Aleteia logoAleteia logoAleteia
Domingo 14 Abril |
Aleteia logo
Atualidade
separateurCreated with Sketch.

A lógica do peixe espada

Pesce Spada – pt

© Public Domain

Pe. Fabio Bartoli - publicado em 17/07/14

Uma necessidade antiga, hoje está em risco: a defesa da mulher e das crianças

“Primeiro as mulheres e as crianças”. Já houve tempos em que, nas situações de perigo, esta era uma regra. Podia-se estar certo de que não era um perigo verdadeiro, se antes não se colocavam a salvo mulheres e crianças. Temo que esta nobre prática esteja saindo de moda, mas antes de me perguntar o porquê, antes de procurar o culpado, quero entender o sentido, descobrir a razão.

Por que durante séculos os homens sustentaram que era mais importante salvar a companheira e a prole do que a própria pele? É a lógica do peixe espada. Sabem bem os pescadores que devem pegar, antes de tudo, a fêmea (o peixe espada nada em casal), porque se pegam o macho, a fêmea vai embora, mas se pegar a fêmea, o macho permanece ali tentando salvá-la desesperadamente. 

Primeiro as mulheres e as crianças, porque o homem vive para elas, porque sem elas sabe bem que a vida não tem sentido. E, de fato, frequentemente noto que no divórcio muitas vezes a mulher mantém sua dignidade, retomam a vida, enquanto muitos homens terminam na depressão.

Primeiro as mulheres e as crianças porque sem elas o mundo é de uma feiura e inutilidade desconcertante. As mulheres tornam o mundo lindo, as crianças dão a ele um propósito, um porquê. Deve ser por isso que o mundo está se tornando cada vez mais feio e inútil, porque as mulheres são sempre menos femininas e as crianças sempre mais raras.

É isso que me assusta na cultura gay, não uma consideração ética, moral e religiosa, mas algo de mais primitivo, mais visceral, algo que faz rebelar o peixe espada em mim. O mundo gay é um mundo sem mulheres, logo um mundo feio e inútil, pelo qual não vale a pena morrer.

Tags:
FilhosgeneroMulher
Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia