Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Domingo 18 Abril |
São Galdino
home iconAtualidade
line break icon

Será que o Papa Francisco realmente disse que os ateus vão para o céu?

Aleteia Vaticano - publicado em 16/09/13

A mídia parece não ter interesse em nuances teológicas, mas só em manchetes sensacionalistas; o Papa apenas recordou o ensinamento perene da Igreja

Com um estilo que lembra as encantadoras cartas do Papa João Paulo I a várias figuras históricas, o Papa Francisco escreveu uma carta ao fundador de um importante jornal italiano. Durante o verão europeu, Eugenio Scalfari – um agnóstico – escreveu uma série de editoriais que apresentavam algumas perguntas teológicas. O Papa Francisco respondeu com uma bondosa explicação sobre a fé cristã e o encontro com Cristo.

Os jornalistas ignoraram a forte mensagem evangélica transmitida pela carta do Papa para se focar em um parágrafo no qual Francisco aborda a questão de se Deus pode perdoar os agnósticos e ateus. Nick Squires, do The Daily Telegraph, afirma que o Papa disse: "Deus perdoa aqueles que seguem a sua consciência". No entanto, em outras traduções da carta, como a feita pela CNBB, essas palavras não aparecem. O Papa escreve:

"Antes de tudo, você me pergunta se o Deus dos cristãos perdoa quem não crê e não busca a fé. Antecipando que – e é o fundamental – a misericórdia de Deus não tem limites se a pessoa se volta a Ele de coração sincero e contrito, a questão para quem não crê em Deus está em obedecer à própria consciência. O pecado, também para quem não tem fé, existe quando se vai contra a consciência. Escutar e obedecer a ela significa, de fato, decidir-se diante do que é percebido como bem ou como mal. E sobre essa decisão se joga a bondade ou a maldade do nosso agir."

Em nenhum lugar aparece que o Santo Padre tenha dito que "Deus perdoa aqueles que seguem a sua consciência". O que ele realmente disse é que "a misericórdia de Deus não tem limites se a pessoa se volta a Ele de coração sincero e contrito".

É estranho que o Sr. Squires tenha omitido aquela palavrinha tão importante, "se", e o que veio depois dela. A misericórdia de Deus é eterna, e Ele não quer que ninguém pereça. Mas, como ensina o Papa, não podemos receber a misericórdia de Deus se não a pedirmos, e fazemos isso voltando-nos para Ele "de coração sincero e contrito".

Simplesmente obedecer a própria consciência não é suficiente, e o Papa nunca disse que fosse. Francisco ensina que, sem a luz da fé e da crença em Deus, a única coisa que resta para o agnóstico ou ateu é a luz da sua consciência.

Esta luz limitada pode ajudar a pessoa a decidir entre o bem e o mal, mas a luz da consciência humana sozinha, sem a graça divina e a aceitação da revelação divina, é muito limitada. Não é que a consciência em si seja sempre uma luz limitada, mas essa luz é sombreada pelas influências do mundo secularizado e distorcida pelo pecado individual e pela ignorância.

A luz da consciência individual é como a chama de um fósforo em uma caverna escura. É melhor do que nada, mas não se compara com o holofote da graça iluminadora de Deus.

Mais uma vez, os escritores leigos pegaram um trecho dos comentários do Papa, fora do contexto, e os distorceram para fazer o Papa Francisco se encaixar em sua agenda "progressista".

É encorajador que os jornalistas enfatizem a misericórdia de Deus, mas o que Squires e outros perderam de vista foi o que o Papa recordou: que, para encontrar o perdão de Deus, é preciso recorrer a Ele não só com sinceridade, mas com um coração contrito.

Um coração contrito é um coração arrependido. É um coração e uma mente que reconhecem: "Eu sou um pecador que precisa de Deus. Preciso de ajuda e perdão. Eu preciso da misericórdia divina".

Assim que qualquer filho ou filha de Adão se volta para Deus com tal estado de espírito, a eterna misericórdia transborda.

Tags:
AteismoMisericórdiaPapa Francisco
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
1
KRZYŻYK NA CZOLE
Beatriz Camargo
60 nomes de bebês que carregam mensagens poderosas
2
MIGRANT
Jesús V. Picón
O menino perdido no deserto nos convida a refletir
3
Pe. Zezinho
Reportagem local
Não desprezem o templo nem posem de católicos avançados, alerta o...
4
Ordenação sacerdotal
Francisco Vêneto
Ex-testemunha de Jeová será ordenado padre católico aos 25 anos
5
MARY, CRUSH, SNAKE
Desde la Fe
10 poderosas armas para lutar contra o demônio
6
SPANISH FLU
Bret Thoman, OFS
Como o Padre Pio encarou a pandemia de gripe espanhola
7
Reportagem local
Hoje celebramos Santa Bernadette, a menina que viu Nossa Senhora ...
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia