Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Quinta-feira 26 Novembro |
São Silvestre Guzzolini
home iconAtualidade
line break icon

Jihadistas iraquianos obrigam homens de Mossul a usar barba

© Al Raqqa Media

Agências de Notícias - publicado em 06/06/15

O EI transformou Mossul no laboratório de sua administração, onde decidem tudo, dos programas escolares aos horários de abertura das lojas, passando pelo vestuário dos moradores

Laith Ahmed se olha no espelho, angustiado. Se o buço não crescer, ele pode ser preso pelos jihadistas de Mossul, que agora obrigam todos os homens da segunda maior cidade do Iraque a usarem barba.

O grupo Estado Islâmico (EI) distribui há semanas folhetos anunciando esta lei, que entrou em vigor dia 1º, segundo a qual a barba é obrigatória e está proibido barbear-se.

"O pelo da minha barba demora muito a crescer", lamenta Laith Ahmed, de 18 anos que, assim como todos os moradores entrevistados, se identifica com um nome falso por medo de represálias.

"Estou aterrorizado porque [os jihadistas] acertam violentamente suas contas com qualquer um suas instruções", diz à AFP de Mossul, capital iraquiano do "califado", proclamado pelo EI sobre os territórios que conquistou há quase um ano no Iraque e na Síria.

"Trabalho em uma padaria, o que significa que tenho que sair de casa todos os dias e cruzar com os homens do Daech", acrônimo do EI em árabe, acrescenta Ahmed.Mossul é a cidade mais importante conquistada pelo EI durante sua ofensiva do verão de 2014.

Os muitos civis que continuam vivendo na cidade só podem deixá-la comprometendo-se a voltar em prazos estipulados. Se desobedecerem, a casa ou o carro podem ser confiscados pelos jihadistas.

O EI transformou Mossul no laboratório de sua administração, onde decidem tudo, dos programas escolares aos horários de abertura das lojas, passando pelo vestuário dos moradores.

"Se rasparem ou cortarem as barbas dos homens, os barbeiros viram cúmplices de pecado", dizem os folhetos do EI, citando vários hádices (palavras atribuídas ao profeta) para justificar a proibição de se bombear.

Camuflar-se em meio à população

Nadhim Ali, um taxista de 30 anos, nunca conseguiu deixar a barba ou o bigode crescer sem que sentisse terríveis coceiras.

Ele apresentou atestados médicos à polícia religiosa, mas não teve sucesso. "Não lhes importa. Um deles me avisou que seria melhor que ficasse em casa", lembrou. "Então, para alimentar a família, tenho que escolher entre passar mal ou o açoite", lamenta.

No Afeganistão, os talibãs instauraram, anos atrás, "patrulhas da barba", que tinham o poder de condenar a penas de três dias a uma semana de prisão a qualquer homem que a cortasse.

Mas segundo os moradores de Mossul, a nova norma não tem nada a ver com a religião.

"Todos sabemos o que o Daech tenta fazer com suas leis inaceitáveis sobre o véu que as mulheres devem usar e as barbas que os homens devem exibir", diz uma professora. "Querem transformar cada um de nós em um escudo humano. Enquanto as operações militares para retomar Mossul se aproximam, querem poder se esconder entre a população", assegura.

A coalizão internacional, liderada pelos Estados Unidos para bombardear o EI na Síria e no Iraque realizou vários ataques em Mossul, mas por enquanto não fez nenhuma operação terrestre para retomar a cidade.

Segundo um ex-membro dos serviços de segurança iraquianos, residente em Mossul, os jihadistas adotam há meses uma atitude mais discreta.

"Alguns membros do EI começaram a usar cada vez mais carros camuflados. Desfizeram-se de veículos militares e bandeiras", conta.

"Esta nova lei sobre as barbas segue o mesmo caminho. Querem se esconder em meio aos civis", assegura.

(AFP)

Tags:
Estado IslâmicoMundo
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • A Aleteia é publicada em 8 idiomas: Português, Francês, Inglês, Árabe, Italiano, Espanhol, Polonês e Esloveno.
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
MARYJA
Philip Kosloski
A melhor oração mariana para quando você prec...
Papa Francisco com máscara contra covid
Reportagem local
As 3 “covids” do Papa Francisco
WEB2-COMMUNION-EUCHARISTIE-HOSTIE-GODONG-DE354465C-e1605635059906.jpg
Reportagem local
Internado na UTI, Pe. Márlon Múcio continua c...
pildorasdefe.net
Por que você não vai para frente? Talvez este...
No colo de Maria
Como rezar o terço? Um guia ilustrado
Confissão não é para contar problemas, mas para contar pecados
Pe. Gabriel Vila Verde
Confissão não é para contar problemas, mas pa...
RED WEDNESDAY
Reportagem local
Perseguição aos cristãos no mundo é denunciad...
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia