Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Sábado 16 Outubro |
Santa Margarida Maria Alacoque
Aleteia logo
home iconReligião
line break icon

Papa em Copacabana: a receita para uma vida plena e cheia de sentido

Aleteia Vaticano - publicado em 25/07/13

‘Bote fé’, ‘bote esperança’, ‘bote amor’, afirmou Francisco, que enfatizou que Jesus ainda hoje pergunta a cada jovem: você quer ser meu amigo?

O Papa Francisco foi acolhido nesta quinta-feira por uma multidão de jovens na praia de Copacabana, em seu primeiro evento oficial na JMJ Rio2013. Em dois discursos, apresentou-lhes Jesus Cristo como mestre e amigo.

“Olhando para este mar, para a praia e todos vocês, me vem ao pensamento o momento em que Jesus chamou os primeiros discípulos a segui-lo nas margens do lago de Tiberíades. Hoje Jesus ainda pergunta: Você quer ser meu discípulo? Você quer ser meu amigo?”, disse Francisco.

O Papa havia chegado no cair da tarde a Copacabana. Uma multidão estimada em um pouco mais de 1 milhão de pessoas o aguardava. A festa de acolhida da JMJ teve muita música, encenações teatrais, apresentações regionais e momentos de espiritualidade.

Francisco improvisou ou acrescentou algumas palavras aos seus discursos oficiais, como quando afirmou que os jovens eram guerreiros por vencerem, em nome da fé, o frio e a chuva. Disse também que um bispo não pode entristecer na sua fé. E recordou que Bento XVI acompanhava pela televisão e pediu que todos lhe fizessem uma forte saudação.

“Hoje, vim para lhes confirmar nesta , a fé no Cristo Vivo que mora dentro de vocês; mas vim também para ser confirmado pelo entusiasmo da fé de vocês”, disse o Papa em sua saudação inicial.

No discurso no decorrer da Celebração da Palavra, o Papa indicou aos jovens que, para ter uma vida cheia de sentido e plenitude, é preciso “botar fé”.

“‘Bote fé’ e a vida terá um sabor novo, terá uma bússola que indica a direção; ‘bote esperança’ e todos os seus dias serão iluminados e o seu horizonte já não será escuro, mas luminoso; ‘bote amor’ e a sua existência será como uma casa construída sobre a rocha, o seu caminho será alegre, porque encontrará muitos amigos que caminham com você. ‘Bote fé’, ‘bote esperança’, ‘bote amor’!”

“Mas quem pode nos dar tudo isso? No Evangelho, escutamos a resposta: Cristo.” “Hoje, lhes digo com força: ‘Bote Cristo’ na sua vida, e você encontrará um amigo em quem sempre confiar; ‘bote Cristo’, e você verá crescer as asas da esperança para percorrer com alegria o caminho do futuro; ‘bote Cristo’ e a sua vida ficará cheia do seu amor, será uma vida fecunda.”

O Papa afirmou que “a fé realiza na nossa vida uma revolução que podíamos chamar copernicana, porque nos tira do centro e o restitui a Deus; a fé nos imerge no seu amor que nos dá segurança, força, esperança. Aparentemente não muda nada, mas, no mais íntimo de nós mesmos, tudo muda. No nosso coração, habita a paz, a mansidão, a ternura, a coragem, a serenidade e a alegria, que são os frutos do Espírito Santo e a nossa existência se transforma, o nosso modo de pensar e agir se renova, torna-se o modo de pensar e de agir de Jesus, de Deus”. 

Francisco chegou ao palco da Festa da Acolhida a bordo do papamóvel, que tomou no Forte de Copacabana. No trajeto pela Avenida Atlântica, as milhares de pessoas que o aguardavam não se contiveram e invadiram a pista, cercando o veículo e fotogrando o Papa com seus celulares e câmeras digitais. Com simpatia, o Papa acenou o tempo todo para a multidão e beijou algumas crianças que foram levadas até ele.

Em frente ao palco, a temperatura, em torno de 17 graus Celsius, fria para os padrões cariocas, tornava-se alta para os que encontravam no meio da multidão. Os 4 quilômetros da orla estavam tomados por pessoas vindas dos mais diversos países.

As janelas dos prédios localizados em frente à praia estavam iluminadas e cheias de espectadores, que acompanhavam de lá o evento. A quantidade de flashes e bandeiras de diferentes países impressionavam. Apesar da multidão presente e da dificuldade para caminhar entre os fiéis, muitos cadeirantes estavam na festa, e o clima era de tranquilidade e cordialidade.

(Com Agência Brasil)

Tags:
JMJPapa Francisco
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
1
MARRIAGE
Matrimonio cristiano
Beijar a aliança todos os dias: uma indulgência especial aos casa...
2
Milagre do Sol em Fátima
Reportagem local
13 de outubro: o dia em que o mundo presenciou o Milagre do Sol e...
3
Reportagem local
O grande crucifixo submerso que só pode ser visto quando o lago c...
4
MULHER REZANDO
O São Paulo
Rezar deitado: é certo ou errado?
5
Claudio de Castro
Uma alma do Purgatório te agradecerá por isto
6
PRIEST-EUCHARIST-ELEVATION-HOST
Philip Kosloski
O que devemos rezar quando o padre eleva a hóstia e o cálice?
7
Aleteia Brasil
O segredo da cidade bósnia onde jamais houve um divórcio
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia