Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Segunda-feira 01 Março |
São Félix III (II)
home iconAtualidade
line break icon

Mulheres de 40 a 50 anos valem 107 reais: saiba o preço das mulheres e crianças sequestradas pelo Estado Islâmico

© Ishtartv

Aleteia Brasil - publicado em 14/11/14

Documento do grupo terrorista revela tabela de valores e admite "vertiginoso declínio do mercado destes despojos"

Um documento publicado pelo grupo terrorista Estado Islâmico revela os preços praticados pela organização para vender as mulheres e crianças de origem cristã ou yazidi que foram raptadas pelos membros da organização.

O título do documento, obtido por meios de comunicação locais, é “Preços estipulados para venda de espólio” (ou seja, das mulheres e crianças que foram sequestradas). O texto afirma que “o mercado para vender estes despojos declinou vertiginosamente”, o que teve impacto nas receitas do Estado Islâmico e, por conseguinte, na sua capacidade de financiar as operações dos seus combatentes. Por isto, prossegue o documento dos fanáticos terroristas, "as instituições financeiras devem considerar a determinação de controles e valores em relação aos preços com que estes despojos devem ser vendidos". O Estado Islâmico ameaçou de morte, além do mais, todos aqueles que violassem tais controles e preços.

A inacreditável tabela de preços das vítimas, que estão à venda como mercadorias quaisquer, é a seguinte:

Mulheres cristãs ou yazidis de 40 a 50 anos de idade devem ser vendidas por 50 mil dinares (equivalentes a 42 dólares ou cerca de 107 reais).

As de 30 a 40 anos, por 75 mil dinares (63 dólares ou cerca de 161 reais).

As de 20 a 30 anos podem ser vendidas por 100 mil dinares (85 dólares ou 217 reais).

E as de 10 a 20 anos de idade podem ser vendidas a 150 mil dinares (127 dólares ou 325 reais, aproximadamente).

O documento estabelece ainda que o preço para crianças de 1 a 9 anos de idade é de 200 mil dinares (valor equivalente a 169 dólares, cerca de 432 reais).

Ninguém está autorizado, decreta por fim o texto, a comprar mais do que três “itens” da lista acima, com exceção dos turcos, sírios e cidadãos dos países do Golfo Pérsico. Estes estão autorizados a comprar quantidades maiores de “despojos”.

Tags:
Estado IslâmicoMundo
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
1
KOMUNIA NA RĘKĘ
Claudio de Castro
Padre chora copiosamente diante da falta de respeito com a Eucari...
2
PRAYER
Desde la Fe
Coisas que você não deve fazer na Missa e talvez não saiba
3
RECONSTRUCTED CHRIST
Lucandrea Massaro
Assim era Jesus: o misterioso Homem do Sudário, reconstruído em 3...
4
HOLY FAMILY
Philip Kosloski
A antiga oração a São José que é “conhecida por nunca ter falhado...
5
MEXICO
Pablo Cesio
México: homem chega à própria missa de corpo presente
6
missionárias mártires iêmen
Reportagem local
A corajosa última oração destas 4 freiras antes de serem mortas p...
7
PRAY YOUNG
Arquidiocese de São Paulo
Rezar o terço sem contemplar os mistérios é válido?
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia