Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Domingo 17 Janeiro |
home iconEstilo de vida
line break icon

Irlanda abre as portas ao aborto

Aleteia Vaticano - publicado em 12/07/13

O país sempre se destacou por sua legislação a favor da defesa da vida

O parlamento irlandês aprovou a nova lei do aborto no dia 11 de julho, permitindo a interrupção da gravidez sob determinadas circunstâncias, incluindo a ameaça de suicídio por parte da mãe.

Atualmente, o aborto é ilegal na Irlanda, salvo quando a vida da mãe corre perigo – questão sujeita à interpretação dos médicos, que geralmente se negam a interromper a gravidez por medo das consequências legais ou por convicções religiosas.

A nova lei substituirá a legislação em vigor, que permitia o aborto apenas em circunstâncias muito limitadas, com diretrizes vagas expostas na Constituição.

O primeiro-ministro irlandês, o conservador Enda Kennu, afirmou que a nova lei não modifica apenas a situação atual nem os direitos da mãe e do não nascido, ainda que ofereça clareza e certeza sobre as circunstâncias muito específicas que permitirão a prática do aborto.

O texto propõe agora que os abortos, em casos não considerados como urgências, sejam praticados em unidades de ginecologia do serviço público de saúde, depois da constatação dos médicos que de existe um "risco substancial e real" para a vida da mãe.

Quando for uma emergência, um só médico poderá decidir se é necessário fazer o aborto ou não. Não obstante, os médicos irlandeses poderão se negar a praticar o aborto por objeção de consciência, ainda que o hospital será obrigado a oferecer o aborto em casos pertinentes.

Muitos deputados conservadores argumentam que a inclusão da ameaça de suicídio como motivo para abortar abrirá a porta ao que chamam de "aborto à la carte".

Com relação a isso, o projeto de lei propõe que um comitê de 3 especialistas (2 psiquiatras e 1 obstetra) avalie o estado de saúde físico e mental da mãe. Se os especialistas derem luz verde, a mãe decidirá se quer levar adiante o aborto; mas, se o comitê não autorizar o procedimento, a mãe poderá apelar da decisão diante de outra instância médica composta por 3 especialistas.

Os deputados progressistas ainda consideram a legislação muito rígida, especialmente porque o texto continua criminalizando o aborto, já que propõe penas de até 14 anos, tanto para o profissional médico como para as mães que praticarem um aborto ilegal.

A conservadora Lucinda Creighton, secretária de Estado para Assuntos Europeus, afirmou que o aborto nunca pode ser considerado como "tratamento médico" para as grávidas que o solicitarem devido a tendências suicidas.

Neste sentido, pediu que, nestes casos, sejam oferecidas terapias alternativas antes de chegar à decisão de praticar um aborto.

(Fonte: Fórum Libertas)

Tags:
Aborto
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • A Aleteia é publicada em 8 idiomas: Português, Francês, Inglês, Árabe, Italiano, Espanhol, Polonês e Esloveno.
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Top 10
Aleteia Brasil
Na íntegra: as três partes do Segredo de Fáti...
UNPLANNED
Jaime Septién
Filme contra o aborto arrasa nas bilheterias ...
BABY BAPTISM
Padre Reginaldo Manzotti
Por que é tão importante batizar uma criança?
Deserto de Negev
Francisco Vêneto
Pedra de 1.400 anos com inscrição mariana é e...
KRZYŻYK NA CZOLE
Beatriz Camargo
60 nomes de bebês que carregam mensagens pode...
Reportagem local
Papa Francisco: cuidado com os cristãos que s...
POPE JOHN PAUL II
Philip Kosloski
"Não tenhais medo": a frase mais usada por Sã...
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia