Receba o boletim diário da Aleteia gratuitamente no seu email.
Cadastre-se e receba Aleteia diretamente em seu email. É de graça.
Receber

Sem condições de apoiar?

Veja 5 formas de você ajudar a Aleteia

  1. Reze por nossa equipe e pelo êxito de nossa missão
  2. Fale sobre a Aleteia em sua paróquia
  3. Compartilhe os artigos da Aleteia com seus amigos e familiares
  4. Desative o bloqueio de publicidade quando nos visitar
  5. Inscreva-se para receber nosso boletim gratuito e leia-nos diariamente

Obrigado!
Redação da Aleteia

Enviar

Aleteia

Papa Francisco: deixar o Espírito Santo trabalhar

DR
Compartilhar

Em sua homilia diária na Casa Santa Marta, o Papa disse que a Igreja é uma comunidade do “sim” que nasce do amor de Cristo

O Papa Francisco afirmou nesta quinta-feira que é preciso deixar o Espírito Santo trabalhar, pois, quando não o deixamos agir, surgem as divisões.

 

Em sua homilia da missa na Casa Santa Marta, o Papa enfocou os primeiros momentos da Igreja, logo após o Pentecostes.

 

Desde ali a Igreja saiu para se dirigir às “periferias da fé” a anunciar o Evangelho. 

 

Segundo Francisco, é o Espírito Santo quem impulsiona esta ação e, ao mesmo tempo, harmoniza a Igreja.

 

Quando havia discórdias, a tarefa do Espírito Santo era “harmonizar todas essas posições”. “Trata-se de um belo trabalho que o Espírito Santo faz sempre na história”.

 

Mas, de acordo com o Papa, quando não deixamos o Espírito Santo trabalhar, “começam as divisões na Igreja, as seitas, todas essas coisas… porque estamos fechados à verdade do Espírito”.

 

A Igreja ergue-se como uma comunidade cristã do “sim” ao amor de Cristo, à obediência dos mandamentos, da permanência no amor de Jesus.

 

“É uma comunidade do ‘sim’ e os ‘nãos’ são consequência deste ‘sim’. Peçamos ao Senhor que o Espírito Santo nos assista sempre para nos tornar comunidade de amor, de amor a Jesus que tanto nos amou. E deste sim, realizar os mandamentos. E nos defenda da tentação de nos tornar, talvez, puritanos, no sentido etimológico da palavra, de buscar uma pureza ‘para-evangélica.”

 

Com Rádio Vaticano

Boletim
Receba Aleteia todo dia