Aleteia
Terça-feira 27 Outubro |
São Fulco
Oração do dia
Festividade do diaHistórias de Santos

São Domingos de Gusmão

Fundador da Ordem dos dominicanos (†1221)

Public Domain

Domingos de Gusmão nasceu em Caleruega (Espanha) por volta do ano 1170. Seus pais foram Félix Nunez de Gusmão e Joana Garcés – conhecida também como Joana de Aza. Além de Domingos, o casal teve outros dois filhos. Recebeu uma esmerada formação escolar por parte de um tio padre e durante o tempo de formação, sentiu o chamado à vida eclesiástica. Para concretizar seu desejo, ingressou nos estudos de humanidades e filosofia e, no ano de 1190, recebeu a tonsura, tornando-se cônego regular na catedral de Osma. No ano 1191 resolve vender todos os seus livros para dar de comer aos pobres que sofriam o flagelo da fome na região de Castela. Em 1194 conclui a teologia e é ordenado sacerdote, sendo nomeado professor de Sagrada Escritura em Palência. No ano de 1205 é encarregado pelo Rei Alfonso VIII de Castela a acompanhar o bispo de Orma para fazer um acordo de casamento do príncipe Fernando com a corte dinamarquesa. Ainda por esse mesmo motivo, além de ir à Dinamarca, foi também à cidade de Roma. Durante essas viagens ele foi esclarecendo interiormente sua vocação missionária: convencido que os hereges cátaros, que negavam a divindade de Jesus, deviam ser convertidos ao catolicismo, ele começou a reunir em torno de si um grupo de padres estudiosos. Era o início da Ordem dos Pregadores. De fato, nos anos sucessivos, fundou uma comunidade de padres que viviam juntos, seguindo a regra de Santo Agostinho e que eram sustentados pelas esmolas dos fiéis – por isso o nome “mendicantes”. Todavia, eram distintos do grupo de Francisco de Assis pelo fato que estudavam intensamente e se dedicavam à pregação. Há uma lenda que diz que São Domingos via a Virgem sustentando em sua mão um rosário, e que ela lhe ensinou como rezá-lo. Além disso, a Virgem Maria teria dado instruções para que ele anunciasse o rosário por todo o mundo, sob a promessa que muitos pecadores se converteriam e obteriam abundantes graças. Outra lenda em torno do santo fala de uma visão que sua mãe teria tido antes do nascimento do santo: Sonhou que um cachorrinho lhe saía do ventre com uma tocha acesa em sua boca. Incapaz de compreender o sonho, ela vai em peregrinação até um mosteiro beneditino para pedir a interpretação desse sonho que a perturbara. Chegando ao mosteiro, compreendeu que seu filho ia acender o fogo de Jesus Cristo no mundo através da pregação. Agradecida, colocou o nome no filho de “Domingos” em homenagem a São Domingos de Silos. Por outro lado, o nome Domingos vem de “Dominicus”, palavra latina que quer dizer “do Senhor”. A partir do sonho misterioso da mãe, e da escolha do nome “Domingos”, parece ter surgido o famoso jogo de palavras: “Dominus” (=Senhor) e “Canis” (=cachorro), com o significado de “Cão do Senhor”. Numa carta datada de 4 de fevereiro de 1221, dirigida aos bispos, o papa Honório III recomendava a ordem de Santo Domingos como um grupo que havia sido nomeado “para a evangelização do mundo inteiro”. Santo Domingos faleceu no dia 6 de agosto de 1221 e seu corpo se encontra sepultado numa basílica da cidade italiana de Bolonha. No Brasil, os dominicanos exerceram, e exercem, um importante papel na evangelização.

Descubra outros santos clicando aqui
Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
Philip Kosloski
3 poderosos sacramentais para ter na sua casa
Aleteia Brasil
Quer dormir tranquilo? Reze esta oração da no...
TRIGEMELAS
Esteban Pittaro
A imagem de Nossa Senhora que acompanhou uma ...
Aleteia Brasil
O milagre que levou a casa da Virgem Maria de...
No colo de Maria
Como rezar o terço? Um guia ilustrado
SAINT MICHAEL
Philip Kosloski
Oração a São Miguel por proteção contra inimi...
São Padre Pio de Pietrelcina
Oração de cura e libertação indicada pelo exo...
Ver mais