Aleteia
Terça-feira 27 Outubro |
São Fulco
Atualidade

Apedrejada até a morte por ter entrado no Facebook?!

AFP PHOTO / LEON NEAL

Chiara Santomiero - Aleteia Vaticano - publicado em 21/02/14

Menina síria teria sido condenada à morte por um tribunal islâmico porque criou um perfil no Facebook, ato considerado “gravemente imoral”

A notícia veio da agência iraniana Fars e repercutiu na mídia ocidental, mas é tão espantosa que ninguém se atreve a usar verbos que afirmem certeza: estamos todos optando pelo “teria sido” em vez do “foi”, apesar de que o conflito de quase três anos na Síria não surpreende mais pela selvageria contra a população, especialmente contra os mais jovens. Pois bem, Fatoum Al-Jassem, uma menina síria da cidade de Rakka, teria sido apedrejada até a morte porque criou um perfil pessoal no Facebook.

Estar presente na rede com uma página própria na qual postar notícias, fotos, ideias pessoais e dos amigos e manter contato com as pessoas foi considerado um caso de conflito com a lei islâmica. O juiz de um tribunal da sharia decidiu que ter uma conta no Facebook é um comportamento imoral, merecedor da mesma pena do adultério. Ter uma conta no Facebook foi descrito como um ato "profundamente mau", que exige punição severa (Avvenire, 17 de fevereiro).

A agência Fars retransmitiu a notícia da fonte árabe Al-Rai al Yaoum (O Mundo Hoje). O episódio teria acontecido na região de Rakka, cidade do norte da Síria, às margens do Rio Eufrates e próxima da fronteira com a Turquia, onde milícias islâmicas do grupo Estado Islâmico do Iraque e do Levante (ISIL, na sigla em inglês) impuseram o seu domínio. "É uma história que parece inacreditável, mas, infelizmente, o que está acontecendo na Síria, nas áreas dominadas pelas milícias islâmicas internacionais financiadas e apoiadas pela Arábia Saudita, pelo Catar, pelos Estados Unidos e pela Turquia, está nos acostumando ao irreal", escreve Marco Tosatti em La Stampa (17 de fevereiro).

O caso é ainda mais absurdo ao constatarmos de que a mesma Frente Al Nusra, a filial síria da Al Qaeda, tem a sua própria página no Facebook: é evidente que as normas aplicadas pelo fundamentalismo islâmico a homens e mulheres são bem diferentes. Rakka foi a primeira capital de província a cair nas mãos de insurgentes islâmicos sunitas. É de Raqqa que vêm as imagens horríveis do apedrejamento da jovem Fatoum, considerada culpada por ter uma conta no Facebook (Avvenire, 17 de fevereiro).

Têm razão o Unicef e as outras organizações internacionais que lançaram a campanha de angariação de fundos “No Lost Generation” [“Não a uma Geração Perdida"]: é necessário levantar 1 bilhão de dólares para evitar a perda de uma geração inteira de crianças sírias. Mais de um milhão de refugiados que tentam escapar da guerra são crianças, das quais mais de 425 mil têm menos de 5 anos de idade. Cerca de 5.000 crianças estão separadas de suas famílias. Mais de 3 milhões de crianças estão desabrigadas dentro da Síria. "No Lost Generation" é uma estratégia que pretende ajudar as vítimas do conflito sírio a terem a oportunidade de um futuro mais estável e seguro (Repubblica.it, 7 de janeiro).

E um futuro mais seguro deve incluir a possibilidade de uma menina criar o seu perfil pessoal no Facebook.

Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • A Aleteia é publicada em 8 idiomas: Português, Francês, Inglês, Árabe, Italiano, Espanhol, Polonês e Esloveno.
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Tags:
MuçulmanosMundotecnologia
Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
Philip Kosloski
3 poderosos sacramentais para ter na sua casa
Aleteia Brasil
Quer dormir tranquilo? Reze esta oração da no...
TRIGEMELAS
Esteban Pittaro
A imagem de Nossa Senhora que acompanhou uma ...
Aleteia Brasil
O milagre que levou a casa da Virgem Maria de...
No colo de Maria
Como rezar o terço? Um guia ilustrado
SAINT MICHAEL
Philip Kosloski
Oração a São Miguel por proteção contra inimi...
São Padre Pio de Pietrelcina
Oração de cura e libertação indicada pelo exo...
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia