Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Quarta-feira 27 Outubro |
Aleteia logo
Oração do dia
Festividade do diaHistórias de Santos

Santa Zita

Virgem († 1278)

Santa Zita

Public Domain

Santa Zita nasceu em 1218 em uma família pobre de Monsagrati, na diocese de Lucca, na região da Toscana, Itália.
A partir dos doze anos de idade trabalhou como empregada doméstica na nobre família dos Fatinelli, em Lucca, onde se estabeleceu até a sua morte. Sempre caracterizada por um forte senso de dever, alegre e humilde de caráter, ela viveu admiravelmente os ideais e as virtudes evangélicas, absorta na contemplação assídua dos mistérios divinos. Soube conjugar a austeridade de vida com uma caridade sempre vigilante para com o próximo mais necessitado. Conta a lenda que outra empregada da família Fatinelli, com inveja do carinho que Zita recebia, começou a insinuar na cabeça de seu patrão a suspeita de que Zita roubava de casa o que dava aos pobres. Um dia, o mestre, encontrando Zita com um avental volumoso, a caminho de uma família carente, perguntou-lhe o que ela trazia no avental. Apesar de estar cheio de pão, Zita respondeu que eram flores e folhas. Pressionada a mostrar o conteúdo do avental, quando Zita o abriu foram flores e folhas que caíram no chão.
Por sua bondade e esforço era frequentemente ridicularizada e até maltratada pelo resto da criadagem, mas nunca se deixou abater nem permitiu que isso alterasse sua calma interior. Aos poucos foi sendo aceita por todos e chegou a ser responsável por toda a administração da casa. Por ocasião de sua morte, ela era praticamente venerada pela família Fatinelli, à qual serviu fielmente por toda a vida.
Faleceu em 27 de abril de 1278, aos 60 anos, juntando-se assim a seu Esposo celestial.
O povo de Lucca queria que seus restos mortais tivessem um sepultamento digno na basílica de São Frediano. O seu túmulo, na basílica de São Frediano, conserva até hoje o seu corpo, que repousa intacto, como foi constatado na sua última exumação, em 1652, e se tornou um lugar de graças e de muitos milagres comprovados e aceitos. Acontecimentos que serviram para confirmar sua canonização. Zita já era tão venerada na Toscana que foi citada por Dante Alighieri na Divina Comédia, pouco depois de sua morte, referindo-se a um magistrado de Lucca dito “ancião de Santa Zita”, identificando assim Lucca com a mulher que ainda não havia sido canonizada pela Igreja.
O Papa Inocêncio XII em 1695 ratificou e confirmou o culto. Em 1955, o Venerável Papa Pio XII, declarou solenemente a virgem “Santa Zita Padroeira junto a Deus das domésticas e de todas as donas de casa”. A santa é titular da congregação feminina das Irmãs Oblatas do Espírito Santo, também conhecida como Instituto de Santa Zita.
Além da Arquidiocese de Lucca, também a Diocese de Massa Carrara-Pontremoli comemora esta santa no dia 27 de abril, pois seu pai é considerado, por tradição, como natural de Borgo di Succisa, no município de Pontremoli, onde ainda hoje existe uma pequena capela erguida em sua homenagem.

Descubra outros santos clicando aqui
Top 10
1
SANDRA SABATTINI
Francisco Vêneto
Primeira noiva em processo de canonização na história foi beatifi...
2
EUCHARIST
Reportagem local
O que fazer se a hóstia cair no chão durante a Missa?
3
Transplante de rins
Francisco Vêneto
Transplante de rim de porco em humanos: a Igreja tem alguma objeç...
4
Pe. Jonas Magno de Oliveira e sua mãe
Francisco Vêneto
Mãe de padre brasileiro se torna freira na mesma família religios...
5
Papa Francisco
Francisco Vêneto
Papa Francisco: “Tenho medo dos diabos educados”
6
As irmãs biológicas que se tornaram freiras no instituto Iesu Communio
Francisco Vêneto
As cinco irmãs biológicas que se tornaram freiras em apenas 2 ano...
7
Don José María Aicua Marín
Dolors Massot
Padre morre de ataque cardíaco enquanto celebrava funeral
Ver mais