Aleteia

Colaboração do Papa com a ditadura: sentença judicial mostra clara inocência

Compartilhar

12 agentes da repressão argentina foram condenados a prisão perpétua por, entre outras coisas, sequestrar os dois jesuítas que supostamente teriam sido entregues por Bergoglio

Os representantes da Justiça argentina que investigaram o possível envolvimento de Jorge Bergoglio no sequestro e tortura de dois padres asseguram que as acusações contra o Papa Francisco são totalmente falsas.

 

Uma das provas disso é a sentença dos juízes Germán Castelli, Daniel Obligado e Ricardo Farías, de 28 de dezembro de 2011.

 

A decisão judicial condenou a prisão perpétua 12 agentes da repressão da “Escuela de Mecánica de la Armada” (ESMA), entre outras coisas pelo sequestro de seis meses dos jesuítas Orlando Yorio e Francisco Jalics, em 1976.

 

É totalmente falso dizer que Jorge Bergoglio entregou esses sacerdotes. Nós analisamos, escutamos essa versão, verificamos as evidências e entendemos que sua atuação não teve implicações jurídicas nesses casos. Se houvesse, nós teríamos denunciado”, disse ao jornal “La Nación” o juiz Castelli (http://www.lanacion.com.ar/1563867-para-la-justicia-argentina-las-imputaciones-son-falsas).

 

A volumosa sentença da causa ESMA, disponível no site da Corte (www.cij.gov.ar), reúne entre as páginas 743 e 761 a história de Yorio e Jalics, e a intervenção de Bergoglio.

 

O juiz recorda que Bergoglio prestou declarações em 2010 perante o tribunal. Suas explicações foram objeto de discussão entre os colegas magistrados.

 

“As perguntas foram amplas, e ele foi inquirido a fundo. Estávamos conscientes da importância que este testemunho tinha”, afirmou o juiz.

 

Para o tribunal, como ficou registrado na página 761 da sentença, os sacerdotes desafiaram um regime assassino. Ao que se refere a Bergoglio, “concordamos que não havia razões para denunciá-lo”.

 

Os juízes consideram que os superiores da Igreja Católica tiveram atitudes contraditórias, tanto de oposição ao regime e ajuda às vítimas, como de aval moral às autoridades militares.

 

Mais links sobre a sentença do processo ESMA (em espanhol):

http://www.plataforma-argentina.org/spip.php?article771

http://www.larazon.es/detalle_normal/noticias/1517102/religion/bergoglio-ayudo-a-jesuitas-perseguidos-durante#.UUWgshlbzK0

http://www.lanacion.com.ar/1563867-para-la-justicia-argentina-las-imputaciones-son-falsas

 

A sentença pode ser encontra aqui: 

http://www.cij.gov.ar/nota-5406-Bergoglio-declaro-como-testigo-en-el-juicio-por-crimenes-en-la-ESMA.html

 
Boletim
Receba Aleteia todo dia