Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Domingo 07 Março |
home iconAtualidade
line break icon

Após a renúncia do Papa, quem governa a Igreja?

Aleteia Vaticano - publicado em 04/03/13

Com a renúncia de Bento XVI, a Igreja vive um momento histórico, do qual há poucas lembranças no passado.

Com a renúncia de Bento XVI, a Igreja vive um momento histórico, do qual há poucas lembranças no passado. Dessa vez, o período da sé vacante não começou com a morte do pontífice. Desta novidade surgem algumas perguntas que os leitores compartilharam com a Aleteia e que procuraremos responder.

Envie-nos suas perguntas também, aqui no site ou nas redes sociais!

Após a renúncia do Papa, quem governa a Igreja?

Quando um papa falece ou renuncia, suas funções durante a sé vacante não são assumidas por ninguém; o Colégio dos cardeais se encarrega somente de assuntos cotidianos ou inadiáveis, dedicando a maior parte do tempo à preparação do conclave. O Colégio dos cardeais não tem nenhuma potestade ou jurisdição sobre as questões que correspondem ao Sumo Pontífice.

Estas normas foram regulamentadas pela constituição apostólica "Universi dominici gregis" e pelos motu proprios de 2008 e 2013.

Quem preside o Colégio cardinalício é o cardeal decano (neste momento, Angelo Sodano); e quem atua como chefe de Estado da Cidade do Vaticano é o cardeal camerlengo (neste momento, Tarcisio Bertone). Os responsáveis pelos dicastérios vaticanos (prefeitos de congregações e presidentes de conselhos pontifícios) e seus membros ficam suspensos de seus cargos durante a sé vacante.

Neste período, há 2 tipos de congregações dos cardeais: uma geral, ou seja, de todo o colégio, até o começo da eleição (ou conclave), e outra particular. Das congregações gerais participam todos os cardeais que não são impedidos legitimamente; a congregação particular é constituída pelo cardeal camerlengo e por outros 3 cardeais eleitores selecionados por sorteio, substituídos a cada 3 dias por outros 3 cardeais sorteados, até o final do conclave.

As congregações particulares tratam de assuntos de menor importância, que vão se apresentando diariamente. As questões mais relevantes são submetidas à congregação geral.

O voto, nas congregações dos cardeais, quando se trata de assuntos de maior importância, são dados de forma secreta, não oral.

Após a renúncia de Bento XVI, continuamos rezando por ele na Missa?

Na Oração Eucarística da Missa, já não se reza mais por Bento XVI. Também na Liturgia das Horas, suprime-se a intercessão pelo Papa. Ao invés disso, durante a sé vacante, recomenda-se acrescentar uma oração pedindo a assistência do Espírito Santo aos cardeais que terão de escolher o sucessor de Pedro.

Ainda que não haja um momento específico de oração por Bento XVI previsto na Liturgia, obviamente os fiéis são convidados a rezar por Ratzinger, como ele mesmo pediu, neste momento em que acompanha a Igreja com sua oração e silêncio.

A que se dedica exatamente o cardeal camerlengo?

O camerlengo da Igreja (atualmente, Tarcisio Bertone) é o presidente da Câmara Apostólica e governador temporal durante a sé vacante. Ele se encarrega da administração cotidiana da Santa Sé neste período.

O camerlengo é quem anuncia formalmente a morte de um papa e quem sela as portas que dão acesso aos aposentos do pontífice após sua morte ou renúncia.

Por que o símbolo da sé vacante é uma sombrinha?

A palavra "sombrinha" vem do latim e era uma peça histórica do vestuário papal, usada para fornecer sombra ao Papa. Atualmente, é um símbolo da Igreja Católica e da autoridade papal sobre ela.

É uma espécie de sombrinha semiaberta com listras largas, alternando as cores vermelho e dourado, cores tradicionais do pontífice (de fato, o branco só começou a ser utilizado pela Santa Sé no final das Guerras Napoleônicas).

Este símbolo faz parte do escudo de armas da Santa Sé no período da sé vacante desde 1521, entre os pontificados de Leão X e Adriano VI.

Tags:
Bento XVICardeaisConclavePapa
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Top 10
1
MIRACLE
Maria Paola Daud
Mateo se perdeu no mar… e apareceu nos braços do pai
2
MADONNA
Maria Paola Daud
A curiosa imagem da Virgem Maria protetora contra o coronavírus
3
Reportagem local
Santo Sudário, novo estudo: “Não é imagem de morto, mas de ...
4
SAINT JOSEPH
Philip Kosloski
10 coisas sobre São José que você precisa saber
5
PADRE PIO
Philip Kosloski
A oração que Padre Pio fazia todos os dias ao Anjo da Guarda
6
Santo Sudário
Aleteia Brasil
Manchas do Santo Sudário são do sangue de alguém que sofreu morte...
7
BABY BORN
Reportagem local
Bebê “renasce” após ser batizado por uma médica
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia