Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Domingo 07 Março |
home iconEstilo de vida
line break icon

Para nós, solteiros: seis maneiras simples de amar como se já fôssemos casados

Yuri Samoilov CC

Carly Andrews - Aleteia Vaticano - publicado em 27/03/14

Não é porque ainda não subimos ao altar que não podemos amar com o mesmo carinho e espírito de serviço

No último fim de semana, meu colega Brantly Millegan escreveu um lindo artigo aqui na Aleteia chamado “Seis ideias simples para você começar hoje a amar a sua esposa mais ainda”.

Eu fiquei extremamente tocada com aquelas maneiras tão simples, mas tão eficazes, que ele tinha identificado para amar a esposa concretamente na vida diária do casal. Fiquei tocada e ao mesmo tempo um pouco triste, pensando comigo mesma: "Não tem ninguém me amando desse jeito!". E mais ainda: "Nem eu tenho a oportunidade de oferecer esse amor esponsal a ninguém!".

Mas, depois de um breve momento de autopiedade, eu me dei conta: “Espere aí! Só porque eu ainda não entrei de cheio na minha vocação matrimonial, será que eu não posso amar com toda a ternura e espírito de serviço de uma esposa e mãe no meu atual estado de vida?”.

É claro que eu entendo que não posso amar como esposa até me tornar esposa, com aliança e tudo. Mas isso não significa que eu não possa amar o próximo com devoção e com o dom total de mim mesma, como uma mulher ama o marido e os filhos.

E, para todos os solteiros que estão por aí, pensei em seis maneiras simples que podem nos ajudar a viver esse amor esponsal na vida diária, mesmo sem termos subido ao altar ainda!

1. Honre os seus compromissos

Andei conversando com uma amiga solteira sobre o quanto é tentador focarmos demais na nossa própria vida, já que somos independentes e ainda não temos família exigindo o nosso tempo. Ela me respondeu que é exatamente por isso que ela sempre tenta honrar seus compromissos.

E me contou sobre o trabalho voluntário que ela faz como tutora de jovens. Certa vez, ela voltava de uma viagem muito cansativa quando um amigo lhe disse: "Eu não sei como é que você ainda consegue sair para prestar tutoria! Eu estou tão cansado que vou direto para casa". Ele era casado. Minha amiga respondeu: "Bom, mas você vai chegar em casa e vai encontrar a sua mulher e os seus filhos esperando por você. E você não vai dizer: ‘Hoje eu estou cansado demais para vocês’. Você vai passar um tempo com eles, mesmo estando exausto. Esta é a minha maneira de amar como se fosse esposa e mãe. Eu não tenho filhos, mas esses jovens contam comigo. Mesmo estando exausta, eu vou dedicar o meu tempo a eles porque é a minha maneira de amá-los".

2. Atos de caridade

Isto, obviamente, não é específico de gente solteira, mas eu descobri que, na minha vida de solteira, se eu dedicar um pouco do meu tempo a fazer atos de caridade e ajudar os menos favorecidos, começo a viver um espírito de serviço ao próximo que, suponho, é uma atitude indispensável para qualquer cônjuge e para qualquer mãe ou pai.

3. Leve os seus relacionamentos a sério

Saí com uma amiga, algumas noites atrás, e ela me disse uma coisa que me deixou chocada: "Eu sei que eu sempre tenho que perseguir você para conseguirmos sair, Carly, mas tudo bem, eu sei que você me ama mesmo assim!".

Ela foi bastante indulgente comigo, na verdade.

E eu fiquei triste comigo mesma porque percebi que não estava fazendo nenhum esforço para cultivar aquela amizade, embora ela fosse uma amiga querida que eu realmente amo muito. Eu estava sendo egoísta e ela tinha que fazer todo o “trabalho” de alimentar a nossa amizade.

Desde então, na minha vida diária, tenho tentado me doar mais nos relacionamentos com as pessoas, em particular aos amigos, para estar sempre aberta ao amor.

4. Cultive a fé das pessoas mais próximas

Eu não sou nenhuma especialista em fé; pelo contrário, muitas vezes me sinto muito pobre na fé. Mas uma mãe cultivaria naturalmente a fé dos filhos e apoiaria o cônjuge na mesma fé; eu acho que tenho oportunidades diárias para dar testemunho aos meus amigos e familiares, bem como aos meus colegas.

  • 1
  • 2
Tags:
AmorCasamentoNamoroRelacionamento
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Top 10
1
MIRACLE
Maria Paola Daud
Mateo se perdeu no mar… e apareceu nos braços do pai
2
MADONNA
Maria Paola Daud
A curiosa imagem da Virgem Maria protetora contra o coronavírus
3
Reportagem local
Santo Sudário, novo estudo: “Não é imagem de morto, mas de ...
4
SAINT JOSEPH
Philip Kosloski
10 coisas sobre São José que você precisa saber
5
PADRE PIO
Philip Kosloski
A oração que Padre Pio fazia todos os dias ao Anjo da Guarda
6
Santo Sudário
Aleteia Brasil
Manchas do Santo Sudário são do sangue de alguém que sofreu morte...
7
BABY BORN
Reportagem local
Bebê “renasce” após ser batizado por uma médica
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia