Aleteia logoAleteia logoAleteia
Terça-feira 16 Abril |
Aleteia logo
Atualidade
separateurCreated with Sketch.

Cristãos: a pior perseguição é a indiferença social

Mgr André – Joseph Leonard – pt

GEORGES GOBET / AFP

BELGIUM, Brussels : Archbishop Andre-Joseph Leonard is pictured before before members of women's rights movement Femen, protesting against homophobia, gate-crash a lecture on blasphemy and drenched him with water on April 23, 2013 at the ULB university in Brussels. AFP PHOTO GEORGES GOBET

Aleteia Vaticano - publicado em 09/10/13

O arcebispo de Bruxelas pede que a Igreja tenha uma participação humilde, mas profunda, na vida pública

O arcebispo de Bruxelas, Dom André-Joseph Léonard, durante a assembleia plenária do Conselho de Conferências Episcopais Europeias, afirmou que "a separação entre Igreja e Estado é boa e justa".

O que ele não considera aceitável é "a pressão que se exerce em alguns lugares para que a religião se converta em algo puramente privado", pois "a fé se manifesta de maneira concreta, especialmente uma fé como a católica, já que Deus se encarna".

Durante estes dias em que os prelados europeus centram seus estudos em "Deus e o Estado: a Europa entre a laicidade e o laicismo", Dom Léonard destacou que "nossa participação no debate público é insuficiente. Devemos intervir mais, com argumentos aceitáveis. Em um parlamento, não se pode intervir de maneira violenta, mas com argumentos racionais".

Neste contexto, Dom Léonard disse que é preferível uma oposição clara, "já que, com uma oposição definida, é possível debater, argumentar, enquanto isso não pode ser feito com uma oposição indiferente, mórbida".

A propósito do ataque sofrido por ele há alguns meses, por parte de ativistas do Movimento Femen, Dom Léonard afirmou: "Se nos comparamos com os bispos do Paquistão, do Oriente Médio etc., os ataques que sofremos na Europa são de pouca relevância. Mais ainda: este acontecimento teve como consequência a abertura de muitos corações à Igreja, por solidariedade".

A presença da Igreja na sociedade, afirmou, "não pode ser excessiva, já que provocaria o sentimento contrário, a vingança; esta presença precisa ser humilde, mas profunda".

Tags:
CristãosIgrejaPerseguição
Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia