Aleteia

OMS alerta que 2 bilhões de pessoas utilizam água com matérias fecais

MALATYA, TURKEY – JUNE 4, 2013: A young refugee boy entertains himself, blowing bubbles in the brackish water. From the look of him, he may have taken a dip as well.
Compartilhar
Comentar

A Organização Mundial de Saúde (OMS) alertou nesta quinta-feira para o estado da água no mundo, indicando que quase 2 bilhões de pessoas utilizam água com materiais fecais.

“Hoje, quase dois bilhões de pessoas utilizam fontes de água contaminada por matérias fecais, o que as expõe à cólera, disenteria, febre tifoide e pólio”, explicou a diretora do departamento de Saúde Pública da OMS, Maria Neira.

“Calculamos que a água contaminada causa mais de 500 mil mortes provocadas pela diarreia a cada ano”, disse Neira, citada em um comunicado.

Em 2015, a ONU e alguns países elaboraram uma lista de 17 objetivos de desenvolvimento sustentável visando 2030 e um deles era garantir a todos o acesso à água e ao saneamento básico, com uma gestão sustentável dos recursos de água.

Mas este objetivo não poderá ser alcançado “a menos que se adotem medidas para utilizar os recursos financeiros de forma mais eficaz e ampliar os esforços para identificar novas fontes de financiamento”, adverte a OMS em seu relatório anual “Análise Mundial e Avaliação do Saneamento e Água Potável”.

Os países ampliaram em 4,8% em média anual seus gastos com água, saneamento e higiene nos três últimos anos, segundo o relatório, mas 80% dos países admitem que o financiamento dedicado à área permanece insuficiente para responder aos objetivos das Nações Unidas.

Para cumprir tais objetivos, os investimentos em infraestrutura deveriam triplicar para atingir os 114 bilhões de dólares ao ano, segundo o Banco Mundial.

Segundo a OMS, é necessário encontrar novas fontes de financiamento, como os impostos.

(AFP)

Compartilhar
Comentar
Boletim
Receba Aleteia todo dia