Receba o boletim diário da Aleteia gratuitamente no seu email.
Receba diretamente no seu email os artigos da Aleteia.
Cadastrar-se

Sem condições de apoiar?

Veja 5 formas de você ajudar a Aleteia

  1. Reze por nossa equipe e pelo êxito de nossa missão
  2. Fale sobre a Aleteia em sua paróquia
  3. Compartilhe os artigos da Aleteia com seus amigos e familiares
  4. Desative o bloqueio de publicidade quando nos visitar
  5. Inscreva-se para receber nosso boletim gratuito e leia-nos diariamente

Obrigado!
Redação da Aleteia

Enviar

Aleteia
Festividade do dia

terça-feira 18 junho
Santos Marcos e Marceliano

Mártires de Roma (†304, aprox.)

GIRL
Compartilhar

O martirológio Jeronimiano comemora a data destes mártires no dia 18 de junho. Teriam sido sepultados no cemitério de Balbina, próximo à via Ardeatina, uma das importantes vias de acesso à capital do império romano. Num documento intitulado Passio Sebastiani, se diz que ambos eram irmãos, filhos de um cidadão romano chamado Tranquilino. Teriam sido aprisionados por ordem do prefeito da urbs, Cromácio, sob a acusação de serem cristãos. Ao que parece, ficaram encarcerados durante um período de 30 dias, para que pudessem refletir bem e rejeitar a fé cristã: assim haveria uma promessa de poupá-los dos tormentos e do martírio. Apesar disso, nem as súplicas dos parentes e dos amigos foram suficientes para demovê-los da vontade de continuar a professar a fé no Cristo. Durante esse período de grande provação, os irmãos teriam sido sustentados pela oração e pelas palavras de Sebastião, o futuro mártir da Igreja. Durante a espera pelo próprio martírio, teriam sido ordenados diáconos ainda na prisão, por obra do papa Gaio. Em seguida, como era praxe entre os romanos, foram submetidos aos tormentos. Após vários sofrimentos, foram transpassados por lanças. Seus corpos foram sepultados no cemitério, segundo esta versão, próximo da via Ápia. Mais tarde suas relíquias teriam sido transportadas para a basílica dos santos Cosme e Damião, em Roma.

Descubra outros santos clicando aqui

Ao Senhor, o grande Rei, vinde todos, adoremos!
Glória ao Pai, ao Filho e ao Espírito Santo,
como era no princípio, agora e sempre.
Amém
Hino
Já vem brilhante aurora
o sol anunciar.
De cor reveste as coisas,
faz tudo cintilar.

Ó Cristo, Sol eterno,
vivente para nós,
saltamos de alegria,
cantando para vós.

Do Pai Ciência e Verbo,
por quem se fez a luz,
as mentes, para vós,
levai, Senhor Jesus.

Que nós, da luz os filhos,
solícitos andemos.
Do Pai eterno a graça
nos atos expressemos.

Profira a nossa boca
palavras de verdade,
trazendo à alma o gozo
que vem da lealdade.

A vós, ó Cristo, a glória
e a vós, ó Pai, também,
com vosso Santo Espírito,
agora e sempre. Amém.

Salmo 66(67)

Sabei que esta salvação de Deus já foi comunicada aos pagãos (At 28,28).

Que Deus nos dê a sua graça e sua bênção,
e sua face resplandeça sobre nós!
Que na terra se conheça o seu caminho
e a sua salvação por entre os povos.

Que as nações vos glorifiquem, ó Senhor,
que todas as nações vos glorifiquem!

Exulte de alegria a terra inteira,
pois julgais o universo com justiça;
os povos governais com retidão,
e guiais, em toda a terra, as nações.

Que as nações vos glorifiquem, ó Senhor,
que todas as nações vos glorifiquem!

A terra produziu sua colheita:
o Senhor e nosso Deus nos abençoa.
Que o Senhor e nosso Deus nos abençoe,
e o respeitem os confins de toda a terra!

Glória ao Pai...

Leitura breve 1Jo 4,14-15
Nós vimos, e damos testemunho, que o Pai enviou o seu Filho como Salvador do mundo. Todo aquele que proclama que Jesus é o Filho de Deus, Deus permanece com ele, e ele com Deus.

Ó meu Deus, sois o rochedo que me abriga, meu escudo e proteção: em vós espero!
Minha rocha, meu abrigo e Salvador.

BENEDICTUS
O Senhor fez surgir um poderoso Salvador,
como falara pela boca de seus santos e profetas.

Bendito seja o Senhor Deus de Israel,
porque a seu povo visitou e libertou;

e fez surgir um poderoso Salvador
na casa de Davi, seu servidor,

como falara pela boca de seus santos,
os profetas desde os tempos mais antigos,

para salvar-nos do poder dos inimigos
e da mão de todos quantos nos odeiam.

Assim mostrou misericórdia a nossos pais,
recordando a sua santa Aliança

e o juramento a Abraão, o nosso pai,
de conceder-nos que, libertos do inimigo,

a ele nós sirvamos sem temor
em santidade e em justiça diante dele,
enquanto perdurarem nossos dias.

Serás profeta do Altíssimo, ó menino,
pois irás andando à frente do Senhor
para aplainar e preparar os seus caminhos,

anunciando ao seu povo a salvação,
que está na remissão de seus pecados;

pela bondade e compaixão de nosso Deus,
que sobre nós fará brilhar o Sol nascente,

para iluminar a quantos jazem entre as trevas
e na sombra da morte estão sentados

e para dirigir os nossos passos,
guiando-os no caminho da paz.

Glória ao Pai...

Preces
Adoremos a Jesus Cristo que, pelo seu sangue derramado, conquistou o povo da nova Aliança; e supliquemos humildemente:

R. Lembrai-vos, Senhor, do vosso povo!

Cristo, nosso Rei e Redentor, ouvi o louvor da vossa Igreja, no princípio deste dia,
– e ensinai-a a glorificar continuamente a vossa majestade. R.

Cristo, nossa esperança e nossa força, ensinai-nos a confiar em vós,
– e nunca permitais que sejamos confundidos. R.

Vede nossa fraqueza e socorrei-nos sem demora,
– porque sem vós nada podemos fazer. R.

Lembrai-vos dos pobres e abandonados, para que este novo dia não seja um peso para eles,
– mas lhes traga conforto e alegria. R.

(Intenções livres)
Pai nosso ...

Oração
Deus todo-poderoso, autor da bondade e beleza das criaturas, concedei que em vosso nome iniciemos, alegres, este dia e que o vivamos no amor generoso e serviçal a vós e a nossos irmãos e irmãs. Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo.

Sede perfeitos como meu Pai celestial é perfeito

Nisto reconhecemos que estamos em Deus: se nele somos perfeitos. Aqui João quer dizer perfeitos no amor. Qual é a perfeição do amor? Amar a nossos inimigos e amá-los até o ponto em que se tornem nossos irmãos. Com efeito, nosso amor não deve ser um amor segundo a carne. Ama, pois, aos teus inimigos desejando que sejam teus irmãos; ama aos teus inimigos de modo que se sintam chamados a viver em comunhão contigo.
Assim amou aquele que, pendurado numa cruz, dizia: “Pai, perdoa-os porque não sabem o que fazem”. Por meio de uma oração carregada de misericórdia e de um grande poder, queria arrancá-los da morte eterna. Por outro lado, muitos deles creram e foram perdoados por ter feito derramar o sangue de Cristo. O derramaram enfurecendo-se contra ele; ao crer, o beberam. Nisto reconhecemos que estamos nele: se nele somos perfeitos. O Senhor nos convida a esta perfeição de amar aos inimigos quando diz: “Sede perfeitos como vosso Pai celestial é perfeito”.
Santo Agostinho
Bispo de Hipona e doutor da Igreja (354-430).

O Senhor é nossa luz e salvação!
Glória ao Pai, ao Filho e ao Espírito Santo,
como era no princípio, agora e sempre.
Amém.

Hino
Ó grande Autor da terra,
que, as águas repelindo,
do mundo o solo erguestes,
a terra produzindo,

de plantas revestida,
ornada pelas flores,
e dando muitos frutos,
diversos em sabores.

Lavai as manchas da alma
na fonte, pela graça.
O pranto em nossos olhos
as más ações desfaça.

Seguindo as vossas leis,
lutemos contra o mal,
felizes pelo dom
da vida perenal.

Ouvi-nos, Pai bondoso,
e vós, dileto Filho,
unidos pelo Espírito
na luz de eterno brilho.
Cântico Ap 4,11; 5,9-10.12

Vós sois digno, Senhor nosso Deus,
de receber honra, glória e poder!

Porque todas as coisas criastes,
é por vossa vontade que existem
subsistem porque vós mandais.

Vós sois digno, Senhor nosso Deus,
de o livro nas mãos receber
e de abrir suas folhas lacradas!

Porque fostes por nós imolado;
para Deus nos remiu vosso sangue
dentre todas as tribos e línguas,
dentre os povos da terra e nações.

Pois fizestes de nós, para Deus,
sacerdotes e povo de reis,
e iremos reinar sobre a terra.

O Cordeiro imolado é digno
de receber honra, glória e poder,
sabedoria, louvor, divindade!

Glória ao Pai...

Leitura Rm 12,9-12
O amor seja sincero. Detestai o mal, apegai-vos ao bem. Que o amor fraterno vos una uns aos outros com terna afeição, prevenindo-vos com atenções recíprocas. Sede zelosos e diligentes, fervorosos de espírito, servindo sempre ao Senhor, alegres por causa da esperança, fortes nas tribulações, perseverantes na oração.

Vossa palavra, ó Senhor, permanece eternamente.
Vossa verdade é para sempre.

MAGNIFICAT
Exulte meu espírito em Deus, meu Salvador!

A minha alma engrandece ao Senhor
e se alegrou o meu espírito em Deus, meu Salvador;
pois ele viu a pequenez de sua serva,
desde agora as gerações hão de chamar-me de bendita.

O Poderoso fez por mim maravilhas
e Santo é o seu nome!
Seu amor, de geração em geração,
chega a todos que o respeitam;

demonstrou o poder de seu braço,
dispersou os orgulhosos;
derrubou os poderosos de seus tronos
e os humildes exaltou;

De bens saciou os famintos,
e despediu, sem nada, os ricos.
Acolheu Israel, seu servidor,
fiel ao seu amor,

como havia prometido aos nossos pais,
em favor de Abraão e de seus filhos, para sempre.

Glória ao Pai...

Preces
Invoquemos a Deus, esperança do seu povo; e aclamemos com alegria:

R. Senhor, sois a esperança do vosso povo!

Nós vos damos graças, Senhor, porque nos enriquecestes em tudo, por Jesus Cristo,
– com o dom da palavra e do conhecimento. R.

Concedei a vossa sabedoria aos que governam as nações,
– para que o vosso conselho ilumine seus corações e seus atos. R.

Vós, que tornais os artistas capazes de exprimir a vossa beleza, por meio da sua sensibilidade e imaginação,
– fazei de suas obras uma mensagem de alegria e de esperança para o mundo. R.

Vós, que não permitis sermos tentados acima de nossas forças,
– fortalecei os fracos e levantai os caídos. R.

(Intenções livres)

Vós, que, por vosso Filho, prometestes aos seres humanos ressuscitarem para a vida eterna no último dia,
– não esqueçais para sempre os que já partiram deste mundo. R.

Pai nosso...

ANTÍFONA MARIANA
Salve, Regina, mater misericordiae
Vita, dulcedo, et spes nostra, salve.
Ad te clamamus, exsules, filii evae.
Ad te suspiramus, gementes et flentes
in hac lacrimarum valle.

Eia ergo, Advocata nostra,
illos tuos misericordes oculos
ad nos converte.
Et Iesum, benedictum fructum ventris tui,
nobis post hoc exsilium ostende.
O clemens, O pia, O dulcis Virgo Maria.

Ora pro nobis sancta Dei Genetrix.
Ut digni efficiamur promissionibus Christi. Amen.
(Tradução)
Salve Rainha, Mãe de Misericórdia, vida e doçura esperança nossa salve! A vós bradamos degredados filhos de Eva.
A vós suspiramos gemendo e chorando neste vale de lágrimas.
Eia, pois advogada nossa, esses vossos olhos misericordiosos a nós volvei, e depois deste desterro, mostrai-nos Jesus, bendito fruto do vosso ventre, ó clemente, ó piedosa ó doce e sempre Virgem Maria.
Rogai por nós Santa Mãe de Deus, para que sejamos dignos das promessas de Cristo. Amém

SEJAM SANTOS!
Na escola da santidade.

Evangelho segundo São Mateus 5,43-48.

Naquele tempo, disse Jesus aos seus discípulos: «Ouvistes que foi dito: "Amarás o teu próximo e odiarás o teu inimigo".
Eu, porém, digo-vos: Amai os vossos inimigos e orai por aqueles que vos perseguem,
para serdes filhos do vosso Pai que está nos Céus; pois Ele faz nascer o sol sobre bons e maus e chover sobre justos e injustos.
Se amardes aqueles que vos amam, que recompensa tereis? Não fazem a mesma coisa os publicanos?
E se saudardes apenas os vossos irmãos, que fazeis de extraordinário? Não o fazem também os pagãos?
Portanto, sede perfeitos, como o vosso Pai celeste é perfeito».

São leitores como você que contribuem para a missão da Aleteia

Desde o início de nossas atividades, em 2012, o número de leitores da Aleteia cresceu rapidamente em todo o mundo. Estamos comprometidos com a missão de fornecer artigos que enriquecem, informam e inspiram a vida católica. Por isso queremos que nossos artigos sejam acessados por todos. Mas, para isso, precisamos da sua ajuda. O jornalismo de qualidade tem um custo (maior do que o que a propaganda consegue cobrir). Leitores como você podem fazer uma grande diferença, doando apenas $ 3 por mês.