Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Quarta-feira 03 Março |
Santa Cunegundes
home iconEstilo de vida
line break icon

Filhos que não conhecem seus pais

© Florence DURAND / SIPA

Un científico investiga con embriones

Cleofas - publicado em 12/11/13

Em 11 de agosto, a “Associated Press” descrevia que se criou nos Estados Unidos um “web site”, “Donor Sibling Registry”, para ajudar a identificar aos nascidos com o esperma de um mesmo doador. O site foi criado por Wendy Kramer, para conseguir que seu filho Ryan, também concebido com esperma doado, encontrasse seus irmãos. Por meio dele, uma mãe, Michelle Jorgenson, descobriu que, além de ser pai de sua filha Cheyenne, o mesmo doador teve outros seis filhos, sendo que dois deles sofrem de autismo, e outros dois mostram sinais de disfunções sensoriais.

Segundo a “Associated Press” o site se converteu em um ponto de referência para quem busca informação sobre problemas de saúde perigosos.

Kramer afirma que: “Há pessoas em nosso site que buscam irmãos porque seus filhos têm problemas médicos, para assegurar-se, porque nem sequer diante de uma emergência medica os bancos de esperma permitirão algum contato, o que é frustrante”.

Vemos assim que outro mal das fertilizações “in vitro”, é que  podem gerar e propagar graves problemas de saúde.

No ano passado, o “New York Times” apresentava outro caso de um doador de esperma que transmitiu uma grave enfermidade genética a cinco filhos, nascidos para quatro casais. O artigo, publicado em 19 de maio, observava que não se sabe com exatidão de quantas crianças é pai. As crianças, todas de Michigan, carecem de um tipo de glóbulo branco, o neutrófilo. Isto significa que são muito vulneráveis às infecções e propensos à leucemia. As crianças têm 50% de chance de transmitir o problema genético a seus próprios filhos.

Cada vez há mais pressão para que se permita a utilização da FIV para mulheres solteiras. As clínicas de fertilização “in vitro”, por razões financeiras, pressionam os governos para que as dispense de ter que considerar a necessidade de um pai na hora de oferecer o tratamento, para poderem fazer a inseminação em lésbicas e mulheres solteiras.

Outra pressão acontece agora no sentido de se reconhecer legalmente nos casais do mesmo sexo a ambas as partes como «pais». É a supressão da necessidade de um pai, algo terrível para qualquer filho; é a mais ousada destruição da família.

O jornal “Telegraph”, de Londres, em 08 de outubro de 2006, afirmou que nos últimos anos aumentou de forma notável o número de mulheres solteiras que conceberam através da FIV. No ano passado, 156 mulheres lésbicas receberam tratamento nas clínicas de FIV, quando em 2000 só 36. O número de mulheres solteiras que receberam a FIV subiu de 215 para 536. É o que chamam de “produção independente”. Gera-se a criança, não mais como o fruto do amor de um casal que comprometeu a sua vida um com o outro até a morte, mas como um deleite para a mulher.

O Catecismo da Igreja ensina que o filho é um dom de Deus para o casal (§1652), mas não é um “direito” das pessoas:

“O filho não é algo devido, mas um dom. O “dom mais excelente do matrimônio” é uma pessoa humana. O filho não pode ser considerado como objeto de propriedade, a que conduziria o reconhecimento de um pretenso “direito ao filho”. Nesse campo, somente o filho possui verdadeiros direitos: o “de ser o fruto do ato específico do amor conjugal de seus pais, e também o direito de ser respeitado como pessoa desde o momento de sua concepção”. (§2378)

Começa também a haver uma pressão sobre os Parlamentos para aprovarem a inseminação para mulheres com mais de 40 anos. No ano passado, o médico italiano Severino Antinori ajudou uma mulher de 62 anos a ter um filho, como informou em 8 de julho o “Times”. Patrícia Rashbrook entrou no livro dos recordes como a mãe britânica mais velha. O jornal “The Guardian” informou em 8 maio 2006 , que ao ano nascem mais de 20 bebês de mulheres com mais de 50 anos. Quais serão as implicações futuras disso? Esta mulher tem um organismo adequado para gerar um filho? Será que a natureza errou?

Em 2002, o último ano do qual se tem dados, nas clínicas de fertilidade britânicas foram tratadas 96 mulheres que superavam os 50 anos. Uma quarta parte delas ficaram grávidas.

A Igreja Católica, infelizmente quase que sozinha, levanta a sua voz, em nome de Cristo, para dizer que tudo isto é um grave erro e que esta forma de conceber não é ética: “As técnicas que provocam uma dissociação da paternidade… são gravemente desonestas”, porque elas “lesam o direito da criança de nascer de um pai e de uma mãe conhecidos por ele e ligados entre si pelo matrimônio”. (Catecismo §2376).

Lamentavelmente, como acontece hoje em outras práticas imorais, como no aborto, quem sofre a consequência de tudo isto são as inocentes crianças.  É uma grande violência; é o desrespeito do forte contra o fraco, do adulto contra a criança. Isto ofende gravemente a Deus. É mais um sinal da franca decadência da civilização ocidental, porque rejeitou o Cristianismo que a modelou.

(Publicado em Cléofas, no dia 12 de novembro de 2013)

  • 1
  • 2
Tags:
AbortoPaternidade
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
1
KOMUNIA NA RĘKĘ
Claudio de Castro
Padre chora copiosamente diante da falta de respeito com a Eucari...
2
missionárias mártires iêmen
Reportagem local
A corajosa última oração destas 4 freiras antes de serem mortas p...
3
SAINT JOSEPH
Philip Kosloski
10 coisas sobre São José que você precisa saber
4
Kathleen N. Hattrup
O homem que beijou a testa do Papa diz que se curou em Lourdes
5
HOLY FAMILY
Philip Kosloski
A antiga oração a São José que é “conhecida por nunca ter falhado...
6
READING
Gelsomino Del Guercio
3 regras fundamentais para os leitores da missa
7
PRAYER
Desde la Fe
Coisas que você não deve fazer na Missa e talvez não saiba
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia