Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Quinta-feira 15 Abril |
São Damião Veuster
home iconAtualidade
line break icon

Você sabia que Bob Marley se converteu ao cristianismo?

Anonymous/Fair Use

Corrado Paolucci - publicado em 10/02/15

Muitas pessoas acham que ele recebeu o batismo porque sabia que estava morrendo, mas não foi assim: conheça a verdadeira história do ídolo do reggae

"Bob era realmente um bom irmão, um filho de Deus, independentemente de como as pessoas o viam. Ele tinha o desejo de ser batizado há muito tempo, mas havia pessoas próximas que o controlavam e distraíam. Mesmo assim, ele vinha regularmente à igreja."

Esta versão de um inédito Bob Marley foi contada, em uma entrevista publicada pelo Gleaner’s Sunday Magazine em 25 de novembro de 1984, por Abunda Yesehaq – um missionário ortodoxo etíope que chegou à Jamaica na década de 60 e se tornou um grande amigo de Marley, acompanhando o cantor jamaicano em sua conversão ao cristianismo ortodoxo e ao batismo.

A comoção de Bob e o batismo

Yesehaq, que depois foi arcebispo, viveu de perto o itinerário de aproximação da fé de Bob, que ocorreu alguns meses antes do seu desaparecimento. "Lembro-me de uma vez em que, enquanto eu estava celebrando a missa, olhei para Bob e seu rosto estava coberto de lágrimas."

"Muitas pessoas acham que ele recebeu o batismo porque sabia que estava morrendo, mas não foi assim. Ele foi batizado quando já não havia pressões sobre ele e, quando se batizou, abraçou sua família e choraram, choraram todos juntos durante mais de meia hora."

A luz da Trindade

O batismo aconteceu no dia 4 de novembro de 1980, na igreja etíope de Nova Iorque. Ele escolheu o nome de Berhane Selassie ("A luz da Trindade").

Cinco dias depois, Bob foi para um centro de tratamento na Alemanha, onde passou seu 36º aniversário. Três meses depois, em 11 de maio de 1981, faleceu em um hospital de Miami. O funeral, celebrado em 21 de maio de 1981, seguiu o rito ortodoxo, e ele foi sepultado junto à sua Bíblia e sua guitarra Gibson.

Ele não foi o único

A conversão de Marley acabou contagiando sua banda: Judy Mowatt, uma das cantoras que o acompanharam nas turnês, ficou impactada pelo seu gesto e, alguns anos mais tarde (fala-se de início da década de 90), converteu-se ao cristianismo pentecostal. Ela continua sendo uma das testemunhas oculares do itinerário de fé de Bob Marley.

Surpreende inevitavelmente a conversão, às portas da morte, de um cantor que foi o ícone e difusor da crença rastafári, uma espécie de sincretismo religioso muito arraigado na Jamaica, que une elementos procedentes do cristianismo ortodoxo e do animismo, profusamente acompanhado pelo consumo da maconha.

Bob Marley é um ícone que continua irradiando seu poder mesmo após mais de três décadas da sua morte. Em muitos aspectos, "Tuff Gong", o apelido que ele ganhou nas ruas de Trenchtown, o gueto de Kingston, é uma figura única na história musical e não somente no século XX.

Filho e pai branco e mãe negra, discriminado, ele se tornou um líder político e espiritual para a Jamaica, e foi a primeira grande celebridade da música do terceiro mundo. É difícil encontrar nas crônicas da música popular um personagem que tenha conseguido transmitir essa mensagem de irmandade e de paz.

Com o reggae, Marley levou a cabo uma operação comparável à obra da evolução e popularização realizada pelos Beatles com o pop: o mundo descobriu e amou o reggae graças a ele, à sua habilidade de fundi-lo com outras músicas, à sua extraordinária capacidade de convertê-lo em uma linguagem universal e imediatamente compreensível por todos.

Tags:
ConversãoMúsicaTestemunho
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
1
KRZYŻYK NA CZOLE
Beatriz Camargo
60 nomes de bebês que carregam mensagens poderosas
2
MIGRANT
Jesús V. Picón
O menino perdido no deserto nos convida a refletir
3
Pe. Zezinho
Reportagem local
Não desprezem o templo nem posem de católicos avançados, alerta o...
4
LOVE AND MERCY FILM
Aleteia Brasil
O filme sobre Santa Faustina e a Divina Misericórdia já está disp...
5
DIVINE MERCY
Reportagem local
Como obter indulgência plenária no Domingo da Divina Misericórdia...
6
agnus Dei
Catholic Link
Filme “Agnus Dei”: o dilacerante calvário das freiras...
7
Aleteia Brasil
Havia um santo a bordo do Titanic?
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia