Aleteia logoAleteia logoAleteia
Segunda-feira 23 Maio |
São Desidério
Aleteia logo
Estilo de vida
separateurCreated with Sketch.

O poder da gratidão, segundo a neurociência

shutterstock_1958232697.jpg

Shutterstock

Talita Rodrigues - publicado em 17/01/22

Pessoas que manifestam gratidão vivem em níveis elevados de emoções positivas, satisfação com a vida, vitalidade e otimismo

Começo esse artigo dizendo que a vida não está fácil. Viver não está fácil. 

Diariamente atendo pessoas no setting terapêutico que estão em busca do sentido de viver, questionando-se: “onde é que eu o perdi?”, “será  que eu ainda posso recuperá-lo?”, “onde é que foi parar a minha esperança?”.

Diante disso, percebo que vivemos tempos sombrios, de um vazio que nos engana, que nos rouba a esperança e que nos faz questionar todo santo dia sobre a nossa existência – faz sentido ou não viver?

O poder da gratidão

Em tempos sombrios e difíceis como este, é necessário praticarmos a gratidão. “Mas Talita, como é que eu agradeço por coisas que eu não sinto e não vejo?”

Pois bem: prestando atenção aos pequenos detalhes. 

A neurociência explica o poder da gratidão em nosso corpo. Quando geramos sentimentos de gratidão em nossos pensamentos, ativamos o sistema de recompensa do cérebro, localizado numa área chamada núcleo Accubens. Este sistema é responsável pela sensação de bem estar e prazer do nosso corpo. Quando o cérebro identifica que algo de bom aconteceu, que fomos bem sucedidos e que existem coisas em nossa vida que merecem reconhecimento e somos gratos por isso, ocorre liberação de dopamina – um importante neurotransmissor que aumenta a sensação de prazer.

Uma construção

Por isso, pessoas que manifestam gratidão vivem em níveis elevados de emoções positivas, satisfação com a vida, vitalidade e otimismo.

Mas a gratidão não acontece de uma hora para outra; ela deve ser construída pelo nosso pensamento. Ou seja: comece a pensar e a buscar o reconhecimento interno pensando em suas conquistas, em perdas que não teve e no fato de simplesmente estar vivo e respirando. 

Por outra via neural, a gratidão estimula as vias cerebrais para a liberação de outro hormônio chamado ocitocina, que estimula o afeto, traz tranquilidade, reduz a ansiedade, o medo e a fobia para pessoas que sofrem de algum transtorno psíquico. 

Como praticar a gratidão

Exercitar o sentimento da gratidão é tão poderoso a ponto de dissolver o medo, a angústia e os sentimentos de raiva, frustração e tristeza. Fica mais fácil controlar os estados mentais tóxicos e desnecessários. O nosso cérebro não é capaz de sentir, ao mesmo tempo, gratidão e infelicidade. Você é quem faz a escolha, focando o seu pensamento. 

Portanto, ocupe seu espaço interno e exercite diariamente a gratidão, por mais difícil que seja. Para fazer com que seu dia comece de forma positiva, já pela manhã experimente pensar nos diversos motivos que você tem para sentir gratidão. E termine seu dia refletindo sobre coisas boas que aconteceram durante o seu dia – e que talvez, você só perceba quando refletir sobre isso. 

Ao sair pela manhã, não se esqueça de olhar para o céu. Não se esqueça de ouvir o som dos pássaros, o soprar do vento e o cheiro do café. Não ignore um sorriso sincero. Eu sei que está difícil, sei também que está difícil enxergar docilidade na vida, suas cores e até mesmo o seu propósito. A vida realmente não está mais fácil, e por isso, tem exigido cada vez mais de nós. 

Você deve se lembrar que, apesar do mau tempo e do cinza predominar, as coisas boas ainda estão por aqui. Basta estar disposto(a) a ser gentil para percebê-las. 

Para ter acesso a mais conteúdo como este, siga a psicóloga Talita Rodrigues no Instagram

Tags:
CiênciagratidaoPsicologia
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

PT300x250.gif
Oração do dia
Festividade do dia





Envie suas intenções de oração à nossa rede de mosteiros


Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia