Aleteia logoAleteia logoAleteia
Segunda-feira 23 Maio |
São Desidério
Aleteia logo
Religião
separateurCreated with Sketch.

As chaves da reforma da cúria romana (2)

Curia romana 2 – pt

©ServizioFotograf icoOR/CPP

Salvador Aragonés - publicado em 07/11/13


Nesta linha de reformar, cabe englobar o papel dos tribunais eclesiásticos, em particular os que tratam de assuntos matrimoniais, como o Tribunal da Rota, agilizando os procedimentos das causas que se apresentam sobre a nulidade dos matrimônios, e ao mesmo tempo unificando as doutrinas jurídicas, canônicas.

Protegidas, então, a autoridade do Papa, a unidade da fé e a disciplina geral, serão feitas as reformas pertinentes para descentralizar a tomada de decisões, e ninguém como um Papa argentino, "vindo do outro canto do mundo", poderia organizar uma reforma de tais dimensões.

Paulo VI, na primeira reforma pós-conciliar, tinha o gravíssimo problema de manter a unidade da Igreja com Roma diante dos casos de centrifugação, como a Fraternidade Pio X, de Marcel Lefebvre, qualificado como "herético" pelo Concílio, ou o Catecismo Holandês, que foi mais longe que o Vaticano II e cujas teorias estavam em claro contraste com a doutrina do Concílio e do Papa.

João Paulo II e Bento XVI levaram a cabo um esforço em prol de uma maior coesão interna na Igreja, especialmente no âmbito doutrinal; e agora, com o Papa Francisco, chega o momento da consolidação, não da doutrina, mas das formas de governo e das estruturas da Igreja, para adaptá-las à missão que a Igreja tem no mundo, uma missão baseada no serviço e na qual a autoridade é precisamente isso: serviço.

Quantas pessoas trabalham no Vaticano?

O Papa Francisco também pretende reduzir os órgãos e funcionários do Vaticano, ainda que o cardeal Rodríguez Maradiaga tenha anunciado que haverá uma congregação específica para os leigos. A respeito disso, contam em Roma que, certa vez, um chefe de Estado que visitou o Papa João XXIII lhe perguntou quantas pessoas trabalhavam no Vaticano, e o bom Roncalli respondeu: "A metade dos que estão aqui".

É evidente que o Vaticano e a Santa Sé devem se reger também por critérios modernos na gestão dos assuntos próprios e específicos, com a discrição necessária para administrar temas de ordem espiritual.

Finalmente, alguns se perguntam se haverá mudança de mentalidade naqueles que trabalham na cúria, porque, mais do que de estruturas, a reforma implica em uma mentalidade de serviço. E uma mentalidade não é criada por decreto, mas com o tempo.

(Para ler a primeira parte deste texto, clique aqui)

  • 1
  • 2
Tags:
IgrejaPapa FranciscoreformaVaticano
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

PT300x250.gif
Oração do dia
Festividade do dia





Envie suas intenções de oração à nossa rede de mosteiros


Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia