Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Sexta-feira 07 Maio |
Santo Agostinho Roscelli
home iconReligião
line break icon

Celibato tem mesmo a ver com abuso sexual?

Marcin Mazur/UK Catholic

Philip Jenkins - publicado em 07/11/14

Os escândalos na Igreja anglicana, onde não há celibato, podem indicar que não...

Faz cerca de trinta anos que as igrejas começaram a reconhecer a dimensão e a gravidade dos abusos contra menores cometidos por parte do clero. Estamos hoje muito perto de chegar a conclusões de importância crítica sobre os fatores que causam e os fatores que não causam esse crime hediondo. Em particular, estão prestes a ser finalizados novos estudos muito relevantes sobre o real impacto do celibato sacerdotal nesses casos nefastos.

A crise dos abusos sexuais tem sido mais notória no âmbito da Igreja católica. Nos Estados Unidos, entre os anos de 1950 e 2002, cerca de 4,2% do clero católico foi acusado, plausivelmente, de ter cometido atos abusivos. Há também acusações contra indivíduos batistas, luteranos, judeus e de muitas outras confissões religiosas, mas essas evidências ainda parecem ser consideradas “anedóticas”, por falta de dados estatísticos que possam ser comparados adequadamente com as informações já levantadas sobre os abusos no contexto católico. Diante deste quadro, os ativistas e militantes de várias inclinações políticas se sentem mais livres para atribuir as causas dos abusos cometidos por clérigos católicos aos fatores que mais se encaixam na sua visão de mundo, culpando principalmente algumas características atribuídas ao sacerdócio católico: o celibato obrigatório, a tolerância prática à homossexualidade de uma parcela dos clérigos, a exclusão das mulheres do sacerdócio e assim por diante (comentário óbvio: eu estou apenas citando essas acusações, que são frequentes, o que não quer dizer que eu concorde com elas).

Mas, agora, o panorama dessas interpretações parece estar mudando. Estamos começando a ter acesso, finalmente, a dados concretos sobre os casos de abuso sexual ocorridos em outra Igreja, a anglicana. Isto permitirá uma comparação mais séria e efetiva com as estatísticas católicas já levantadas. No melhor estilo das ciências sociais, portanto, as variáveis agora poderão ser testadas e excluídas.

Há anos, o clero da Igreja da Inglaterra tem enfrentado repetidos escândalos envolvendo abusos muito parecidos com os dos alardeados casos ocorridos na Igreja católica: padres abusadores que ficaram impunes, autoridades eclesiásticas virando os olhos para o outro lado, denúncias de vítimas passando em branco. Estas histórias de terror tomaram proporções tão graves que levaram a uma abrangente e sistemática investigação de casos de abuso sexual cometidos por clérigos anglicanos ao longo dos últimos 60 anos. E as revelações iniciais são apavorantes.

À cabeça da Igreja anglicana está o arcebispo de Canterbury, Justin Welby, ex-executivo da indústria do petróleo e homem pouco dado a sentimentalismos. Mesmo assim, os seus recentes pronunciamentos têm chegado perto de um nível apocalíptico. Os casos de abuso clerical, segundo ele, não só "foram terríveis além de toda descrição" como a sua larga escala ameaça a própria fé. A Igreja da Inglaterra "falhou terrivelmente", complementa ele. Num debate sobre o assunto, Welby chegou a chorar. Ele afirmou também que, mesmo já sendo estarrecedores todos os escândalos recentes, "existem mais coisas que ainda não foram reveladas".

O arcebispo anglicano de York, por sua vez, propôs exigir que o clero revelasse os casos de abusos contra menores que tivessem chegado ao seu conhecimento inclusive sob o sigilo do confessionário. Trata-se de uma proposta que indica o quanto a situação é grave.

Dentro de um ano, mais ou menos, teremos um relatório abrangente, com os números dos casos plausíveis de abusos sexuais cometidos nos últimos tempos na Igreja anglicana. Coincidentemente ou não, Welby também está falando em revisar todos os registros do clero dos últimos 60 anos, período de tempo muito próximo do que foi coberto pelo famoso Relatório John Jay nos Estados Unidos (que compilou os casos católicos naquele país desde 1950 até hoje).

  • 1
  • 2
Tags:
Abusos SexuaisCelibatoFilhosPecado
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
1
Sangue de São Januário ou San Gennaro
Francisco Vêneto
Milagre do sangue de São Januário volta a ocorrer em Nápoles
2
Creche
Reportagem local
URGENTE – Jovem com facão invade creche e mata crianças e p...
3
Bebê anjo
Reportagem local
“Tchau, papai”: as últimas palavras que Maurício ouvi...
4
Mãe de Toda a Ásia, no Monte Maria, é a maior estátua de Maria do mundo
Reportagem local
Maior estátua de Maria do mundo é inaugurada e marca sinal de esp...
5
Monsenhor Jonas Abib, fundador da Canção Nova
Reportagem local
Fundador da Canção Nova, monsenhor Jonas Abib é diagnosticado com...
6
ARGENTINA
Esteban Pittaro
Polícia interrompe missa de Primeira Comunhão ao ar livre
7
CANDLELIGHT PROCESSION AND ROSARY
Elizabeth Zuranski
A oração escondida no fim da Ave-Maria
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia