Aleteia logoAleteia logoAleteia
Domingo 21 Abril |
Aleteia logo
Atualidade
separateurCreated with Sketch.

Boko Haram ameaça devastar o nordeste da Nigéria

WEB-AP281903709017 – pt

AP Photo/Sunday Alamba

Aleteia Brasil - publicado em 31/01/15

Bispo pede intervenção internacional

Dom Oliver Dashe Doeme, bispo de Maiduguri, capital do Estado nigeriano de Borno, declarou à agência Fides que "o Boko Haram tentou se infiltrar em Maiduguri em duas ocasiões neste final da semana. A primeira vez foi na sexta-feira, dia 23, e a outra no domingo, dia 25 de janeiro".

É interessante notar que os militantes do Boko Haram tentaram se infiltrar na área depois de já terem tomado o controle de outras cidades na porção nordeste do país. O Estado de Borno se localiza na região norte da Nigéria.

Dom Doeme continuou: "Os militantes do Boko Haram foram barrados e repelidos pelo exército e pelas milícias civis, que estão encarregados de defender a cidade. Já aconteceram combates extremamente intensos por lá. O Boko Haram perdeu um bom número de homens. No momento, a situação parece ter se acalmado em Maiduguri". O bispo confirmou que está fazendo uma visita pastoral a Damaturu, capital do estado de Yobe, também situado no território da sua diocese. Seus assessores, no entanto, ficaram em Maiduguri para monitorar a situação.

"Estamos passando por uma época muito precária e difícil", continuou o bispo. "Corremos o risco de que o Boko Haram devaste completamente o nordeste antes do final das eleições, a menos que aconteça uma intervenção de forças estrangeiras".

As eleições a que ele se refere são as presidenciais, previstas para meados de fevereiro. Operações militares em coordenação com os países vizinhos estão sendo lançadas contra o Boko Haram depois das últimas incursões dos extremistas nigerianos em Camarões e da tomada de uma base de forças internacionais em Baga, às margens do Lago Chade. "A situação é muito complicada e as primeiras vítimas são sempre civis inocentes", observa o bispo de Maiduguri.

Em nota, ele também afirmou que há "sabotadores" e colaboradores do Boko Haram dentro do exército nigeriano, que preferem o grupo terrorista por razões políticas.

Tags:
ÁfricaMundoTerrorismo
Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia