Aleteia logoAleteia logoAleteia
Quarta-feira 08 Dezembro |
Imaculada Conceição de Nossa Senhora
Aleteia logo
Religião
separateurCreated with Sketch.

Jesus e o pecador: uma absurda e transgressora relação de absoluto amor

© public domain

Aleteia Brasil - publicado em 18/02/15



conversão.

– Jesus veio buscar o que estava perdido. Seu objetivo é a salvação do homem, seja ele quem for (cf. Lc 7,50). Todos os pecadores são buscados por Ele com amor.

– Jesus dá a própria vida pelos pecadores, deixando impressionantemente claro que, para Deus, um único pecador é tão importante e a sua redenção é tão valiosa que o próprio Deus é capaz de se fazer homem e morrer crucificado para resgatá-lo (cf. Mt 26,28; Lc 23, 34).

– Jesus não obriga ninguém a se deixar salvar. É o mistério insondável de um amor tão grande que não fere nem sequer a nossa liberdade de escolha. Neste sentido, Ele se permite "fracassar" com Judas, com os fariseus, com a sua amada cidade de Jerusalém: “Ao se aproximar da cidade, chorou sobre ela e disse: se também tu, ao menos neste dia, conhecesses o que te pode trazer a paz!…” (cf. Lc 19,41-44).

– Jesus emprega palavras duríssimas não contra o pecador, mas sim contra o pecado: “Se a tua mão ou teu pé for para ti uma pedra de tropeço, corta-os e lança-os para longe de ti….” (Mt 18,8). Tamanha é a catástrofe de que um pecador rejeite a própria essência da dignidade humana: ser filho de Deus e não escravo dos próprios egoísmos.

– Jesus não é um juiz condenador: muito pelo contrário, Ele é o Libertador. Ele traz a luz e a esperança, o amor e a misericórdia. Mas não as impõe: apenas nos oferece, suplicando para que, livremente, as aceitemos.

– Jesus não prega simplesmente contra o pecado. Ele não veio ao mundo para trazer meras proibições e imposições. Ele veio fazer um chamado positivo, luminoso: Ele nos convida à conversão, à transformação interior, à aceitação de uma relação de amizade pessoal com Deus: mais ainda, a uma relação com Deus que é nada menos que uma relação de filhos com seu Pai!

– Jesus chega a afirmar que não veio chamar os justos, e sim os pecadores (Mt 9,12)! Ele se apresenta como um médico que veio cuidar das almas enfermas, que precisam mais de tratamento do que as almas sadias (cf. Mc 2, 17). Ele será acusado pelos fariseus de se misturar com pecadores (cf. Mt 9,12) e prostitutas (cf. Lc 7, 36-42). Ele afirmará, na Última Ceia, que o seu sangue será derramado em remissão dos pecados (cf. Mt 26, 27). Ele pedirá aos apóstolos, depois de ressuscitar, que eles continuem pregando a conversão para a remissão dos pecados a todas as pessoas do mundo inteiro (cf. Lc 24, 44-48)!

– Jesus é a Encarnação da misericórdia de Deus. Ele veio precisamente para acolher os pecadores e ajudá-los a mudar (cf. Lc 19,10).

Misericórdia! Para o mundo greco-latino, a misericórdia era um defeito! O filósofo romano Sêneca, por exemplo, diz que a misericórdia é "um vício de velhas", uma doença que "não recai sobre o homem sábio". Cristo gritou com sua vida e com sua morte que a misericórdia é o gesto mais sublime do amor verdadeiro. A misericórdia tem nome: Jesus Cristo. Deus, ao se encarnar, tornou-se Misericórdia vinda ao nosso alcance.

É por isso que o papa Francisco ressalta tanto a misericórdia. Ele sabe que nós, pecadores, não precisamos de condenação, mas exatamente do contrário: de acolhimento, ajuda, amor e incentivo a aceitar a nossa própria dignidade de filhos de Deus Pai.

(Com fragmentos do livro "Jesus Cristo", do pe. Antonio Rivero, LC)

  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
Tags:
AmorConversãoJesusMisericórdiaPecadoPerdão
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia