Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Terça-feira 21 Setembro |
home iconPara Ela
line break icon

Será que precisaremos renunciar ao termo “casamento”?

Christine Tremoulet

Pe. Charles Pope - publicado em 07/10/14

Restam, no entanto, algumas considerações a fazer.

O resgate da expressão “santo matrimônio” implica voltar a uma tradição mais antiga, que poderia parecer arcaica para algumas pessoas. Mas esse termo, sem dúvida, é bem mais difícil de tergiversar do que “casamento”.

Na minha paróquia, por exemplo, já adotamos a expressão “santo matrimônio” faz algum tempo. Não preparamos mais as pessoas “para o casamento”, mas sim para o “santo matrimônio”.

As pessoas ainda não se acostumaram completamente, é verdade. Elas ainda chegam à paróquia e dizem: "Queremos casar no próximo verão". É incomum os casais dizerem: "Queremos realizar o nosso santo matrimônio no próximo verão". Não são mudanças que acontecem facilmente. Talvez, aliás, o leitor queira nos oferecer algumas sugestões para incentivar a assimilação desse termo.

Há outra possibilidade, mais modesta: em vez de esperar que “santo matrimônio” se torne o único termo em uso na prática entre os católicos, poderíamos pelo menos passar a usá-lo nos contextos oficiais e formais. Nesses casos, não utilizaríamos mais o termo “casamento”, e sim a claríssima expressão “sacramento do santo matrimônio”.

O que você acha? Será que chegamos mesmo ao ponto de precisar usar uma nova expressão para nos referirmos com clareza ao conceito cristão do casamento? Será que a palavra “casamento” foi tão despojada do seu significado a ponto de precisarmos usar uma terminologia diferente para deixar claro o que realmente queremos dizer?

Quando eu fiz esta proposta pela primeira vez, há cerca de dois anos, boa parte dos leitores se mostrou reticente quanto à relevância dessa mudança; alguns se mostraram até preocupados, considerando que estaríamos “entregando os pontos” até em nosso vocabulário. O fato, porém, é que o termo "casamento" parece que nunca mais vai significar com clareza aquilo que significava antes.

Uma questão secundária, mas relacionada com esta, é que talvez devamos reconsiderar também a “parceria” que existe entre Igreja e Estado, em muitos países, no tocante à validade civil do matrimônio religioso. Se o Estado está interpretando o casamento de uma forma tão diferente da Igreja, podemos realmente nos ver como “parceiros”? Faz sentido passarmos uma impressão de “credibilidade” para um pedaço de papel cada vez mais sem sentido? Os fiéis católicos, por motivos jurídicos e até fiscais, de fato precisam do registro civil do seu casamento em boa parte dos países onde vivem, mas, em termos sacramentais, o que o clero teria a ver com isso, estritamente falando? O santo matrimônio e um simples documento civil não são, na prática, duas realidades bem diferentes?

O que é evidente é que precisamos de uma sólida e intensa catequese voltada aos nossos fiéis para reiterar que o "casamento" civil (o que quer que ele venha a significar do ponto de vista legal e laico) não equivale de forma nenhuma ao sacramento do santo matrimônio. Os fiéis precisam entender que eles não devem, de modo algum, considerar-se casados de verdade apenas com base num pedaço de papel sem sentido, concedido por um estado laico.

Mais uma vez, caro leitor, o que você acha?

  • 1
  • 2
Tags:
CasamentoLaicismo
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Top 10
1
BEATRIZ
Reportagem local
Mistério do sumiço de uma mulher em Aparecida já dura 9 anos
2
Exorcista padre Gabriele Amorth
Gelsomino Del Guercio
Os assombrosos diálogos entre o diabo e um exorcista do Vaticano
3
Berthe and Marcel
Lauriane Vofo Kana
O segredo do casal que tem a união mais longa da França
4
Aleteia Brasil
O dia em que os cães farejadores detectaram Alguém vivo no Sacrár...
5
Papa Francisco
Francisco Vêneto
Papa reafirma: casamento sacramental é só entre homem e mulher
6
HOLY COMMUNION
Reportagem local
A Santa Missa não pode ser trocada por orações pessoais: sem ela,...
7
Pe. Zezinho
Reportagem local
Pe. Zezinho faz alerta sobre orações de cura e libertação
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia