Aleteia logoAleteia logoAleteia
Quarta-feira 24 Abril |
Aleteia logo
Estilo de vida
separateurCreated with Sketch.

Por que gratidão não combina com infelicidade

Mulher faz coração com as mãos em sinal de amor e gratidão

fizkes | Shutterstock

Talita Rodrigues - publicado em 26/04/23

O nosso cérebro não é capaz de sentir, ao mesmo tempo, gratidão e infelicidade: você é quem escolhe

A neurociência explica o poder da gratidão em nosso corpo. Quando geramos sentimentos de gratidão em nossos pensamentos, ativamos de forma saudável o sistema de recompensa do cérebro. Esse sistema é responsável pela sensação de bem-estar e prazer do nosso corpo. 

Quando o cérebro identifica que algo de bom aconteceu, que fomos bem sucedidos, que existem coisas em nossa vida que merecem reconhecimento e somos gratos por isso, ocorre liberação de dopamina, um importante neurotransmissor que aumenta a sensação de prazer.

Por isso, pessoas que manifestam gratidão vivem em níveis elevados de emoções positivas, satisfação com a vida, vitalidade e otimismo. A gratidão deve ser construída pelo nosso pensamento. Então, construa o reconhecimento interno pensando em suas conquistas. Olhe mais para o que você já tem e, não somente, para o que lhe falta.

A gratidão e o abraço

Por outra via neural, a gratidão estimula as vias cerebrais para liberação de outro hormônio chamado ocitocina, que estimula o afeto, traz tranquilidade, reduz a ansiedade, o medo e a fobia. Ou seja, abrace mais as pessoas, aceite abraços, pois isso também libera ocitocina.

Exercitar o sentimento da gratidão dissolve o medo, a angústia e os sentimentos de raiva. É muito mais fácil controlar os estados mentais tóxicos e desnecessários. O nosso cérebro não é capaz de sentir, ao mesmo tempo, gratidão e infelicidade. Você é quem escolhe. Contudo, lembre-se que um cérebro saudável é aquele que sente todas as emoções, e que, por isso, não existe certo ou errado.

Como exercer a gratidão

Ocupe seu espaço interno e exercite diariamente a gratidão. Para fazer com que seu dia comece de forma positiva, já pela manhã experimente pensar nos diversos motivos que você tem pra sentir gratidão. Gratidão por acordar, gratidão por respirar, gratidão pelo ordinário. Termine seu dia sendo grato pelos pequenos milagres que aconteceram em sua vida. Basta um olhar mais atento para identificá-los.

Mesmo em meio a dor provavelmente você possui um motivo, ao menos, pelo qual é grato na vida. Seja uma lembrança, uma sensação e o sentimento de saber que você foi e será sempre amado por Deus. Faça desse motivo o impulso para se levantar e acreditar que para tudo existe um propósito. E que mesmo em meio a dor, é possível achar motivos para agradecer.

Tags:
Bem estarCiênciaFelicidadegratidaoSaúde
Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia