eterna, a nós e a todos os que em vós adormeceram R.

Pai nosso...

ANTÍFONA MARIANA
Alma Redemptoris mater,
Quae pervia caeli porta manes
Et Stella Maris
Succurre cadenti
Surgere qui curat populo

Tu quae genuisti
Natura mirante
Tuum sanctum Genitorem
Virgo prius, ac posterius
Gabrielis ab ore
Sumens illud Ave
Peccatorum miserere

(Tradução)
Ó Doce mãe do Redentor
Que permanece, do céu, uma porta aberta
E estrela do mar
Ajuda teu povo que está caindo
E que deseja se levantar

Tu que destes à luz
Com toda natureza admirando
Teu Santo Criador
Virgem antes e depois
Recebendo aquela saudação
Da boca de Gabriel
Tende piedade de nós pecadores

SEJAM SANTOS!
Na escola da santidade.

Evangelho do dia

Evangelho segundo São Mateus 1,18-24.

O nascimento de Jesus deu-se do seguinte modo: Maria, sua Mãe, noiva de José, antes de terem vivido em comum, encontrara-se grávida por virtude do Espírito Santo.
Mas José, seu esposo, que era justo e não queria difamá-la, resolveu repudiá-la em segredo.
Tinha ele assim pensado, quando lhe apareceu num sonho o Anjo do Senhor, que lhe disse: «José, filho de David, não temas receber Maria, tua esposa, pois o que nela se gerou é fruto do Espírito Santo.
Ela dará à luz um Filho, e tu pôr-Lhe-ás o nome de Jesus, porque Ele salvará o povo dos seus pecados».
Tudo isto aconteceu para se cumprir o que o Senhor anunciara por meio do Profeta, que diz:
«A Virgem conceberá e dará à luz um Filho, que será chamado Emanuel, que quer dizer Deus connosco».
Quando despertou do sono, José fez como o Anjo do Senhor lhe ordenara e recebeu sua esposa.