Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Sábado 18 Setembro |
São José de Cupertino
home iconAtualidade
line break icon

ONU diz que Estado Islâmico comete crimes contra a Humanidade na Síria

<p>(Reprodução) Vídeo divulgado pelo Estado Islâmico em março mostra jihadistas na província iraquiana de Anbar</p>

Agências de Notícias - publicado em 15/11/14

O grupo Estado Islâmico "decapitou, fuzilou, apedrejou homens, mulheres e crianças em lugares públicos em cidades e vilarejos"

O grupo Estado Islâmico (EI) tem cometido crimes contra a Humanidade e crimes de guerra em grande escala nos territórios que controla na Síria, acusa a Comissão de Inquérito das Nações Unidas sobre os crimes neste país dirigida pelo brasileiro Paulo Sérgio Pinheiro.

Em seu primeiro relatório detalhado sobre o grupo publicado nesta sexta-feira em Genebra, a Comissão estabelece uma longa lista de crimes, documentados por cerca de 300 depoimentos de vítimas e testemunhas, com assassinatos em massa contra grupos étnicos e religiosos, decapitações, escravidão sexual e gravidez forçada.

"O grupo armado tem uma política de sanções discriminatórias, tais como impostos ou conversões forçadas com base na identidade étnica ou religiosa de suas vítimas, destruindo locais religiosos e expulsando sistematicamente comunidades minoritárias", ressalta o relatório.

"Os ataques em larga escala e sistemáticos" contra a população civil curda e contra a minoria religiosa yazidi constituem "crimes contra a Humanidade", assim como os desaparecimentos forçados em ataques contra civis nas regiões de Aleppo e Ar Raqqah, acompanhados de crimes e torturas, acrescenta o relatório.

O grupo Estado Islâmico "decapitou, fuzilou, apedrejou homens, mulheres e crianças em lugares públicos em cidades e vilarejos no nordeste da Síria", diz ainda o relatório de 20 páginas. Os corpos das vítimas são normalmente expostos na cruz por três dias, as cabeças são cravadas em portões de parques "como um aviso ao público sobre as consequências de se recusar a submeter-se à autoridade do grupo armado."

Ex-prisioneiros relataram que o pior tratamento nos centros de detenção são reservados aos suspeitos de pertencer a outros grupos armados, aos jornalistas e àqueles que colaboraram com a imprensa estrangeira.

O relatório também destaca os abusos contra as mulheres, notando que as famílias aterrorizadas casam suas meninas menores de idade às pressas para não serem forçadas a casá-las com combatentes do grupo jihadista. Ele também caracteriza como "crime contra a Humanidade" a escravidão sexual imposta às mulheres yazidis, vendidas, estupradas e algumas engravidadas.

A Comissão, apenas destinada a investigar a situação na Síria, não analisa o que acontece em território iraquiano sob o controle do grupo armado.

A Comissão investiga a região, mas não está autorizada pelo governo sírio a visitar a Síria.

(AFP)

Tags:
Estado IslâmicoMundo

Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
1
BEATRIZ
Reportagem local
Mistério do sumiço de uma mulher em Aparecida já dura 9 anos
2
Pe. Zezinho
Reportagem local
Pe. Zezinho faz alerta sobre orações de cura e libertação
3
Orfa Astorga
Os erros mais comuns das sogras
4
Papa Francisco pede homilias mais curtas
Francisco Vêneto
Papa Francisco pede aos padres: façam homilias mais curtas
5
Papa Francisco
Francisco Vêneto
Papa reafirma: casamento sacramental é só entre homem e mulher
6
Berthe and Marcel
Lauriane Vofo Kana
O segredo do casal que tem a união mais longa da França
7
tentativa suicídio depoimento
Reportagem local
EM IMAGENS: A cara da depressão profunda e do suicídio é não ter ...
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia