Aleteia logoAleteia logoAleteia
Sábado 04 Dezembro |
São João Damasceno
Aleteia logo
Estilo de vida
separateurCreated with Sketch.

Cultura da garrafa: por que nossos jovens bebem?

Marcelo López Cambronero - publicado em 01/07/13


A realidade é que os jovens bebem, fogem no final de semana e, no entanto, se cansam, porque não encontraram nada pelo qual valha a pena entregar suas forças, suas potencialidades e, por isso, mergulham na ociosidade, caindo no que Victor Frankl chamava de "vazio existencial".

É preciso dar nome aos bois: muitos adultos se acostumaram a cochilar no mesmo canto escuro em que seus filhos se encontram, só que às vezes dissimulam. Os jovens sempre serão a verdade da vida adulta que nos é jogada na cara, o espelho mais coerente de nós mesmos.

Como podemos agir? Se pensamos que a vida acaba com a morte, que não há nada além disso, e que não é possível acreditar que estejamos chamados a uma vida grande, plena, então estamos indefesos.

Acontece justamente o contrário se você, leitor, é dos poucos que não se tornou cético ou cínico. Neste caso, terá a casa aberta aos amigos, procurará que seus filhos se relacionem com filhos daqueles que pertencem à mesma estranha espécie, essa daqueles que estão encantados com a realidade, literalmente, que contemplam as estrelas pensando que seu coração ainda é maior que a imensidade do espaço sideral.

Então, procurará ensinar que existem fins grandes na vida, inclusive maiores e mais valiosos que a própria vida, pelos quais vale a pena sacrificar-se, pelos quais é uma alegria sacrificar-se. Se for assim, não se preocupe. Seus filhos beberão do cálice da sociedade contemporânea, porque estão buscando sua própria autoconsciência do mundo, mas em breve lançarão a amargura para bem longe.

Ah, mas se você, no entanto, acreditou que o adormecimento que provoca o consumo de álcool era a resposta adequada às necessidades dos seus pequenos, e não lhes ensinou o valor do esforço, nem que existem metas elevadas nas quais podemos confiar, que nos trarão uma alegria enorme, não reclame se seus filhos responderem exclusivamente a tais parâmetros e dedicarem todo o tempo que puderem a fugir da realidade, já que você insistiu em que sua aventura por este vale de lágrimas é vazia e estéril.

Agora é tarde; já não aceitarão limitações (que sentido tem isso?) e não se pode fazer nada… salvo uma coisa. Há uma expectativa à qual deveriam se agarrar os que se encontram com jovens ingovernáveis: que encontrem no caminho alguém da rara espécie dos românticos, dos sonhadores – refiro-me aos autênticos realistas –, que lhes acompanhem rumo à luz que está além do túnel.

Se você conhece alguém assim, convide-o para jantar na sua casa e conhecer seu filho rebelde sem causa – e aproveite a oportunidade para perceber que sua proposta também é válida para você.

Isso foi o que aconteceu com a protagonista de "Meu primeiro homem" ("My first mister"), filme que teria de ser obrigatório para a reflexão de todos os pais de filhosadolescentes: nele, uma jovem que perdeu o rumo descobre que há uma pessoa que ama seu destino mais do que ela mesma e, imediatamente, atraída por esta grandeza que vai entrevendo, sai do tenebroso buraco em que se havia instalado.

E digo mais: talvez, se o seu filho sair desse buraco por meio dessa pessoa, haverá esperança também para você, querido leitor.

  • 1
  • 2
Tags:
FilhosJuventudeSentido da vida
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia