Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Domingo 17 Janeiro |
Oração do dia
Festividade do diaHistórias de Santos

Bem-aventurado Tito Zeman

Sacerdote salesiano, mártir (†1969)

http://tituszeman.sk/

Santo do dia

Padre Tito nasceu na Eslováquia, próximo da cidade de Bratislava, no dia 4 de janeiro de 1915. Foi o primeiro de uma família de dez filhos. Seus pais eram agricultores e, seu pai, desempenhava a função de sacristão. Teve uma infância difícil, pois até os dez anos de idade vivia quase sempre num estado doentio. Aos dez anos de idade e mediante uma promessa à Nossa Senhora, miraculosamente se sentiu curado, e a partir daquele momento decidiu ser para sempre um “filho de Nossa Senhora”, tornando-se sacerdote salesiano. Em 1931 entra no noviciado e, no ano seguinte, emite seus votos temporários. Em 1938 faz seus votos solenes e dois anos depois, recebe a ordenação presbiteral. Logo após o triste período da Segunda Guerra Mundial, o mundo foi dividido em dois grandes blocos. A Tchecoslováquia foi absorvida pelo regime comunista e, como tal, começou uma perseguição contra tudo aquilo que ia contra o regime, principalmente o cristianismo. Padre Tito, que desempenhava seu ministério sacerdotal nesse país, tomou o partido da defesa pública do cristianismo: defendia a presença do crucifixo nos ambientes públicos. Por esse motivo, será despedido da escola onde lecionava. Na noite entre 13 e 14 de abril de 1950, Padre Tito conseguiu fugir milagrosamente da perseguição da polícia secreta, que nessa noite invadiu os conventos e igrejas aprisionando com extrema violência os religiosos que encontrava. Diante da perseguição, outro jovem salesiano – Padre Ernest Macak – decidiu que o melhor era passar ilegalmente a fronteira austríaca e enviar em segurança os jovens clérigos da Congregação para Turim, assim poderiam terminar os estudos. Padre Tito se encarregou de realizar essa arriscada empresa: organizou uma expedição que foi bem-sucedida; em seguida outra: trinta jovens salesianos conseguiram atravessar a fronteira. Na terceira, ele e outros foram presos. Durante os vários interrogatórios, Padre Tito foi brutalmente espancado, chegando a ter alguns dentes quebrados. Outros religiosos passaram pelo mesmo processo. Ao ver que ninguém falaria, Padre Tito, com a finalidade de liberar seus companheiros, toma uma atitude: chama para si a total responsabilidade de organizar a travessia clandestina. Por dois anos viveu uma tortura constante: por vezes traziam um balde cheio de excrementos e nele mergulhavam sua cabeça até que sufocasse. Durante o sufocamento, o cobriam de chutes e golpes de cassetete. Seus cabelos se embranqueceram totalmente. Por doze anos esteve preso: durante esse período foi condenado a trabalhos forçados nas minas de Urânio. Em seguida foi liberto, mas era constantemente vigiado. No dia 8 de janeiro de 1969 após um tríplice infarto e ter sido tratado como “cobaia humana” – o Estado deliberou que ele deveria receber um tratamento de saúde experimental – Padre Tito morreu com os braços abertos, como Jesus na cruz. Imediatamente entre os fiéis, Padre Tito foi reconhecido como um mártir de Cristo perante um regime totalitário.

Descubra outros santos clicando aqui
Top 10
Aleteia Brasil
Na íntegra: as três partes do Segredo de Fáti...
UNPLANNED
Jaime Septién
Filme contra o aborto arrasa nas bilheterias ...
BABY BAPTISM
Padre Reginaldo Manzotti
Por que é tão importante batizar uma criança?
Deserto de Negev
Francisco Vêneto
Pedra de 1.400 anos com inscrição mariana é e...
KRZYŻYK NA CZOLE
Beatriz Camargo
60 nomes de bebês que carregam mensagens pode...
Reportagem local
Papa Francisco: cuidado com os cristãos que s...
POPE JOHN PAUL II
Philip Kosloski
"Não tenhais medo": a frase mais usada por Sã...
Ver mais