Receba o boletim diário da Aleteia gratuitamente no seu email.

Sem condições de apoiar?

Veja 5 formas de você ajudar a Aleteia

  1. Reze por nossa equipe e pelo êxito de nossa missão
  2. Fale sobre a Aleteia em sua paróquia
  3. Compartilhe os artigos da Aleteia com seus amigos e familiares
  4. Desative o bloqueio de publicidade quando nos visitar
  5. Inscreva-se para receber nosso boletim gratuito e leia-nos diariamente

Obrigado!
Redação da Aleteia

Enviar

Aleteia

Medicina confirma: casar faz bem para o coração

Por S_L/Shutterstock
Compartilhar

Um estudo de pesquisadores norte-americanos concluiu que solteiros têm mais chances de morrer de algum problema cardíaco do que as pessoas casadas

Ao mesmo tempo em que o casamento é uma união entre um homem e uma mulher que se comprometem a amar-se, é também o início de uma nova etapa na vida dos dois.

Os benefícios são muitos, sejamos ou não conscientes disso. Por exemplo, o fato de contar com um apoio emocional ao qual recorrer nos momentos mais difíceis. Mas não é só isso: pesquisadores norte-americanos descobriram que o casamento está diretamente relacionado a um coração mais saudável.

A pesquisa do setor de cardiologia da Faculdade de Medicina da Universidade de Emory, em Atlanta, analisou mais de 6 mil pacientes em distintos períodos de tempo para entender se o casamento beneficiava de alguma forma a sua saúde.

estudo, publicado no periódico Journal of the American Heart Association, mostrou que quem não havia se casado tinha 52% mais chances de morrer de algum problema cardíaco do que as pessoas casadas.

Para chegar a esse valor, foram descartados outros fatores como o consumo de álcool ou remédios. Entre os motivos que poderiam explicar essa diferença, os pesquisadores elencaram a melhor saúde financeira dos casais e a maior atividade física de pais e mães nas brincadeiras com seus filhos.

Não é o primeiro estudo que trata dos efeitos benéficos do casamento sobre a saúde. Uma pesquisa do University College de Londres que analisou os dados de mais de 812 mil pessoas em 15 estudos anteriores concluiu que o casamento ajuda a prevenir a demência. Solteiros apresentaram 42% mais chances de contrair demência a longo prazo.

De novo, os pesquisadores hipotetizaram que a razão está no estilo de vida diverso. Pessoas casadas têm horários de sono mais regulares e atividades menos nocivas à saúde, além de um convívio social mais intenso – algo importante para manter uma boa saúde mental.

(via Sempre Família)

Tags:
Casamento