Aleteia
Sexta-feira 23 Outubro |
São Paulo Tong Viet Buong
Estilo de vida

As crianças precisam de tempo para brincar

© Goran Bogicevic / SHUTTERSTOCK

LaFamilia.info - publicado em 05/06/14

A brincadeira é fundamental para o desenvolvimento psicológico saudável dos pequenos

Brincar é o trabalho das crianças”, afirmou a pedagoga Maria Montessori há várias décadas, querendo dizer que a brincadeira é a atividade básica da criança, tão ou mais importante que o trabalho para o adulto. Estudos recentes revalidam esta teoria e mostram que alguns pais deixam cada vez menos tempo para que seus filhos aprendam brincando.

Ficou evidente que a grande maioria dos adultos organiza o tempo dos seus filhos deixando pouco ou nenhum espaço para brincar dentro de sua apertada agenda diária. Além disso, os estudos mostram que as crianças menores de 3 anos brincam aproximadamente de duas a três horas por dia, mas que, a partir dos 9 anos, alguns pais costumam considerar que seus filhos já são grandes demais para brincar e incentivam o abandono das brincadeiras. Os especialistas criticam este fato e advertem aos pais que “brincar não é perder tempo”, pois as crianças “precisam brincar mais para alcançar um desenvolvimento pleno”.

Estes resultados nos convidam a aprofundar na importância da brincadeira no desenvolvimento psicopedagógico do ser humano, entendendo por “brincadeira” a atividade lúdica que acontece na infância e que exclui as novas tecnologias.

Qual é o significado da brincadeira para a criança?

Para as crianças, a brincadeira não é uma atividade meramente recreativa, mas uma necessidade para o desenvolvimento do pensamento, da imaginação, da linguagem e da socialização, para a construção da identidade e aquisição de uma série de habilidades que serão necessárias na vida adulta.

Por meio da brincadeira, a criança desenvolve sua capacidade intelectual. Vygotsky, famoso por sua teoria da aprendizagem, oferece uma importante contribuição, ao explicar que a criança, por meio da brincadeira, vai construindo a definição funcional dos conceitos e, com isso, vai desenvolvendo o pensamento abstrato e a capacidade de levar a cabo escolhas conscientes.

Por meio da atividade lúdica, a criança conhece e explora o mundo. A brincadeira possibilita a identificação dos papéis e a dinâmica das diversas situações vividas na esfera real; também ajuda a compreender as normas da vida em sociedade.

Fernando Peñaranda, médico e especialista em desenvolvimento educativo e social, explica: “A criança aprende, assim, os valores, regras, convenções e, em geral, a cultura. Por outro lado, a vontade e hábitos como a perseverança são adquiridos mais facilmente na brincadeira, em comparação com os esforços mais complexos, como os requeridos para as tarefas escolares”.

Outro dos argumentos a favor da brincadeira é sua contribuição para a construção da identidade: “É preciso dedicar tempo e espaço para que as crianças sejam elas mesmas, para que se descubram em longos períodos de ócio e fantasia, para que possam pensar por conta própria, desenvolvendo sua criatividade. São os momentos nos quais se constroem os alicerces da formação da vida interior e da autenticidade”, acrescenta Fernando.

A brincadeira é também o cenário por excelência no qual as crianças realizam seus primeiros intercâmbios sociais com seus colegas, nesta maravilhosa experiência na qual vivem os valores característicos da interação humana, como a generosidade, solidariedade, respeito, autocontrole, tolerância, entre muitos outros.

Mais tempo para brincar

O desafio, então, é entender que a brincadeira é uma atividade indispensável para o desenvolvimento da criança, não só no âmbito físico, mas também emocional. Por isso, os pais precisam considerar o ato de brincar como algo de suma importância na vida dos seus filhos, dando-lhes espaços generosos todos os dias para este fim, sem jamais achar que a brincadeira é uma perda de tempo.

Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • A Aleteia é publicada em 8 idiomas: Português, Francês, Inglês, Árabe, Italiano, Espanhol, Polonês e Esloveno.
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Tags:
FilhosPaternidade
Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
Aleteia Brasil
Quer dormir tranquilo? Reze esta oração da no...
TRIGEMELAS
Esteban Pittaro
A imagem de Nossa Senhora que acompanhou uma ...
Philip Kosloski
3 poderosos sacramentais para ter na sua casa
Aleteia Brasil
O milagre que levou a casa da Virgem Maria de...
nuvens sinais
Reportagem local
Estão sendo fotografados "sinais do céu"?
Extremistas queimam igrejas no Chile
Francisco Vêneto
Por que queimam igrejas: Dom Henrique e Pe. J...
Rosário
Philip Kosloski
Benefícios do Rosário: 3 virtudes que aprende...
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia