9 / 10
9. ORAÇÃO, não mera meditação
Na Nova Era, a oração é nada mais que introspecção, diálogo consigo mesmo, descoberta da própria divindade interna, contemplação do "eu divino". "Não há ninguém para contemplar... você se torna Deus", diria o popular Osho. A meditação fecha o ser humano em si mesmo, porque não há alteridade e, portanto, não pode haver encontro ou diálogo com o Outro divino. Santo Agostinho, pelo contrário, insiste que a oração é um diálogo com quem vive em nós, mas é diferente de nós. Isto é, que em oração não estamos falando conosco: "fale a nós Deus em suas lições, e falemos a Deus com nossas orações. Se escutarmos com submissão a quem nos fala, em nós vive aquele a quem nossa oração é dirigida". Em muitos momentos, ele retorna à mesma ideia, como quando diz: "sua oração é a sua conversa com Deus".
+

© Derrick Ceyrac | AFP