Receba o boletim diário da Aleteia gratuitamente no seu email.
Cadastre-se e receba Aleteia diretamente em seu email. É de graça.
Receber

Sem condições de apoiar?

Veja 5 formas de você ajudar a Aleteia

  1. Reze por nossa equipe e pelo êxito de nossa missão
  2. Fale sobre a Aleteia em sua paróquia
  3. Compartilhe os artigos da Aleteia com seus amigos e familiares
  4. Desative o bloqueio de publicidade quando nos visitar
  5. Inscreva-se para receber nosso boletim gratuito e leia-nos diariamente

Obrigado!
Redação da Aleteia

Enviar

1/7

Preguiça

Os relacionamentos sempre exigem sair de si. Você necessariamente precisa ir para uma reunião ou um compromisso.

Se agimos preguiçosamente, procuramos desculpas para adiar os planos ou não fazê-los e, no final, isso é prejudicial aos relacionamentos sociais.

Vença a comodidade do conforto do sofá da casa. Essa preguiça física incide também na preguiça intelectual. É preciso quebrar a dinâmica de games, filmes e séries. Defina um limite de tempo antes de ligar o dispositivo e priorize planos com amigos ou familiares.
2/7

Egoísmo

Você mantém esse relacionamento porque beneficia você? Você está pensando em si mesmo acima da outra pessoa? Você está procurando um bom desempenho econômico, social ou emocional nesse relacionamento (na amizade ou no namoro)?

Você está sendo egoísta se estiver apenas procurando sua vantagem, fazendo o que quiser, se não deixar a outra pessoa falar ou não estiver interessado em suas opiniões ou preferências.

Como você pode superar o egoísmo? Pense no outro: o que ele gosta, que aspirações ele tem, o que você pode fazer por ele.
3/7

Preconceitos

Ideias preconcebidas são barreiras que impedem o início de uma amizade. É impossível que haja cordialidade e respeito se houver preconceito.

Existem preconceitos por questões sociais, étnicas ou religiosas que nos impedem de fazer amizade com colegas, vizinhos ou familiares.

Algum preconceito bloqueia você contra tal pessoa? Converse com ela sobre esse aspecto que o preocupa ou busque mais informações sobre o tema. Não a julgue, mas se refira ao comportamento e às palavras dela. Não se deixe dominar por modas ou tendências nas redes sociais e verifique as coisas com critério.
4/7

Tempo

Você dedica tempo aos seus relacionamentos? Além do whatsapp e das mensagens rápidas, você precisa estar com a outra pessoa, se interessar pelas coisas dela, conversar e se dar a conhecer nas duas direções, para que você saiba mais sobre a outra pessoa, e ela mais sobre você.

Nos relacionamentos, você deve ser generoso em aspectos como:

prestar favores que exijam dedicação de tempo.
acompanhar
ouvir
ir até o outro se ver fisicamente

Você está disposto a "desperdiçar seu tempo" com essa pessoa?
5/7

Crítica

A ênfase nos comentários negativos nos afasta dos outros. Se forem comentários sobre aspectos reais, eles nos distanciam quando não têm a intenção de ajudar a outra pessoa. Se eles forem inventados (boatos, por exemplo), eles nos tornam desleais. Ninguém quer amigos injustos.

Se houver algo ruim na outra pessoa, você deve ser nobre e dizer a ela. A correção pode ser muito útil quando é dita com a intenção de fazer o bem ao outro. Procure o momento certo: isso às vezes nos obriga a ter paciência e sabedoria.
6/7

Superficialidade

Um relacionamento de "conhecidos" não espera nada de mais da outra pessoa. Mas se tivermos a amizade como objetivo, não basta nos encontrarmos em festas, tomar uma cerveja em grupo ou nos cumprimentar no meio de uma celebração. Podemos até planejar viagens com "amigos", mas realmente não construir amizade.

Você realmente conhece seus amigos? Além do riso e de se divertir juntos, você sabe com o que eles sonham e com o que se importam? Eles realmente fazem parte da sua vida e você faz parte da deles?

Você se deixa conhecer?

Se algo sério acontecesse, você poderia contar com eles?

Saia da superficialidade e procure conversas mais profundas que o façam ter laços de confiança.
7/7

Silêncio

Quando algo nos incomoda e não falamos sobre isso, esse silêncio nos distancia da outra pessoa. O silêncio pode ser uma forma de desprezo.

Calar também pode nos fazer começar a escrever uma lista de queixas: coisas negativas que não estamos dispostos a esquecer.

Para combater isso, você precisa enfrentar o problema, conversar sobre o assunto no melhor momento e resolver o conflito.